Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



dar com uma mão e tirar com a outra

por Rodrigo Moita de Deus, em 10.02.16

Empresas não vão sentir "aumento" dos combustíveis

O ministro Centeno explicou que aumentou o imposto dos combustíveis para depois dar benefícios fiscais no mesmo valor. Porreiro. Pergunta inocente: as contas do orçamento estão feitas com o imposto ou com os benefícios?

Autoria e outros dados (tags, etc)

ministro apanhado a fazer o trabalho deles

por Rodrigo Moita de Deus, em 10.02.16

socrates.jpg

 Governo de Passos abre portas a Sócrates. Ex-diretor geral confessa ajuda do MNE para facilitar contactos ao Grupo Lena

É verdade. Ajudaram mesmo. Acho que era o trabalho deles. É a tal "diplomacia económica".  

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Governo tem andado a dizer que a carga fiscal desce com este orçamento, quando os factos contrariam essa propaganda. Hoje o deputado do PS, Paulo Trigo Pereira, acaba com essa discussão e confirma o que têm dito PSD e CDS. O PS vai ter de arranjar outra maneira de mentir os portugueses. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Chamar a CGTP no dia de Carnaval é que seria notícia

por Carlos Nunes Lopes, em 10.02.16

A previsibilidade das convocatorias para reunião em S. Bento não oferece grande desafio: Os patrões são convocados na tolerância de ponto da terça-feira e os sindicatos na 4.a feira de cinzas.

O camarada Arménio já não deve ir à Carris desde 6.a feira. Perdão.... Há trinta anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O amigo de Costa

por Nuno Gouveia, em 09.02.16

Esta semana foi noticia que gestores próximos de António Costa estariam a caminho do Conselho de Administração da TAP. Nada que ninguém fique surpreendido, pois o modus operandi de Costa tem sido mesmo esse: colocar pessoas próximas dele em lugares de destaque. Foi assim no governo (perfeitamente normal) e tem sido assim noutros locais do aparelho de estado (menos normal). Mas se Luís Patrão é conhecido de todos (lembram-se da Fundação da Prevenção Rodoviária?), já o nome de Diogo Lacerda Machado é mais desconhecido. 

 

Primeiro, foi referido que António Costa tinha contratado o seu amigo pessoal de longa data, e antigo Secretário de Estado da Justiça, para gerir o dossier da TAP. Mais tarde, questionado pelo PSD sobre esta contratação, o ministro Pedro Marques negou que tenham contratado alguém, mas não negou que Diogo Lacerda estivesse a colaborar neste processo. Já se percebeu qual seria o seu pagamento. Mas este amigo que Costa quer colocar na TAP não é propriamente "virgem" nestes negócios da aviação. Hoje o Correio da Manhã notícia que Diogo Lacerda Machado foi colaborador da Geocapital, empresa que vendeu a VEM à TAP no Brasil, um negócio ruinoso (a PGR chegou a ter interesse nele) que causou milhões de euros de prejuizo à empresa portuguesa. Será que é esta experiência acumulada que faz com que Costa o venha respescar para a TAP? Ou é simplesmente pelo facto que é muito seu amigo? De qualquer forma, parecem-me ambas más razões. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

e não me estou a queixar

por Rodrigo Moita de Deus, em 09.02.16

No seu esforço para acabar com as desigualdades sociais e a austeridade o governo fez com que a santola no ramiro ficasse mais barata.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 09.02.16

Somos uma cambada de privilegiados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 09.02.16

Os franceses foram os primeiros a aplaudir a "imparcialidade" e a "rectidão" da justiça portuguesa na detenção de José Veiga. Ficaram sem concorrência naquela parte do mundo. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 09.02.16
Uma das prioridades do governo é garantir que os portugueses trabalham menos. toda a gente sabe que trabalhar menos é a solução para grande parte dos nossos males.

Autoria e outros dados (tags, etc)

perceberam?

por Rodrigo Moita de Deus, em 09.02.16

Mário Centeno deu hoje uma entrevista a desmentir as declarações de António Costa que desmentiram a entrevista de Mário Centeno.

Autoria e outros dados (tags, etc)

um povo com maneiras

por Carlos Nunes Lopes, em 08.02.16

Por estes dias vejo que estamos a ficar mais elegantes no trato. Estamos finalmente a ganhar maneiras.

Torna-se mais comum referir um indivíduo como "politicamente muito hábil" do que insultá-lo com impropérios como "trapaceiro" ou "aldrabão".

Sentimos que estão a querer enganar-nos de forma despudorada mas nem assim perdemos as maneiras.

Somos parte de um povo que aguenta tudo, de facto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Constatar não ofende

por Augusto Moita de Deus, em 08.02.16

Neste momento o Sporting não tem banco que lhe valha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

arquivos: dos tempos em que a imprensa era imparcial

por Rodrigo Moita de Deus, em 07.02.16

votar AD.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O bobo da corte

por Nuno Gouveia, em 06.02.16

 

Mário Centeno, 6 de Fevereiro“Não posso responder se as 35 horas avançam este ano”

António Costa, 6 de Fevereiro«Fui colecionando capas de jornais ao longo da semana e havia um que dizia em machete "Governo adia 35 horas para fim do ano para satisfazer Bruxelas". Não é verdade. As 35 horas entrarão em vigor no próximo dia 1 de julho».

