Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Diálogo pai/filha.

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.09.17

capajornali.jpg

Filha: Tenho quase 16 anos. Posso pedir uma imperial?

Pai: Não, filha. Só quando fores um homem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Onze anos à frente

por Carlos Nunes Lopes, em 18.09.17

Depois de várias tentativas para tentar ter uma televisão só para si, José Sócrates finalmente descobre que a maneira mais eficaz (quicá mais barata para o próprio erário público) de comunicar com as massas é ter o seu canal no Youtube.

Nada que o 31 da Armada não tivesse feito onze anos antes. Em 30 de dezembro de 2006 lancámos este vídeo promocional:

Sim, e também tentámos comprar um canal de televisão. Exatamente com o mesmo sucesso de Sócrates.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Carreira na Carregueira (III)?

por Augusto Moita de Deus, em 16.09.17

... imaginem só o que vai ser milhares e milhares de fãs ali acotoveladas à porta do Palácio Ratton a cantar "A tua ausência", um dia que levem o caso de TC ao TC.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Carreira na Carregueira (II)?

por Augusto Moita de Deus, em 16.09.17

... imaginem só o que vai ser milhares e milhares de fãs à porta do Palácio de Belém pedindo o indulto presidencial ao som de "Perdóname".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tony Carreira na Carregueira (I)?

por Augusto Moita de Deus, em 16.09.17

Tony Carreira arrisca pena de 3 anos de prisão? Não me pronuncio sobre a justiça do caso nem sobre a luta de Tony Carreira naquilo que considera ser a sua verdade artística. Mas se for condenado, preparem-se. Se Sócrates tinha ali 2 ou 3 autocarros de apoiantes à porta do Estabelecimento Prisional de Évora, imaginem só o que vai ser milhares e milhares de fãs à porta do EP da Carregueira a cantar em uníssono as canções dele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

para ver se eu percebi bem...

por Rodrigo Moita de Deus, em 14.09.17

...o ministério público levou 20 anos para deduzir uma acusação ao Tony Carreira? E ainda falavamos nós da operação marquês.

Autoria e outros dados (tags, etc)

distrações

por Alexandre Borges, em 14.09.17

Proponho um acordo: não há futebol em dia de eleições e nenhum político pode estar a menos de 500 metros dum presidente dum clube de futebol o resto dos dias do ano. Pelo sim, pelo não.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia de eleições

por Carlos Nunes Lopes, em 14.09.17

Dia de eleições: e que tal fechar os cinemas? Proibir o acesso às praias? Tudo a bem da consciencialização cívica das massas. Proibir todas as atividades lúdicas até que a ida à mesa de voto seja a atividade disponível mais estimulante. Não obrigar ao voto porque isso atenta as liberdades individuais. Proibir tudo. Viva o grande ayatollah e a CNE, guardiã da revolução.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre o ridículo de algumas notícias

por Carlos Nunes Lopes, em 13.09.17

Eu sou do tempo em que as construtoras não faziam descontos de 5%. Ofereciam as casas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.09.17

Não é uma questão de aproveitamento político. Temos mesmo de pensar nisto: podemos confiar em alguém que compra uma casa ao lado dos sogros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

coisas realmente importantes

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.09.17

- mas quem é que vai comprar uma casa ao lado dos sogros?

Autoria e outros dados (tags, etc)

a casa de medina

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.09.17

Sobre esta coisa dos escândalos em vêspera de eleições é bom lembrar que não funcionam. Pelo menos nunca funcionaram. E, com razão ou sem razão, a coisa diz tanto sobre os visados como sobre as pessoas que guardaram a informação à espera da campanha

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 06.09.17

Portugal. O único país do mundo onde Madonna consegue passar incógnita em todo o lado. Mesmo quando não quer.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desapareceu um saco de pulgas

por Afonso Azevedo Neves, em 05.09.17

Gostava de alertar para uma diferença que algumas pessoas parecem querer ignorar. Um menino é uma criança do sexo masculino, um cão é um mamífero carnívoro quadrúpede, da família dos Canídeos, doméstico, tem olfato muito apurado, podendo apresentar tamanho, forma e pelagem muito variável consoante a raça.
Se eu vejo um início de um post a dizer, "o nosso menino desapareceu ontem durante a manhã", fico assustado. Se vejo o post e vejo a tromba de um rafeiro qualquer concluo que provavelmente o bicho fartou-se da melosidade insana dos donos e foi à vida dele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

as pessoas nunca pensam no que é importante

por Rodrigo Moita de Deus, em 05.09.17

Só para deixar clara a minha posição sobre o Huweigate: qualquer responsável público, que tenha comprado um parafuso sequer, depois de 15 horas a viajar em económica, merece ser demitido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

recebido por whatsapp

por Rodrigo Moita de Deus, em 05.09.17

IMG-20170904-WA0004.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Amiguismos.

