Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O génio do mal idiota

por lucianoamaral, em 20.12.06

Digam o que disserem, o Presidente dos EUA é uma personagem fascinante, sobretudo nas reacções que provoca. Já se sabe que Bush é um retinto idiota. Mas ao mesmo tempo é interessante como o dito cujo foi capaz de conceber um plano diabólico para destruir as torres gémeas, mais o Pentágono. Também surpreende como foi capaz de conceber uma guerra (a do Iraque) para consumar um projecto extraordinariamente complicado, cujo objectivo é o controlo das fontes do petróleo no Médio Oriente. Isto para não falar da sua capacidade para compreender Léo Strauss, o retorcido filósofo alemão que inspira a sua política. Agora, parece que até é capaz de lavar o cérebro a Tony Blair, supostamente um dos mais inteligentes políticos da actualidade. Convenhamos que para idiota não está nada mal.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Miguel Madeira a 20.12.2006 às 14:37

Normalmente, as pessoas que fazem esse género de alegações também dizem que quem manda na Casa Branca é o Dick Cheney, logo não há contradição com a suposta idiotice de Bush (já que quem terá maquinado tudo terá sido o Cheney e o Office os Strategic Planning)
Imagem de perfil

De lucianoamaral a 20.12.2006 às 14:51

Como é que não me lembrei disso, Miguel Madeira?! Afinal está tudo explicado. Mas só uma dúvida me assalta: foi o Cheney que falou com o Blair e lhe lavou o cérebro também?
Sem imagem de perfil

De Susana a 21.12.2006 às 09:13

O Cheney não lavou o cérebro ao Blair. Levou-o à caça. E já se sabe do que o senhor é capaz com uma arma na mão. Se fez o que fez ao amigo, imagine-se ao "Brit". Blair age sob coação, coitadinho...
Sem imagem de perfil

De Nuno Gouveia a 20.12.2006 às 15:44

Caro Luciano,

Tentar debater o méritos ou demérito desta Administração é um acto irracional e de dificil concretização. Afinal, "eles" já tem a sua opinião formada. Desde o inicio do seu mandato, que a comunidade "pseudo-inteligente" o classifica como um diminuído mental. Eles lêem Chomsky, eles seguem as pisadas de Ramonet, e seguem fervorosamente as opiniões de Soares e Saramago, entre outros ideólogos amigos. Mas qual foi o presidente Republicano que não foi tratado assim por esta gente? O presidente Bush apenas "levou" com o novo mundo da sociedade de informação, que aumentou o ruído em sua volta. Daqui a 20 anos ou 30 anos saberemos o legado desta presidência; que teve os seus aspectos positivos e negativos. Se a guerra no Iraque terminar bem, o saldo será amplamente positivo. Por enquanto, os radicais continuarão a fazer a sua festança em volta de Bush. Esquecendo os Chavez e os Castros deste mundo.
Sem imagem de perfil

De caramelo a 21.12.2006 às 10:18

Caramba, uma coisa é preciso reconhecer: vocês têm lealdade orgânica para dar e vender, o que, nestes tempos, não é dizer pouco.

Comentar post