 

Se Mário Centeno tivesse alguma dignidade, a esta hora já não estaria no governo. Mas certamente vai fazer de conta que não se passou nada. Não deixa de ser curioso que António Costa desminta desta forma o seu ministro das finanças sobre um tema tão relevante. Se calhar, depois das aldrabices dos programas macroeconómicos e das diversas versões de orçamento, já nem Costa respeita Centeno. Mas podia disfarçar, pois não lhe fica bem demonstrar um desprezo tão grande na opinião pública. Se quer livrar-se do Centeno, haverá melhor maneiras de o fazer. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 06.02.16

Ainda sobre a TAP. Esta coisa do voto de qualidade é uma espécie de golden share?

Autoria e outros dados (tags, etc)

para onde é que eu mando o curriculo?

por Rodrigo Moita de Deus, em 06.02.16

O governo quer 50% da TAP para ter 6 administradores que não fazem nada. Socialismo, portanto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Quer um lugar no sector público ou no sector privado?"

Autoria e outros dados (tags, etc)

bom negócio

por Rodrigo Moita de Deus, em 06.02.16

Estado fica com 50% do capital, governo fica com seis lugares na administração. Para compensar a TAP não tem de fazer serviço público.

Autoria e outros dados (tags, etc)

metro-lisboa-2016-02-05-0b35b0.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

chamam-lhe separação de poderes

por Rodrigo Moita de Deus, em 05.02.16

Alfredo da Costa já não vai fechar

Estive fora e houve logo novidades. Um tribunal decide alterar uma decisão política e técnica de um governo. Porreiro. Espero que sejam consequentes e este mês o ministro da saúde não receba o ordenado. É que não está lá a fazer nada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

20160205_124301.jpg"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Baixa o IVA da restauração mas

por Augusto Moita de Deus, em 05.02.16

Não há almoços grátis.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Operação de propaganda falhada

por Nuno Gouveia, em 01.02.16

Está nos livros. Quando tudo corre mal, é importante desviar as atenções, mesmo que se seja necessário inventar factos políticos ou tecer declarações estapafúrdias. As trapalhadas deste governo têm sido muitas, o PS desespera e tenta desviar as atenções. A entrevista do Porfírio Silva hoje terá sido isso mesmo: "vou dizer o máximo de asneiras para ver se consigo atrair muita atenção", terá pensado ele. Disse muitas, incluindo esta de acusar outros de fazerem o que a actual Secretária de Estado dos Assuntos Europeus fez enquanto funcionária da União Europeia.

 

Mas a principal ferramenta para desviar atenções hoje foi uma noticia que o PS colocou hoje num jornal sobre um aumento que governo anterior teria feito a gestores da ANAC nos últimos dias do mandato. Mas falham redondamente neste spin de passa culpas, pois a notícia não conta a história toda e ainda esconde aspectos que a tornariam irrelevante. Seja porque estes não são gestores públicos e quem decide o vencimento destes reguladores não é o governo, mas sim uma comissão independente de vencimentos, mas também porque esses valores estão ao abrigo da Lei Quadro dos Reguladores. Além disso, estes não são valores pagos pelo Orçamento de Estado, mas sim pelas entidades que são reguladas. Entendidos? Se o jornal tivesse tentado informar-se do que estava em causa em vez de escrever tudo aquilo que lhe "sopram" era diferente não é? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Perguntar não ofende

por Augusto Moita de Deus, em 01.02.16

Eu sei que neste caso havia a possibilidade de uma 2ª volta, mas como não houve... por que é que ainda não se retiraram os cartazes da campanha presidencial? É que ao fim de duas semanas continuam no sítio os outdoors dos principais candidatos. Com a excepção do Professor Marcelo, claro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A última semana foi pródiga em trapalhadas por parte do governo e nem sempre foi possível acompanhar todas elas. Ontem o Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, questionado sobre as reversões que a CGTP geringonça está a efectuar na área dos transportes públicos, teve esta extraordinária afirmação: o ministro admitiu que, se vier a decorrer e ser for constituída uma indemnização, terá de ser paga, mas confessou que "esta é questão preocupa pouco o Governo". Portanto, para este inacreditável ministro, se os contribuintes portugueses forem obrigados a pagar milhões de euros aos concessionários dos transportes, isso não o preocupa. Estou convencido que se as trapalhadas não fosse tantas, esta irresponsável afirmação não teria passada despercebida. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

injustiças

por Alexandre Borges, em 30.01.16

Andam a comparar Costa a Sócrates. É uma injustiça. Sócrates precisou de seis anos para atirar o país para a troika; Costa não vai precisar sequer de seis meses.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tão querido...