por Rodrigo Moita de Deus, em 04.09.17

É daquelas coisas modernas. No caso partilha de carros. Bom de ver que o futuro do capitalismo é a coletivização da propriedade individual.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não é para irritar

por Afonso Azevedo Neves, em 04.09.17

... mas se Cavaco é de tal maneira irrelevante para quê tanto texto, tanta twitt, tanto post?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gosto de rabiosques

por Afonso Azevedo Neves, em 04.09.17

Haverá algum sangue brasileiro na linhagem? É irrelevante. Um bom rabiosque é um poema, um mau rabiosque uma tristeza estética desculpável e justificada, menos se for exibida sem sensibilidade e pudor.

Quando o feio rabisoque é adornado com um descuidado fio dental, exibindo duas informes massas a escassos centímetros da minha pessoa que se esforça para manter a sua total atenção na salada que escolheu, é uma ofensa estética, é um crime e um insulto. A mulher que me desculpe mas tenha dó de mim.  

Os restaurantes de praia são liberais e permitem estas ofensas estéticas talvez com medo de alguma acusação contra a liberdade individual. Eu entendo mas preferia a ditadura da estética quando estamos a comer.

Seja bonito ou feio, o rabiosque deve ter pudor e não se deixar confundir com o prato de salada, o pargo grelhado ou o pica-pau de vaca. 

Um bom rabiosque não é tempero, um mau rabiosque convida à indigestão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Que é como quem diz, Halt-o-europa

por Augusto Moita de Deus, em 30.08.17

"Produção está completamente paralisada" na Autoeuropa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 28.08.17

Não foi bem censura. A Porto Editora comportou-se com o governo como quem se comporta com o seu maior e mais importante cliente. E isso não é muito melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

o país merecia outro estado

por Rodrigo Moita de Deus, em 28.08.17

grafico.png

 Curioso artigo no Negócios onde se compara Estado, empresas e famílias. O Estado aumenta a dívida. As empresas e as familias reduzem a dívida. Isto com a economia a crescer. Isto sem investimento público. Esqueçam tudo o que aprenderam. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

mas alguém lhe perguntou alguma coisa?

por Rodrigo Moita de Deus, em 24.08.17

Estou muito contente. Somos finalmente um país civilizado, europeu e moderno. Em que os políticos dão entrevistas para explicar com quem dormem. Mesmo que ninguém lhes tenha perguntado. Mesmo que ninguém queira saber. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da série Coisinhas boas

por Augusto Moita de Deus, em 23.08.17

JZkgH0Q0.jpg

Donald Trump e muitas outras pessoas olharam directamente para o sol durante o eclipse. E agora? Será que a visão ficou afectada?

O The Guardian propõe um teste simples: How to tell if you damaged your eyes during the eclipse

Muito bom. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Perca algum tempo com isto. Vai achar graça. Ou não.

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.08.17

Força Aérea cria plano para rentabilizar aeroporto de Figo Maduro. Após anos sem gastar um tostão na manutenção das suas instalações no aeroporto de Lisboa, a Força Aérea investiu milhares de euros nos últimos dois anos para as recuperar e tornar apresentáveis. Agora aposta em rentabilizar o espaço e, por essa via, obter receitas adicionais.

 

Leia bem. Mesmo. Faça esse esforço. E depois leia outra vez. Parece uma boa ideia, não é? Agora leia outra vez. Vamos começar pelo princí­pio: "após anos sem gastar um tostão na manutenção das suas instalações no aeroporto de Lisboa (...)". Porquê? Cortes orçamentais? Nem por isso. Porque desde 2005 que se fala no encerramento de Figo Maduro. Aliás Figo Maduro não tem qualquer interesse para a defesa estratégica do espaço aéreo nacional. É meramente protocolar. Mas calma. Vamos continuar: "a Força Aérea investiu milhares de euros nos últimos dois anos para as recuperar e tornar apresentáveis". Então? Aquilo não ia fechar? Passou a ter interesse estratégico? Nem por isso. Dois anos. O que aconteceu em dois anos? O que mudou? Mudou a criação de um aeroporto complementar no Montijo. Mudou o acordo do anterior governo para que a força aérea deixasse finalmente Figo Maduro e permitisse a expansão da Portela. Mudou, sobretudo, a ANA que passou do Estado para as mãos de uns privados. Vai daí­ estão a pedir 370 milhões de euros (!) pelo Montijo. E sabe Deus quanto por Figo Maduro. E enquanto ninguém passa o cheque fazemos o que um português sabe fazer melhor: chatear. Vai daí­ temos a força aérea a alugar estacionamentos e a fazer concorrência à ANA. E a renegociar os protocolos operacionais para "rentabilizar o espaço e, por essa via, obter receitas adicionais". Mais ou menos uma proposta siciliana, mas com "senhores" vestidos de uniforme. 

