Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Deve ser do calor

por Pedro Marques Lopes, em 17.01.07

Bem sei que não podemos estar sempre a olhar para trás e que isto de estar sempre a lembrar os erros do passado pode ser bastante aborrecido. Mas há coisas, que são capazes de enervar o mais calmo cidadão: então não é que o Pres. Cavaco tem o desplante de dizer que “fez tentativas” – presume-se no seu tempo de Primeiro-Ministro - para acabar com as “pontes”?

Que tentativas seriam essas? Seriam do género: no momento em que ia assinar o decreto a tinta da caneta acabava-se ou recordava-se que tinha um javali ao lume ou surgia uma, sempre incómoda, tendinite na mão?

Sr Presidente, vá gozar com a tia.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Rui Castro a 17.01.2007 às 10:58

Caro Pedro,
Estará certamente esquecido da convulsão social que provocou a tentativa para acabar com o Carnaval.
Imagem de perfil

De Pedro Marques Lopes a 17.01.2007 às 11:24

E ? Era ou não melhor para o país ?
Sem imagem de perfil

De Rui Castro a 17.01.2007 às 12:03

Era com toda a certeza, mas as decisões políticas vivem muito da receptividade que têm junto dos seus destinatários, sob pena de outras mais importantes não poderem ser tomadas. Na altura, com um governo desgastado, a imposição da medida poderia inclusivamente precipitar a queda do Governo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.01.2007 às 12:25

Pedro, segundo o próprio explicou, o decreto foi vetado pelo então PR, o lutador incansável que mais falta faz nos «melhores portugueses»

vc
Imagem de perfil

De Pedro Marques Lopes a 17.01.2007 às 14:49

Vitor,
o PSD tinha maioria absoluta e como sabes o PArlamento consegue-se sobrepor ao veto politico
Sem imagem de perfil

De isa a 17.01.2007 às 12:35

isso mesmo, com o carnaval e com os feriados a maio da semana, quis passá-los pra 6ª e 2ª e foi um 31 do caneco. e como quem tem a última palavra é o PR... Obrigada anónimo, pla lembrança.
Sem imagem de perfil

De isa a 17.01.2007 às 22:19

e além disso, voltou a falar no assunto. que é o que conta, n? tudo em nome da produtividade! acho bem, assim comássim o povo só quer é forrobodo e está se lixando pro dia do trabalhador, da república e do raio que o parta. fds gds é o que se quer, tudo em nome da produtividade.

Comentar post