por Sofia Bragança Buchholz, em 29.01.16

Costa chama "senhor primeiro-ministro" a Passos Coelho.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Uma nova tradição?

por Augusto Moita de Deus, em 29.01.16

Como precedente temos os EUA, em que os ex-Presidentes são sempre tratados como "President".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sucedeu-me ontem (e é uma cena estilo melancómico)

por Augusto Moita de Deus, em 29.01.16

Quando praticamente já não chove, caindo já só mesmo uma pinguita aqui e ali, e nós ainda de guarda-chuva em punho. De repente damo-nos conta que as pessoas nos estão a dar "aquele" olhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 28.01.16

não posso sair do país durante uns dias que é logo notícia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O algoritmo Centeno

por Carlos Nunes Lopes, em 28.01.16

Bruxelas: défice português de 2016 vai chegar aos 3,4%.

Autoria e outros dados (tags, etc)

As mentiras de quem nos (des)governa

por Nuno Gouveia, em 27.01.16

As recentes declarações da dupla Costa/Centeno sobre o Orçamento de Estado de 2016 causam-me perplexidade por terem passado despercebidas. Algumas perguntas bastavam para desmontar a operação de propaganda que se transformou este orçamento, que não convence as agências de rating, os analistas internacionais e nem a própria Comissão Europeia. Isto só para falar de agentes internacionais. 

 

Repare-se nestes dois exemplos: 

 

Mário Centeno afirmou esta semana que o OE2016 seria o de "maior contenção de despesa dos últimos anos". Ora, no OE que foi entregue na AR, está previsto um aumento da despesa em cerca de 1000 milhões de euros face ao ano anterior. Foi tornado público esta semana que a despesa reduziu cerca de 2,4% em 2015. Percebem a mentira de Centeno?

 

António Costa disse em entrevista ao Financial Times que a redução do saldo estrutural seria a "maior dos últimos anos". O OE2016 prevê uma redução do défice estrutural em 0,2%, bem inferior a anos anteriores, como o Jorge Costa aqui relatou. Só em 2014, o saldo estrutural reduziu 1,1%. Costa, não há outra forma de dizer, mentiu de forma vergonhosa aos portugueses.  

 

As perguntas que ficam: onde está a imprensa que devia fiscalizar estas mentiras? Bem sei que há bons jornalistas que o têm feito, mas a maioria tem-se limitado a reproduzir a propaganda que emana dos gabinetes do governo. E aqueles comentadores especialistas em tudo e em nada, que durante os últimos anos demonstraram o seu grande conhecimento em finanças e contas públicas, anunciando espirais recessivas que não existiram e segundos resgastes que não aconteceram? Estão adormecidos ou agora não andam atentos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

António Costa quer fim da crispação na vida política em Portugal

Maria de Belém pede fim de clima de crispação

Jogadores, treinadores e árbitros contra a «crispação no futebol»

Marcelo à primeira para “voltar a página” da crispação

Dito isto, estou super-irritado e sem vontade para consensos porque o MEC chegou primeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

E ninguém fala disto?

por Nuno Gouveia, em 25.01.16

Ainda se lembram das certezas catastrofistas que foram vaticinadas por António Costa e toda a esquerda sobre o défice de 2015? Recordam-se daqueles que juravam que o défice que o anterior governo anunciava era impossível de cumprir? E daqueles comentadores que nas televisões garantiam que as metas eram irrealizáveis? Pois, tudo isso era falso, e hoje ficou comprovado. Estranhamente, e com algumas honrosas excepções, os media não estão a dar grande destaque a este facto. Fosse o contrário e já teríamos tido um Prós e Contras especial e os canais de noticias já lhe estavam a dedicar horas de debate. Nada de novo, portanto. 

 

Conhecida a execução orçamental de todo o ano em 2015 (em contabilidade pública), deixo aqui quatro destaques:

1 - Confirma-se que o Estado cortou na despesa (-2,4%) e que arrecadou mais receita (+0,8%), fruto da actividade económica ter evoluído favoravelmente. Não diziam que o governo anterior não tinha cortado na despesa em 2015, por ser ano eleitoral? 

2 - O défice ficou 499 milhões de euros abaixo do que tinha sido orçamentado inicialmente. Lembram-se daqueles que diziam que o défice era irrealista? 

3 - O défice melhorou cerca de 2600 milhões de euros relativamente a 2014. E aqueles que diziam que o défice estava quase igual? 

4 - Pela primeira vez na nossa história recente, o défice ficará abaixo dos 3%. Quantos não asseguravam que isso era impossível? 

 

Pois eu recordo-me de tudo isso. Deixo aqui apenas dois exemplos: António Costa várias vezes referiu que a probabilidade do governo anterior cumprir as metas do défice eram uma "fantasia" e chegou mesmo a inventar buracos para assustar os portugueses. João Galamba acusou Paulo Portas de "total descaramento", quando este referiu que iríamos cumprir o défice abaixo dos 3%, e desafiava-o a dizer quais as medidas adicionais que seriam necessárias para cumprir a meta. Total descaramento? Pois. 