 

Em tese isto não faz mal a ninguém. A "nossa" força aérea quer parasitar uns estrangeiro ricos? Pronto. É todo um género que não abona em dignidade, mas pode pagar as contas. Mas o problema não é só esse. Com a portela no limite das suas capacidades estamos a discutir muitas centenas de milhões de euros para distribuir por muitas centenas de milhares de portugueses que, diretamente ou indiretamente, dependem do turismo. O interesse estratégico do país não passa por manter Figo Maduro ou o Montijo, mas garantir que há mais duas ou três dezenas de aviões cheios a aterrar por dia em Lisboa. Interesse estratégico do país, repito. Infelizmente temos generais feitos mercadores de bazar a negociar o que não lhes pertence. É que a força aérea é que pertence ao paí­s não é certamente o país que pertence à força aérea. Da mesma forma é a força aérea que faz sacrifícios pelo país e nunca o contrário.  Se calhar estou a ver mal a coisa. Provavelmente estou, até porque sou de direita. 

 

Mas esta notícia tem qualquer coisa de muito bom. A força aérea aluga uma base aérea para ganhar uns dinheiros. Portanto a força aérea não tem qualquer necessidade daquela base aérea e alguém devia fazer o sacrifí­cio de assumir tamanho encargo e consumo de recursos. E assim seria não tivessemos um poder político tão sensível às longas palestras com que os militares normalmente nos brindam sobre o "planeamento estratégico". Como se os hackers de Moscovo, das guerras do amanhã, alguma vez tivessem lido Clausewitz.

 

O que me leva ao último ponto desta longa posta. Em redor de lisboa temos a base aérea de figo maduro, a base aérea de Sintra, a base aérea de alverca, a base área da Ota e a base área do montijo. Assim de repente cinco, caso não me falte mais alguma. Tudo com espaço aéreo reservado e a estrangular a aviação civil em Lisboa, não vá ser necessário, assim de repente, defender o território em geral e Lisboa em particular de um bombardeamento. E digo "estrangular" mesmo. Ou acha que o seu avião da TAP vai sempre à Costa da Caparica porque os comandantes gostam de ver se as ondas estão boas para o surf? Ironicamente, mas muito apropriadamente, os aviões que defendem o território em geral e lisboa em particular nem sequer estão numa destas cinco bases aéreas. Estão em Leiria. Ou seja, ter estas bases aéreas em redor de Lisboa é como ter a brigada mecanizada estacionada à saída do túnel do marquês em hora de ponta. É evidente que os senhores de farda já perceberam isso. Pelo menos quero acreditar nisso. Portanto é só uma questão de dinheiro. Os generais também querem ganhar dinheiro com os turistas. Com um esquema um pouco mais sofisiticado que o made in correeiros. Mas o princípio é o mesmo. O que me irrita ainda mais. É que estamos a falar de militares. Generais. De quem se podia esperar assim que um pouco de grandeza. Gente nascida, criada, formada e paga para dar a sua vida pela dita "pátria". Para colocar os interesses da dita "pátria" acima de quaisquer outros. Generais. Uma base área que não serve para nada. Agora imaginem o resto. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais um "you're fired" na Casa Branca. E desta vez não foi qualquer um: Trump acaba de despedir o estratega Steve Bannon.

 

Assim de memória, da equipa inicial sobram Mike Pence, Jeff Sessions, Rex Tillerson, Kellyanne Conway, Jared Kushner, Ivanka e Donald.

Autoria e outros dados (tags, etc)

deve ser um problema meu

por Rodrigo Moita de Deus, em 18.08.17

mw-860.jpg

Em Pedrógão Grande houve hoje sessão pública para a entrega de cheques. Salão Nobre da Câmara Municipal, televisões e os mais altos representantes do Estado Português. Houve abraços, aplausos e palmadinhas nas costas. E as pessoas agradeceram os cheques, as televisões filmaram e os representantes do Estado sorriram. Morreram dezenas de pessoas porque o Estado falhou miseravelmente. Falhou miseravelmente naquela que é a sua função essencial: proteger-nos. O Estado serve, fundamentalmente para isso. Não é para ter bancos, nem construir autoestradas, nem passar cheques. Deitem fora metade dos debates parlamentares. O Estado serve, antes de tudo o resto, para proteger-nos. E falhou. Falhou e ninguém no Estado pediu desculpa. Um pedido de desculpa que seja. Mas houve sessão pública para entregar uns cheques. E para nós agradecermos. E nós agradecemos. E toda a gente acha normal. Este não é um problema de partidos, nem de governos ou ministros. É mesmo um problema de mentalidade. Da nossa mentalidade. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a lógica e a batata

por Rodrigo Moita de Deus, em 18.08.17

"Rio de Janeiro. O retorno da estratégia policial que apenas cria um clima de guerra permanente"

