Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




amy (final)

por Rui Castro, em 31.05.08

Mas será que sabem quem é Amy Winehouse? A rapariga tem problemas com a droga e o excesso de alcool. Foi presa por diversas vezes, a última há cerca de 2 semanas por causa de drogas. Já se tentou matar. O marido, que está actualmente preso, chega-lhe com frequência e, ao que parece, também já a tentou despachar. O calibre é tal que os pais já por diversas ocasiões pediram (rádios, tvs) que ninguém comprasse os discos da filha. Uma das músicas mais conhecidas de Amy fala da tal "rehab" de que precisa com urgência, mas que se recusa fazer. Aparece nos concertos invariavelmente pedrada e/ou bêbeda (ontem, postei o vídeo de um concerto em que ela snifa coca em pleno palco), chega atrasada ou, simplesmente, cancela concerto atrás de concerto. Mesmo em cerimóminas de entregas de prémios aparece imprópria para (do) consumo (ver últimos Grammys, acho). Amy é, ainda assim, um fenómeno que vende discos como poucos e que no ano passado ganhou tudo o que havia para ganhar. A rapariga é, obviamente, desequilibrada, como foi Kurt Cobain e Jim Morrison na música ou Maradona no desporto. A genialidade desta gente tem o seu preço. É por isso que não compreendo quem tenha ficado admirado com a forma como Amy se apresentou hoje em Lisboa. Porventura pensaram que ela viria sóbria e na posse de todas as suas faculdades? Amy foi igual a si própria e se assim continuar está visto como é que a história vai acabar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De h - V&P a 31.05.2008 às 15:15

Por acaso, acabei de escrever sobre o tema: e, sou claro: aquele público, teve a "artista" que merecia!
Sem imagem de perfil

De mick jagger a 31.05.2008 às 15:46

A postura beato-moralista pseudo-cómica do Rui Castro, não revela mais nada, senão a matriz pimba do autor.
Cut the moralistic bullshit...
Sem imagem de perfil

De Daniela Major a 31.05.2008 às 17:40

Tem de admitir que é uma vergonha a atitude dela.
Sem imagem de perfil

De B4rgeld a 31.05.2008 às 20:44

Não alinho na da postura, mas francamente, "Kurt Cobain e Jim Morrison na música ou Maradona no futebol"? Quem? Esta fulana? As drogas e o alcoól de todos esses eram consequência do seu génio e não o contrário como desta nulidade perturbada. Nesse termo está certo, mas a Britney Spears também deixou caír o filho recém nascido de cabeça no chão e decidiu rapar o cabelo e depois? São melhores músicos por isso ou apesar disso? Que disparate enorme.
Imagem de perfil

De Paulo Pinto Mascarenhas a 31.05.2008 às 18:12

Rui, Jim Morrison ou mesmo Kurt Cobain não são comparáveis com Amy Casa do Vinho. Mesmo com grandes pedras faziam sempre grandes concertos e grandes espectáculos - ou quase sempre. Portarem-se como ela era a excepção, não a regra.
Sem imagem de perfil

De Mferrer a 31.05.2008 às 22:00

O que essa gente de terceira categoria, e que não vai ficar em história nenhuma, faz da sua vida, é-me completamente indiferente.
Mas assistir ao espectáculo deprimente de ver o estado de degradação desta geração de jovens e dos pais que lhes dão o dinheiro, para pagar a estes pop-delinquentes é que faz confusão.
Mas amanhã fazem manisfs para não pagarem propinas ou para insultarem Ministros que trabalham para proporcionar mais e melhores condições para aprenderem e serem profissionais em qq coisa.
Assim não se vai a lado nenhum.
Ou antes, vai-se para a emigração!
Posso garantir os melhores postos de trabalho nas cantinas e WC de vários países...
Imagem de perfil

De Ernesto Rúben a 01.06.2008 às 02:01

Realmente, comparar o Jim Morrison e o Kurt com esta desarada..
Esta é mesmo tipo Britney Spears, não tem nada na cabeça.
O Kurt e o Morrison não só eram uns génios como estão na história e são recordados por todos. Esta só serve para divertir o pessoal..
Imagem de perfil

De Domesticada a 01.06.2008 às 18:57

Tem toda a razão e mais alguma, o autor do post.
Sem imagem de perfil

De Rita a 02.06.2008 às 20:55

A diferença relativamente a outras actuações foi a voz: aquilo que vi na televisão não é cantar, nem aqui, nem em lado nanhum.

Comentar post