Este é o legado que o actual governo recebeu. António Costa não poderá desculpar-se com as contas de 2015, por muito que gostasse de o fazer. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ventos de mudança: França quer o levantamento das sanções impostas pela UE à Rússia

"A França visa o levantamento “no próximo verão” das sanções impostas pelo Ocidente à Rússia, devido à crise ucraniana, disse hoje o ministro da Economia de França, Emmanuel Macron, numa deslocação que realizou a Moscovo."

No próximo verão, ie precisamente antes da época do ano em que começa novamente a soprar o vento mistral.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E o marialva sou eu?

por Rodrigo Moita de Deus, em 25.01.16

"Podíamos apresentar uma candidata assim mais engraçadinha"

Jerónimo de Sousa, em reação aos resultados das presidenciais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A geringonça está bem e recomenda-se

por Nuno Gouveia, em 24.01.16

Sem nome.png

 

António Costa não apoiou oficialmente nenhum candidato. E apesar de ter apelado ao voto em dois candidatos, colocou a sua entourage, a máquina do PS e toda a sua influência ao serviço de um deles. Mas mesmo juntando os dois candidatos, apenas obtiveram 27%. Hoje, Costa sofreu uma grave derrota eleitoral. Mais uma. E desta vez não a conseguirá transformar em vitória. 

O PCP que, depois de décadas de oposição total deu o apoio a um governo, sofreu a sua pior derrota eleitoral de sempre.  Vai ser interessante ver como o PCP reage a este desaire eleitoral.

O Bloco de Esquerda é o único dos três a sair bem destas eleições. Marisa Matias obteve um bom resultado, vendo ao mesmo tempo o PCP a definhar e o PS a cair.  O Bloco está a crescer, muito à custa dos outros dois partidos que apoiam o governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sampaio da Nóvoa

por Carlos Nunes Lopes, em 24.01.16

...estava contente por ter 20% dos votos. Podia ter avisado os apoiantes em tempo útil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

as noites eleitorais em que o PCP ganhava sempre.

por Carlos Nunes Lopes, em 24.01.16

O PCP, fundado em 1921, é forçado a ter de alterar o seu discurso das noites eleitorais por causa de um Tino. De Rans.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"exposição mediática"

por Carlos Nunes Lopes, em 24.01.16

Quando Jerónimo de Sousa fala dos vencedores que foram apoiados pela comunicação social está certamente a referir-se ao Tino de Rans.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Só há dois tipos de candidatos nestas eleições

por Carlos Nunes Lopes, em 24.01.16

- Os que ficaram à frente do Tino de Rans e os que ficaram atrás do Tino de Rans.

Autoria e outros dados (tags, etc)

discursos da noite

por Carlos Nunes Lopes, em 24.01.16

Edgar Silva faz um discurso de miss mundo. Conseguiu começar e acabar sem falar das eleições presidenciais e sem dar uma palavra ao vencedor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vá votar!

por Sofia Bragança Buchholz, em 24.01.16

Keep-calm-and-use-the-force.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Especular não ofende

por Augusto Moita de Deus, em 23.01.16

      

Para quando o dia da refracção?

Autoria e outros dados (tags, etc)

está bem, eu voto

por João Ferreira do Amaral, em 22.01.16

IMG_2808.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Dá aí mais um toque nessa célula do Excel"

por Carlos Nunes Lopes, em 22.01.16

"- Assim está perfeito!"

O Orçamento de Estado para 2016 prevê um crescimento alicerçado num forte aumento do consumo. Ao mesmo tempo as importações desaceleram de 7,6% para 5,9% do PIB!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que se passou no Banif?

por Nuno Gouveia, em 22.01.16

A resposta simples é: não sabemos. Mas os partidos da esquerda portuguesa parecem que não querem que se saiba. Responsavelmente, PSD e CDS apresentaram na Assembleia da República uma proposta para a realização de uma auditoria externa e independente a este processo. Nada mais simples e honesto. O que fizeram o PS, BE e PCP? Chumbaram a iniciativa. As perguntas que ficam: o que têm medo que se sabia? Será que o governo PS fez alguma coisa que objetivamente prejudicou os portugueses e têm receio que uma auditoria externa coloque na praça pública evidências disso? O mistério adensa-se. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afinal havia outro

por Augusto Moita de Deus, em 21.01.16

Após a despromoção de Plutão, eis que pela via da modelação* computacional volta a haver evidência da existência do nono planeta. Isso é muito interessante.

*NB- diz-se modelação, não "modulação"...

Autoria e outros dados (tags, etc)

A pessoa do verbo nos cartazes das presidenciais

por Augusto Moita de Deus, em 20.01.16

Maria de Belém e Edgar Silva tratam o eleitorado por você, utilizando nos cartazes um polido "vote". Já Marisa Matias como que pergunta se pode tratar o eleitorado por tu, usando o sempre mais terra-a-terra "vota".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tsipras no Forum Economico de Davos

por Rodrigo Moita de Deus, em 20.01.16

A novidade é que desta vez não se inscreveu como manifestante.

wp_ss_20160120_0001.png

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, Pedro Marques disse que “o Estado considera importante a presença de um parceiro privado [no capital da TAP], que contribua para a capitalização e gestão da empresa” e admitiu “a possibilidade de partilhar a gestão com o consórcio, como aconteceu nos últimos anos, em que o Estado não interferiu na gestão”.