Título do Jornal i

A tese é simples. Mais polícias, mais confrontos com os bandidos. Mais confrontos, mais mortos. Polícias e bandidos. Certo. O título está certo. Menos polícias, menos confrontos. Menos confrontos, menos mortos. O melhor mesmo é deixar os bandidos cometerem crimes à vontade. Que se lixe o Estado de direito e a segurança das pessoas. Aquelas pessoas normais. Que não são nem polícias nem bandidos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

o homem para quem a silly season é como o natal (cont.)

por Rodrigo Moita de Deus, em 17.08.17

Reparem bem na qualidade do argumento: "Air Portugal é mais conhecida na América do Norte, um mercado onde tem estado a crescer significativamente no último ano". E se a TAP voasse para Kiev? Onde o mercado cresce a dois dígitos? Mudávamos o nome para Air Portugal mas em cirílico?

Autoria e outros dados (tags, etc)

o homem para quem a silly season é como o natal

por Rodrigo Moita de Deus, em 17.08.17

air portugal.jpg

A TAP vai voltar a chamar-se TAP Air Portugal. A companhia aérea vai recuperar a marca que criou em 1980 e que abandonou em 2005, na altura ainda a vermelho e branco. O objetivo é chegar a mais passageiros no mercado norte-americano. Isto porque, segundo a empresa, a marca TAP Air Portugal é mais conhecida na América do Norte, um mercado onde tem estado a crescer significativamente no último ano.

Para ver se eu percebi bem. Fernando Pinto, em 2005, muda o nome e a estratégia da TAP. Fernando Pinto, em 2017, muda o nome e a estratégia da TAP. Para o mesmo nome e estratégia que tinha antes de Fernando Pinto chegar? Só para lembrar que, 17 anos e muitos milhões de euros depois, Fernando Pinto continua a ser CEO da TAP.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A questão da limpeza das florestas só se resolve quando o negócio da biomassa florestal for altamente rentável.

Autoria e outros dados (tags, etc)

ouvido no avião

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.08.17

O ano tem 12 meses. Os portugueses trabalham oito meses. Recebem 14 meses pelos oito meses que trabalham. Ganham pouco mais de seis dos 14 que recebem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

é impressão minha ou alguma coisa não bate certo?

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.08.17

Entre os feridos estão funcionários da LisboaGás que estavam a fazer uma inspeção ao local para apurar as causas do contínuo cheiro a gás de que os moradores se queixavam há vários meses.

Cheiro a gás durava há vários meses. LisboaGás finalmente inspeciona o local. Local explode. Lição moral: se cheirar a gás não chamem a LisboaGás. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

interrompo a silly season para trazer coisas importantes

por Rodrigo Moita de Deus, em 10.08.17

IMG-20170810-WA0000.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Guarda resiste

por Rodrigo Moita de Deus, em 02.08.17

gnr_farda.jpg

PCP defende fusão da PSP e da GNR para formar uma única Polícia Civil

Devo estar a ficar comunista.

A Guarda nasceu e renasceu como milí­cia dos diferentes regimes. Do absolutismo à  terceira república, passando pelo estado novo. Cabe à Guarda guardar o regime. Seja ele qual for. Missão que têm cumprido com evidente défice de talento.

Sem regime para guardar a Guarda resiste. É uma daquelas muitas instituições que já não cumprem o desí­gnio para o qual foram criadas mas que se vão mantendo. Por imobilismo, corporativismo ou tradição. Mantendo e crescendo. Com o passar dos anos, foram duplicando estruturas e funções. Hoje a milícia faz pequena investigação, como a Judiciária, faz fiscalização, como as polícias municipais, faz policiamento, como a PSP, tem quartéis, como o exercito, tem banda, como a força aérea, guarda a costa, como a polícia marí­tima, guarda a fronteira, como o SEF, tem carros de combate, como a brigada de reação rápida, tem operações especiais, como a guarda prisional e tem escola equestre, como a escola equestre. Pelo meio também faz de Guarda.

A direita e a esquerda estão de acordo. O país precisa de uma boa polícia civil. Uma grande polícia civil. Com meios e recursos. Mas ninguém, nem direita nem esquerda, teve tintins para fazer o que precisa de ser feito. A Guarda resiste. Mesmo sem utilidade. A Guarda resiste. Como noutros tempos. No Carmo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 02.08.17

"O que incomoda as pessoas é o meu brilho, insetos só atacam lâmpadas que brilham". Cristiano Ronaldo.

