Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Maradona apresenta-nos a tese de que os estados não precisam de ocupar o seu território. Fosse assim e há mais de cinquenta anos que existia uma República Árabe no Saara Ocidental. Fosse assim e não estaríamos a discutir a independência do Kosovo. Mas pode ser que seja eu que esteja a ver mal as coisas.

 

 

PS: Eu gosto do ministro da saúde e reconheço a necessidade e os méritos da reforma dos serviços de atendimento. Mas não é isso que estamos a discutir, pois não?

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Tânia Morais a 04.01.2008 às 16:32

Se o dito conhecesse as funções primordiais dos Estados não dizia tanta asneira - apesar da linguagem eloquente que tão bem emprega. Alguém lhe explique que os castelinhos no Alentejo não são enfeites cá da malta, para começar deve ser de simples compreensão. E já agora, era também interessante dotá-lo de alguns conhecimentos no que respeita à rentabilização de recursos, o rapaz anda um bocadinho trocado (penso eu de que...).
Imagem de perfil

De DBH a 04.01.2008 às 17:01

para a polémica, Rodrigo, lembro que quando se constroi uma auto-estrada e se demora apenas 20 minutos do Fundão à Covilhã, vale a pena pensar nos recursos.
Mais de 20 minutos demoro eu a chegar a qualquer hospital em Lisboa.

Comentar post