Conceito novo: "partilhar a gestão" sem "interferir na gestão".

Autoria e outros dados (tags, etc)

e os apoiantes sabiam disso?

por Rodrigo Moita de Deus, em 20.01.16

Sampaio da Nóvoa diz que renuncia à subvenção vitalícia se for eleito

Autoria e outros dados (tags, etc)

as subvenções

por Rodrigo Moita de Deus, em 20.01.16

para ver se eu percebi bem...agora o tribunal constitucional é uma força de bloqueio. é isso, não é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Depois da piada na entrevista ao Observador, e do subliminar E Pluribus Una, mais uma contribuição para Marisa Matias continuar a acenar ao eleitorado benfiquista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Filipe Nascimento, em 19.01.16

devem ter recebido as sondagens na Soeiro Pereira Gomes...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Diário da geringonça

por Carlos Nunes Lopes, em 19.01.16

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ideology gap

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.01.16

maria_de_belem.jpg

As novas subvenções vitalícias acabaram em 2005 (governo de José Sócrates). Vai daí que o parlamento se divida entre os deputados que ainda têm direito à subvenção e aqueles que nunca vão receber subvenção. Vai daí que o parlamento se divida entre aqueles que ainda acreditam que ser político é profissão e todos os outros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Filipe Nascimento, em 19.01.16

plano Centeno!

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.01.16
Devíamos permitir candidaturas com e sem partidos ao parlamento. Aposto como o PS apresentava 3 ou 4 candidatos e nós limpávamos isto com maioria absoluta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parece que o intocável guardião da sacrossanta Constituição achou que, afinal, o Estado tem mais é que subsidiar os ex-políticos até ao fim dos seus dias e não fazer perguntas. Parece que a Mariana acha que isso é chato, mas olha. Parece que a Marisa acha a decisão "vergonhosa". Mas parece que a esquerda pode fazer o que quiser. Porque a direita é que rouba aos pobres para dar os ricos. Porque o Passos é que faltava ao respeito ao Constitucional. Porque sim. Porque é o direito natural da esquerda dizer e fazer o que lhe apetece e continuar a sentir-se superior.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tempo novo

por Alexandre Borges, em 19.01.16

Anda tudo muito preocupado com quem vai ganhar as Presidenciais. Ridículo. Sabemos, desde as Legislativas, que o que importa é quem fica em segundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

“Um dos meus sonhos de sociólogo era assistir a um concerto de Tony Carreira”

Augusto Santos Silva demonstra com esta frase todo o seu desprezo pelas centenas de milhares de portugueses que gostam de Tony Carreira. Ninguém é obrigado a gostar do senhor, e eu também não gosto. Mas é lamentável que o número dois do governo socialista goze assim com os fãs do cantor. Afinal de contas, Santos Silva não gosta apenas de malhar na direita, também gosta de malhar na cultura popular.

O que se diria se tivesse sido um político de direita a demonstrar tamanha falta de respeito? O elitismo do ministro caceteiro é representativo de uma certa maneira de pensar da oligarquia socialista. Isto é o que eles pensam dos portugueses comuns que têm gostos simples e não sofisticados: não passam de uma experiencia sociológica.  

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

simplex.jpg

Ministra anuncia regresso do Simplex

Autoria e outros dados (tags, etc)

fazer voz grossa na europa

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.01.16

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu sou o maior socialista vivo

por Rodrigo Moita de Deus, em 18.01.16

maria_de_belem.jpg

O fundador do PS Alfredo Barroso entra em polémica com Maria de Belém e acusa a candidata à presidência da República de insultar Mário Soares por ter afirmado que Almeida Santos é "porventura o maior de todos os socialistas vivos".

Pronto. Nisto das eleições acabamos sempre no concurso "eu sou mais de esquerda que tu". E quando há concurso, há concurso. Vai-se buscar o Vasco Lourenço, o Vitorino e o Fanha ao armário. Tira-se o Almeida Santos da prateleira e o António Arnaut da gaveta. Lembram-se os "conflitos estudantis em Coimbra" mais a fundação do PS na Alemanha. O Alegre declama em voz grossa qualquer coisa sobre Abril. Falta a homenagem ao Salgueiro Maia. Mas ainda estamos a cinco dias das eleições.   

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas II

por Rodrigo Moita de Deus, em 18.01.16

O ministro da educação deve ter reunido mais vezes com a FENPROF que com o diretor geral.