Verdade. Mas o IVA sobre a eletricidade é de 23%.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não, não estou a alucinar. Trata-se de duas linhas de um diálogo recente entre bots do facebook, que foram deixados livres a dialogar, com liberdade de criar a sua própria linguagem. Por fim, já estavam a falar o seu próprio dialecto que os humanos não conseguiam entender e sendo assim os investigadores do facebook tiveram de os desligar. Faz lembrar o que o Dave fez ao HAL em 2001: Odisseia no Espaço.

 

Pensando bem, isto é assim como que um bocadinho assustador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

mais ou menos isto

por Rodrigo Moita de Deus, em 28.07.17

Catarina Martins quer fim do contrato com o SIRESP

Catarina Martins critica Altice por "despedir" trabalhadores na PT

Defender os postos de trabalho na PT explicando que os trabalhadores da PT fazem mal o seu serviço. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 26.07.17

O problema desta coisa das moradas falsas é que ainda vão chegar à conclusão que o S.Francisco de Xavier não devia ter utentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 26.07.17

O Ministério Público viola o segredo de justiça de forma tão evidente e ninguém se indigna?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há aqui um padrão

por Nuno Gouveia, em 25.07.17

António Costa ataca Altice. João Galamba ataca Expresso. Donald Trump ataca CNN. Kellyanne Conway ataca New York Times. Ainda dizem que o trumpismo não chegou a Portugal. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 25.07.17

É claro que as coisas mudaram com a geringonça. Antes tinhamos problemas na colocação dos professores. Agora temos problemas na colocação dos alunos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

recebido por whatsup

por Rodrigo Moita de Deus, em 24.07.17

IMG-20170724-WA0008.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 24.07.17

capa_ricardo_salgado.jpg

Ter Proença de Carvalho no board é quase concorrência desleal para os outros jornais. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 22.07.17

O PCP aplica a coisa como ninguém. Quando não temos oportunidade de vencer umas eleições então as eleições são uma oportunidade para criar um ativo. Se temos de gastar dinheiro em cartazes, então que os cartazes sirvam para dar notoriedade a um nome e um rosto. O PCP, repito.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 21.07.17

É claro que existe uma enorme diferença entre as carrinhas com militantes do meu partido e os autocarros com "trabalhadores" da CGTP.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 21.07.17

Há menos 50 mil discos do Paco Bandeira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

serviço público

por Rodrigo Moita de Deus, em 21.07.17

Paco Bandeira destrói 50 mil CDs seus em protesto e grava momento em vídeo

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 20.07.17

A última vez que vi tanto empenho nos sindicatos da PT estavam a defender Ricardo Salgado e Zeinal Bava.

Autoria e outros dados (tags, etc)

sabemos que algo vai mal quando...

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.07.17

IMG-20170719-WA0000.jpg

Graças a Deus existe o PCP para defender a propriedade privada. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.07.17

Entre Gentil Martins e André Ventura nota-se que o país já não está habituado a pessoas que dizem o que pensam. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Alexandre Borges, em 18.07.17

Estiveram só uns dias de castigo para fingir que isto era um pais.

https://www.rtp.pt/noticias/pais/reconduzidos-os-cinco-comandantes-do-exercito-exonerados-apos-assalto-em-tancos_n1015362

Autoria e outros dados (tags, etc)

bes friends

por Alexandre Borges, em 18.07.17

Costa, Medina e o BES, sempre o bom e velho BES. Mas o PSD vai continuar entretido a destruir a sua própria candidatura.

http://expresso.sapo.pt/revista-de-imprensa/2017-07-18-Ministerio-Publico-investiga-obras-da-Camara-de-Lisboa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entretanto, um destes dias, em Júpiter...

por Augusto Moita de Deus, em 13.07.17

Thumb.jpg

A grande mancha vermelha, fotografada pela Juno. Simplesmente espectacular.

 

Jupiter’s Great Red Spot Swallows Earth - pia217

 

 

PS- Atenção, que a Terra não está a orbitar Júpiter! É só para se perceber a dimensão da coisa, e quão pequenos somos. Trata-se de uma imagem composta feita pela NASA, que mostra a Terra justaposta a Júpiter, por cima da dita mancha vermelha. 

 

 

 

 

landau2.jpgPPS- ainda na mesma onda. Muitas pessoas, nas quais me incluo, ficaram na sua infância e adolescência definitivamente apaixonadas com as temáticas do espaço devido a duas séries -de conteúdos muito distintos- que passaram na TV nos anos 70 e 80: Cosmos, de Carl Sagan e Espaço: 1999. Ora hoje, dia 17/7, é um dia triste para os fãs desta última série: faleceu Martin Landau, o lendário Comandante Koenig.

