Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O independente do sector eléctrico

por Rodrigo Moita de Deus, em 15.12.06

Jorge Vasconcelos apresentou hoje a demissão do cargo de presidente da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), acusando o Governo de acabar com a independência da regulação do sector eléctrico.(…)

O Miguel começou. Sem autorização, vou continuar.

Jorge Vasconcelos presidiu à ERSE (salvo erro) durante dez anos. Dez anos em que a regulação do sector eléctrico foi tudo menos "independente". Dez anos em que os preços do sector foram definidos nos gabinetes dos ministros da Economia e depois comunicados à empresa estatal que domina o mercado. Durante dez anos o presidente da ERSE foi o único que não reparou que não havia sector para regular. Demite-se agora, a quinze dias do final do seu mandato, quase três meses depois do governo ter anunciado publicamente que ia intervir novamente para controlar o aumento do preço da electricidade. Entre um facto (anúncio do governo e a demissão) obviamente comunicaram a Jorge Vasconcelos que não iria ser reconduzido no cargo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Ricardo Sebastião a 18.12.2006 às 12:00

"Ex-líder da ERSE vai receber 12 mil euros/mês

Jorge Vasconcelos tem direito a ordenado durante dois anos, após demissão "

Comentar post