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 18.01.16

Cada dia que passa sem orçamento entregue é mais um dia em que o PS descredibiliza todos aqueles que diziam que o país não sobreviveria com duodécimos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se se confirmar que é ele o novo treinador do Porto e especialmente se ele se sentar no banco do Dragão já neste domingo, Sérgio Conceição terá dado hoje uma grande lição de profissionalismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

matemáticas comparadas

por Rodrigo Moita de Deus, em 16.01.16

Em média um aluno tem oito horas de trabalho escolar por dia. Mais os trabalhos de casa. Oito vezes cinco são quarenta. O mesmo número de horas que os funcionários públicos trabalham por semana. O mesmo Estado que diz às crianças para trabalharem quarenta horas por semana acha que isso é demais para um adulto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já ganhou a 1a volta mas... e a 2a?

por Augusto Moita de Deus, em 16.01.16

A avaliar pela tombadela de ontem, o Sporting começa a dar sinais de estar a fraquejar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Palavra dada é palavra honrada"

por Nuno Gouveia, em 15.01.16

"Nós dizemos sim, nós reporemos de imediato o horário das 35 horas porque também fizemos as contas e sabemos que podemos repor de imediato as 35 horas na função pública"António Costa, 7 de Setembro de 2015

 

António Costa afirmou que não é possível fazer em muitos setores a “aplicação automática” este ano do novo horário das 35 horas na função pública, tendo em conta o impacto diferenciado a nível dos custos. O primeiro-ministro remeteu o tema para a contratação coletiva e para a necessidade de negociação com cada setor. - António Costa, 15 de janeiro de 2015

 

É óbvio que esta é mais uma trapalhada irresponsável do chefe de governo. A ser aprovada, será mais uma medida gravosa para as contas públicas. Mas, como em tudo o resto, antes das eleições que perderam tinham feito todas as contas e agora assumem que não tinham feito contas nenhumas. Este é apenas mais um exemplo. 

Ver também este post no Insurgente sobre as fraude do excel do Centeno

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vitorino com twist

por Rodrigo Moita de Deus, em 15.01.16

Letra de José Fanha. Música de Vitorino. Não fosse o solo da guitarra e estariamos em 1975.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rewind the Tape so I can hear it again

por Augusto Moita de Deus, em 14.01.16

Nós precisamos de injetar muito dinheiro nesta empresa que precisa de muito capital. Já colocamos, mas precisa de mais. Se o Governo quiser ajudar tudo bem”. 

(que é como quem diz, em linguagem suburbana)

Bacano, preciso que alguém me oriente aqui uma verba. Se ma quiseres dar, puto, tá-se bem. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Costa afasta investimento estrangeiro

por Nuno Gouveia, em 14.01.16

O Governo da geringonça está a dar cartas também lá fora. Nos últimos tempos têm surgido várias noticias na imprensa internacional sobre a nova política de transportes do Governo, destacando a política desastrosa dos socialistas nesta área. Certamente estas notícias irão contribuir para Portugal atrair mais investimento estrangeiro e demonstrar que somos um país confiável. 

 

António Costa parece querer ir assim, bem mais longe do que o primeiro governo do Syriza, da tristemente célebre dupla Tsipras/Varoufakis, que com as suas ameaças nunca concretizadas levaram a Grécia ao terceiro resgate. Recordo que nos primeiros seis meses, tudo fizeram para destruir o que restava da credibilidade grega, que culminou no patético referendo e na assinatura do terceiro resgate, obrigando a Grécia fazer tudo aquilo que antes o Syriza tinha jurado não fazer. Como no caso das privatizações dos transportes, que o Carlos referiu anteriormente. Mas Costa, que disse que queria seguir a mesma linha do Syriza (parte I), não ameaça apenas e concretiza, ultrapassando pela esquerda o governo do Syriza. O que passou a seguir na Grécia já sabemos. Espera-se que não aconteça o mesmo em Portugal. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oh my, that was risky for a candidate, a bone can always snap

por Augusto Moita de Deus, em 14.01.16

Causas potencialmente fracturantes novamente na campanha: ai se os toques* na bola tivessem corrido mal... 

*o candidato Sampaio da Nóvoa em modo freestyle a partir de 1'42''. A imagem em 1'52'' também foi muito bem apanhada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

As privatizações gregas avançam em força pela mão do syriza.

China Cosco Makes Sole Bid for Greek Port of Piraeus (12/01/2016)

Fraport to manage 14 Greek airports (13 Dez 2015)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

prémio nobel da paz

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.01.16

Promessa reiterada de Obama: encerrar a “inútil” prisão de Guantánamo

(Janeiro de 2016)

As President, I will close Guantanamo, reject the Military Commissions Act and adhere to the Geneva Conventions.

(Agosto de 2007)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Como o Rodrigo já tinha mencionado e bem há uns tempos atrás. Um beijinho ou dois? Aos 6 segundos* desta peça da TVI, vê-se como a candidata Maria de Belém fica vis-à-vis com a dita questão.