Autoria e outros dados (tags, etc)

também esteve de férias mas já voltou

por Rodrigo Moita de Deus, em 12.07.17

A grande notícia da conferência de imprensa do CEMGFA é que, ao contrário do que parece, afinal existe um CEMGFA. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

não sei o que será pior

por Rodrigo Moita de Deus, em 12.07.17

Leio que o material de guerra roubado em Tancos tinha passado o prazo de validade. Boas notícias. As armas do exército foram roubadas mas não faz mal porque o exército tem armas que não disparam.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisinhas boas

por Augusto Moita de Deus, em 10.07.17

O Primeiro-Ministro António G...

Sehr gut.

Autoria e outros dados (tags, etc)

ouvido no elevador

por Rodrigo Moita de Deus, em 10.07.17

- O ministério público está muito melhor. Só levou um ano para concluir que três secretários de estado estiveram em frança a convite da Galp.

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas II

por Rodrigo Moita de Deus, em 10.07.17

Bom de ver que o Ministério Público é a principal força de oposição ao governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 10.07.17

Para perceber se os secretários de estado tiveram alguma "vantagem" é preciso saber que jogos assistiram. É que houve uns muito maus. 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a culpa é do passos

por Rodrigo Moita de Deus, em 09.07.17

SEF.jpg

 Caos no aeroporto. Duas horas de espera para entrar em Lisboa

Na mesma notícia leio que estão 230 agentes do SEF de serviço ao aeroporto. Ora bem...230 em turnos de oito horas dá 76,6 agentes para carimbar passaportes. Temos as férias e as folgas e aquela coisada toda. Tiremos cinco agentes a cada turno. ficam 71,6 agentes. De cada vez. Depois há o controlo aleatório na saida. Vamos alocar quatro agentes. Não Vamos alocar oito agentes - e eu nunca vi oito agentes lá. Sobram 63,6 agentes. Vamos tirar mais 10 ou vinte para outras funções. Funções como passear e beber café. E mais um. O chefe. Os chefes não trabalham. Ficam 42,6. Como é que 42,6 agentes não chegam para preencher sequer metade das banquinhas do controlo de passaportes?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

e se virmos bem...nem sequer há buraco

por Rodrigo Moita de Deus, em 05.07.17

Buraco na Caixa Geral de Depósitos sem culpados

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não foi exatamente um roubo...

por Rodrigo Moita de Deus, em 04.07.17

Tancos Open Day.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A culpa do "buraco na vedação" é dos cortes estruturais (500 milhões de orçamento), da redução de efetivos (15 mil homens) e do ministro que não assinou a reparação da video vigilância. A culpa é de quem não gosta da farda. A culpa é de quem não percebe que 500 milhões, 15 mil homens e um ministro, não são suficientes para guardar Tancos quanto mais o país.     

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas V

por Rodrigo Moita de Deus, em 04.07.17

Tancos. Militares contestam gestão política do dossier

O problema não é a triste figura das chefias militares. O problema é a "gestão política" da coisa. Claro. Coitado do Azeredo Lopes. O último ministro da defesa que perguntou pelo "paradeiro das armas" foi Adelino Amaro da Costa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A vedação

por Augusto Moita de Deus, em 03.07.17

flat,800x800,075,f.jpg

The fence.

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas IV

por Rodrigo Moita de Deus, em 03.07.17

O exército tem mais de 15.000 efetivos. Faltaram homens nas torres de vigia. E motoristas? Faltaram motoristas aos generais e coronéis?

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas III

por Rodrigo Moita de Deus, em 02.07.17

A lista de material roubado deve ter saído pelo mesmo buraco da vedação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas II

por Rodrigo Moita de Deus, em 02.07.17

O Exército Português tem um orçamento de 522 milhões de euros. Não chega para a vedação. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 02.07.17

Roubaram a lista do material roubado?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vem aí mais um Portugal - México em futebol. Não é o campeonato do mundo, nem sequer uma final, mas pronto.

Será que a luta pelo 3º lugar na taça das confederações na véspera dos jogadores irem para férias vai ser um jogo emocionante? Depois de anteciparem a crise da dívida grega e a presidência de Donald Trump, cá está mais uma previsão incrível dos Simpsons. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não queria estragar o discurso a ninguém

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.06.17

Ia jurar que os generais não precisam de ministros para mandar reparar vedações. E se precisam...é melhor não serem generais. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É claro que lamento as palavras de antónio galamba. Ninguém lhe discute os méritos e os contributos enquanto operacional. Assinou milhares de passaportes num tempo que não havia assinaturas digitais. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Twitter spinner

por Augusto Moita de Deus, em 29.06.17

1494180092-fidget-spinner.jpg

 

 

Já estavamos todos com saudades. Para Trump, nada como uma boa polémica no twitter para fazer esquecer mais um revés.

Autoria e outros dados (tags, etc)

era mesmo isso que faltava. um burocrata.

por Rodrigo Moita de Deus, em 29.06.17

Governo admite repensar governadores civis

A propósito dos incêndios o governo admite repor os Governadores Civis. Já ninguém se lembrava que os governos civis tinham sido extintos mas António Galamba, na TSF, elogiou a (re)criação da coisa. Diz que os governadores são muito úteis como estrutura intermédia na coordenação deste tipo de incidentes. O que faz sentido. Todos nos lembramos da enorme utilidade que o governador civil de lisboa teve durante o incêndio do chiado. Não fosse a "proximidade" do governador civil o Chiado podia ter ardido. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A preocupação de António Costa

por Nuno Gouveia, em 29.06.17

"Fiquei bem ou fiquei mal com a tragédia?"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Perguntar não ofende

por Carlos Nunes Lopes, em 28.06.17

Como é que se apagavam fogos e se protegiam as populações antes de haver SIRESP?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Carlos Nunes Lopes, em 28.06.17

Já há relatório sobre o relatório de ontem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Carlos Nunes Lopes, em 28.06.17

Já o relatório de hoje?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Andamos a ouvir gaffes há uma semana e meia.

por Carlos Nunes Lopes, em 27.06.17

Parece-me que estamos a ser mais exigentes com a oposição do que com quem tem responsabilidades de Governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

movimento salvem o mamarracho

por Rodrigo Moita de Deus, em 27.06.17

1140630.jpg

PS altera proposta sobre prédio histórico

Reconheço o traço do Eng. Sócrates neste "prédio histórico". 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu. Ministra

por Rodrigo Moita de Deus, em 27.06.17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

uma semana à portuguesa. os incêndios no resumo que faltava

por Rodrigo Moita de Deus, em 25.06.17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um país bipolar

por Augusto Moita de Deus, em 23.06.17

 

Nunca nada funciona neste país | A Madonna vem para cá! Somos os maiores | Não jogamos nada| Campeões Europeus!! | Nunca vencemos nada |  Ganhámos a Eurovisão! | (Junho) A prevenção! A limpeza das florestas!! | (Setembro) Que tal as férias? 

 

Man of war. Radiohead. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

a minha devassa é menos grave que a tua

por Alexandre Borges, em 22.06.17

O Benfica teve acesso aos sms do Presidente da Federação. Diz o Porto, que teve acesso aos mails do Benfica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 21.06.17

Voltámos aqueles dias em que é preciso ler a imprensa estrangeira para perceber o que se passa no nosso país.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que anda a imprensa portuguesa a fazer?

por Nuno Gouveia, em 21.06.17

Sem Título.png

Este excerto foi retirado da primeira página do El Mundo de hoje. Nos últimos dois dias, a imprensa internacional tem sido muito dura perante a incompetência do governo e das autoridades nacionais na resposta à tragédia que assolou o país. A minha questão é simples: há assim tanto receio de criticar António Costa em Portugal? Se não têm, parece. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

iguais a nós próprios

por Alexandre Borges, em 19.06.17

Não vi o jogo, mas não percebo as críticas. Jogámos mal e empatámos. A continuar assim, ainda ganhamos o caneco outra vez.

Autoria e outros dados (tags, etc)

fogo amigo

por Alexandre Borges, em 19.06.17

Não sei porque pedem a demissão da ministra da Administração Interna, mas basta-me ver que usam como argumento uma crónica do Nicolau Santos para ser contra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da série Frases feitas

por Augusto Moita de Deus, em 16.06.17

O Sporting ganhou o Battaglia e o Benfica ainda não perdeu o Guerra.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Geringonça fez da TAP uma das suas bandeiras. Como se fosse um assunto de vida ou de morte, entrou a matar no dossier logo nos primeiros dias de governação. Reverteu a privatização, pôs o Estado português a dar o dito pelo não dito, afastou investidores, e tudo porque a TAP era, supostamente, uma bandeira do país, património dos portugueses e tinha de continuar pública. Perante o aplauso dos anteriormente indignados, o primeiro-ministro pôs a representar o Estado português nas negociações um advogado de quem esse país nunca tinha ouvido falar e a quem não tinha como pedir responsabilidades. Porquê? Porque era, disse Costa, o seu “melhor amigo”.