*mas notar o volte-face aos 54''.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Isto teria aberto telejornais

por Nuno Gouveia, em 12.01.16

"Médico socialista obriga Governo a mudar nomeação" ou "Ministro da Saúde cede a pressões de Eduardo Barroso e retira convite para nomeação hospitalar". Se esta noticia do i tivesse acontecido há três meses e com diferentes protagonistas, estaríamos certamente perante um escândalo nacional e que teria direito a capas de jornais e de telejornais, com pedidos de demissão do Ministro em causa e diversas horas de comentário político nas televisões. Pacheco Pereira diria que é a prova que o Governo é incompetente e teríamos o Partido Socialista a destacar que o Ministro da Saúde não tem força política para o cargo. PCP e BE, como é evidente,  pediriam a sua demissão. Nas redes sociais, destacados activistas de esquerda não se calariam por esta ingerência inadmissível de um destacado e conhecido membro de uma família do partido do governo. Manuela Ferreira Leite diria que tem muito respeito pelo médico em questão, mas que isto é um verdadeiro escândalo e tem de haver consequências. Como isto se passou com o actual governo, apenas temos esta noticia do i e uma outra do Observador há uns dias. 

 

Mas vivemos um "tempo novo", como tem repetidamente afirmado Sampaio da Nóvoa, o candidato apoiado oficialmente por Arnaldo Matos, aka Espártaco. E o que é este "tempo novo", que Nóvoa não conseguiu explicar ainda? Talvez a resposta esteja mesmo aqui: agora, os escândalos são fait-divers sem direito a grande cobertura mediática.  As más notícias são enterradas numa qualquer nona página dos jornais. Quem critica o Governo é "raivoso" e tem mau perder. Nos programas de comentarismo, com honrosas excepções, apenas há direito a elogios ao novo governo e a palavras que destacam o quão maldosos foram os membros do governo anterior. Neste tempo novo, Costa é o messias invencível e nada o pode atingir. Lembro-me que já vivemos um tempo semelhante. Depois veio a bancarrota. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

um pombal no meio da pista.

por Carlos Nunes Lopes, em 12.01.16

Pilotos “atónitos” por setor da aviação não ser ouvido no projeto da Segunda Circular

O projeto para a segunda circular de Lisboa "que está em consulta pública na página da internet do município até sexta-feira, contempla a plantação de 7.500 árvores na zona envolvente da Segunda Circular e mais de 500 exemplares ao longo do separador central, o que pode vir a potenciar o aparecimento de grandes quantidades de aves naquela zona próxima do Aeroporto de Lisboa."

Já só falta o regresso das aves-raras a dizer que "bom bom seria construir um novo aeroporto em Alcochete".

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 11.01.16

marte.jpg

Cientistas descobrem maneira de fabricar cimento em Marte

Em Marte não temos maneira de respirar. Também não temos maneira de comer.  Mas já temos tudo para uma bolha imobiliária.

Autoria e outros dados (tags, etc)

segunda circular

por João Ferreira do Amaral, em 11.01.16

Ó Manel Salgado, quanto o teu aval

Foi desgraça p’ra Capital!

Por lá passarem, quantos carros bloquearam,

Quantas pessoas desesperaram!

Quanto se endividou a CML.

P'ra que fizeste tu isto, ó Manel?

Autoria e outros dados (tags, etc)

O capataz de Mário Nogueira

por Nuno Gouveia, em 11.01.16

O Alexandre Homem Cristo descreve o modus operandi do Ministro da Educação, que é comandado à distância por Mário Nogueira e pela FENPROF. Os interesses das crianças ficam para segundo plano. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Oh no, don't say it's true

por Augusto Moita de Deus, em 11.01.16

Hoje de manhã dei comigo a pensar quando é que sairá o próximo Radiohead: não pode ser nos próximos tempos, pois mesmo agora acabou de saír o novo de David Bowie.

E depois vi a notícia da morte dele. Até na morte ele surpreendeu toda a gente. Talvez ele seja como o Major Tom, que afinal não tinha morrido. Ou como Lázaro

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

No show

por Augusto Moita de Deus, em 10.01.16

Pena...

Autoria e outros dados (tags, etc)

eu que não sou de intrigas

por Rodrigo Moita de Deus, em 10.01.16

Petróleo em mínimos de 12 anos não impede subida da gasolina na próxima semana

O preço do barril nunca mais sobe para ver se o preço da gasolina finalmente desce.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um chefe de governo raivoso

por Nuno Gouveia, em 09.01.16

António Costa acusou hoje a direita de estar raivosa com o governo da gerigonça. Pois, isso mesmo. Num discurso cheio de raiva e até de laivos de ódio contra os partidos do centro direita, Costa demonstrou que não passa de um líder de facção e não faz a mínima ideia do que é um estadista. Mas Costa esqueceu-se, sobretudo, de mencionar a fragilidade dos apoios que suportam o seu governo. Na votação mais relevante que já teve, a decisão sobre o BANIF, os partidos da extrema-esquerda votaram contra. Se não fosse a abstenção do PSD, provavelmente o seu governo já estaria em gestão. Um agradecimento não lhe ficava mal. 

 

PS: Foi noticiado que o BCE obrigou o governo a recusar uma proposta da Apollo para o BANIF que poupava 1700 milhões aos contribuintes portugueses. O que não seria dito (pelos media, pelos partidos da extrema-esquerda) se isto tivesse acontecido com o governo anterior. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Risco

por Augusto Moita de Deus, em 09.01.16

Aquela velha confusão lógica entre o "ou" e o "e".

[   ]

[ / ]

[   ]

[   ]

[   ]

[   ]

[   ]

[ \ ]

[   ]

[   ]

PS- "Avisam-na, pasmados, que assim o voto não conta". Pelos vistos o risco é real.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Novo banco de suplentes

por Augusto Moita de Deus, em 08.01.16

Novo Banco deve impedir hoje prolongamento por dez anos do pagamento das VMOC, forçando Sporting ao pagamento de 27 milhões de euros no próximo dia 17 ou ceder posição de acionista maioritário da sociedade

Se se confirmar a mocada, cederá Bruno de Carvalho o seu lugar no banco a Stock da Cunha?

UpdateNovo Banco "salva" Bruno. Sporting mantém controlo da SAD. OK, BdC pode ficar no banco, desde que calado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 08.01.16

Para sermos claros. Não me sinto incomodado com o conteúdo das declarações de Jorge Jesus. Nem sequer com a sua obsessão. Sinto-me incomodado com a incoerência. Depois de tanta coisa devia ser consequente, largar o mini e vir guiar o Ferrari. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

não perdeu o jeito

por Rodrigo Moita de Deus, em 08.01.16

O antigo primeiro-ministro português António Guterres não pretende apoiar qualquer candidato às eleições presidenciais de dia 24 "antes de o Partido Socialista se pronunciar".

Antes de o Partido Socialista se pronunciar. Coisa mais bonita. Afinal ainda há políticos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

29/12/2015

Governo explica argumentos “legais” para reversão das concessões de transportes:

“O relatório [do Governo] refere ainda que (…)  os concursos não continham qualquer obrigação de renovação ou alargamento da frota a gás natural.” (Jornal de Negócios)

 

7/01/2016

Governo nomeia nova administração para a Carris e Metro

“Além de Tiago Farias, integram o novo conselho de administração (…) António Domingues Pires, desde 2011 director executivo na Associação Portuguesa de Empresas de Gás Natural.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

diplomacia género coreia

por Rodrigo Moita de Deus, em 07.01.16

Não sabemos se a bomba era mesmo uma bomba. Mas sabemos que os japoneses ainda não passaram o cheque deste mês.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Duelo patético

por Augusto Moita de Deus, em 07.01.16

"A minha goleada é igual à tua".

 

PS- bué tolo e patético: será que as coisas vão chegar ao ponto do treinador do Porto ter de contratar segurança privada?

Autoria e outros dados (tags, etc)

mais um dia triunfal para o Ministro Arménio Carlos

por Rodrigo Moita de Deus, em 07.01.16

A CGTP exigiu a demissão da administração das empresas de transportes públicos de Lisboa há poucos dias. Estando por horas a tomada final das empresas pela CGTP resta saber quando será criado o sindicato dos administradores das empresas públicas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ano novo, dívida nova.

 

(ok, isto de falar do novo ano já no dia 6 é mesmo esquisito, mas a verdade é que só cheguei aqui hoje).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

ng5559437.jpg

Carlos Vara Luíz é o presidente da sociedade científica que reúne todos os 102 médicos portugueses especialistas na área e admite que o ideal, nestes casos, é operar os doentes o mais rapidamente possível. Contudo, sublinha que os tempos de espera aplicados ao jovem de 29 anos estão perfeitamente dentro do previsto nas recomendações internacionais.

Os tempos de espera estiveram dentro do previsto nas recomendações internacionais. O aneurismo é que não cumpriu as recomendações internacionais.

O neurocirurgião explica que "o tratamento precoce de aneurismas rotos vai até às 72 horas e o doente ia ser operado às 60 horas, ou seja, estava perfeitamente dentro das normas internacionais".

Estão perfeitamente dentro do prazo. Quem não cumpriu o prazo foi o paciente que insistiu em morrer antes da operação.

O presidente da sociedade acredita que o que falhou neste caso foi "a morte de uma pessoa", ou seja, "a pior coisa que pode acontecer a um médico".

São cenas que acontecem. As pessoas falham, não esperam pelos médicos e decidem morrer logo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

PS pede análise aos contratos da NOS e MEO com clubes

Autoria e outros dados (tags, etc)

the good old days

por Rodrigo Moita de Deus, em 05.01.16

O público fez ontem um trabalho sobre o futuro dos media. "Novas" ideias para o "futuro" dos media? A nacionalização dos media. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

deixar a escrita em dia II

por Rodrigo Moita de Deus, em 04.01.16

Os fundos lesados no Novo Banco não são aqueles que iam ser necessários para financiar a compra do Novo Banco?

Autoria e outros dados (tags, etc)





subscrever feeds