Sempre com os indignados felizes da vida, o amigo de Costa conseguiu o seguinte resultado retumbante: o direito a seis lugares na administração da agora híbrida TAP. Não conseguiu mais nada. Fez de Portugal um interlocutor pouco confiável, afugentou investidores durante anos, fez aquele tipo de coisa que faz com que Portugal continue a ser “lixo” para as agências de notação e que tanto custam a perceber ao senhor primeiro-ministro, para dar a Costa seis lugares de administrador, com os respectivos ordenados, bónus, carros, cartões de crédito e privilégios em geral. Nada mais. A TAP abre e fecha as rotas que quer, pratica os preços que quer, aposta nos aeroportos que quer, como faria se fosse privada e com os privados a assumirem as respectivas responsabilidades; e o Estado português divide essas responsabilidades em troca de seis administradores sem voto em nenhuma matéria que importe.

Com os notáveis dos “Não TAP os olhos” e afins caladinhos e felizes e um Presidente a quem aparentemente elegemos para fazer o papel de ursinho carinhoso, Diogo Lacerda Machado continuou a representar o Estado português noutros negócios nessa inaudita qualidade de “melhor amigo do primeiro-ministro”. Não fez confusão ao dito, nem ao Presidente dos afectos, nem aos indignados, nem aos apaixonados da geringonça em geral, que, no exercício das suas funções, António Costa não possa ser António Costa, o homem que tem amigos, parentes, inimigos e uma vida pessoal em geral com a qual nada temos a ver, mas sim o primeiro-ministro, o chefe do Governo português. E o chefe do Governo, como o chefe de qualquer Governo, não tem amigos, mas esta prerrogativa tão simples parece de difícil compreensão para Costa e demais pessoal afectivo. Enquanto não põe alguém à frente do Banco de Portugal por ser, sabe-se lá, sua prima, o primeiro-ministro vai reincidindo na proveitosa confusão, entre outros, a propósito da bronca da Caixa (ainda que mais uma vez Presidente da República e outros fãs do estilo não tenham visto problema em que Costa considerasse assunto “privado” as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e o administrador do banco público).

Agora, tudo culmina na “escolha” de Diogo Lacerda Machado para, hélas, administrador da TAP. Está encontrado o Armando Vara de Costa, insigne figura que, num dia, concluía o curso de Economia e, no outro, saltava para administrador dos dois maiores bancos portugueses.

Enquanto isso, os indignados da ”Não TAP os olhos” permaneciam desaparecidos em parte incerta, e o Presidente e o melhor amigo de Lacerda celebravam no Brasil as maravilhas do Dia de Portugal.

Que Portugal? O que permite que tudo isto aconteça, enquanto vai sorrindo e acenando.

Autoria e outros dados (tags, etc)

SEF sem agentes para controlar aumento de entradas nos aeroportos - DN Maio de 2017

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Augusto Moita de Deus, em 09.06.17

santa-casa-e1367361551340.gif

 

Salvar um banco. Poupar dinheiro aos contribuintes.

Afinal de contas, tudo boas causas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

controlo de passaportes no aeroporto de lisboa

por Rodrigo Moita de Deus, em 08.06.17

 A única coisa que não funciona, mesmo, no aeroporto de Lisboa foi aquela que não pode ser privatizada,

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 08.06.17
É sempre melhor salvar um banco com o dinheiro dos pobres que com o dinheiro dos contribuintes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A destituição de Trump. Cada vez há mais quem nisso pense.

por Augusto Moita de Deus, em 07.06.17

Comey de explicar isto? Não quero Qatar a especular, mas parece-me que o GOP está cada vez mais distante do Presidente. Avoluma-se aliás o coro que apela à destituição de Trump. Para os republicanos, no final das contas, talvez com Pence.

Autoria e outros dados (tags, etc)

passadeirasma-1024x768.jpg  horiz.jpg

- Notei que nas estradas e nas ruas começaram desde há umas semanas atrás a aparecer montes de pinturas no asfalto. Será um novo movimento de arte urbana?

- É ano de autárquicas...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vai na volta o que Trump queria dizer era covfafe

por Augusto Moita de Deus, em 01.06.17

   5edac0e44e1791746eac34713204ad49.jpeg   monumentojusticadefafe2.jpg

Assim como há a couve-galega e a couve-lombarda, também pode perfeitamente existir a couve-fafe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 29.05.17

Projecto-Lei: Alojamento local só se o condomínio deixar

Em Portugal temos aquele especial talento para conseguir estragar coisas que funcionam e dão dinheiro. Às vezes é difícil mas conseguimos sempre.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 24.05.17

Noto que há uma certa tendência para confundir "temporários" com "precários"...

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds