Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Aborto sem espinhas

por Jacinto Bettencourt, em 19.01.07

Por não querer trazer polémica para o 31 da Armada, por achar que é de bom tom reservar os meus vastos e potentes argumentos a favor de um Não - que noutras circunstâncias, e perante proposta diferente, podia eventualmente converter-se num Sim ou um talvez -, e por respeito a quem, manifestamente, insiste numa abordagem marcadamente emocional, gostaria só de perguntar o seguinte (até para organizar ideias):

Tirando os casos de violação, de partogénese partenogénese, do arcanjo São Gabriel mandatário do Pai ou envolvendo retretes do metropolitano, é geralmente muito difícil, diria mesmo, muito raro, uma mulher chegar a engravidar sem, pelo menos, um aconchego voluntário, um mimo, uma leitura a dois de Hayek, sei lá.

Certo?

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Gastão Rebocho a 19.01.2007 às 23:30

A Rititi é lamentavelmente deprimente. Faz lembrar aquelas feministas francesas com o cabelo à escovinha, avessas a homens, que queimavam soutiens DDD na Pigale em protesto contra os shows de strip do Moulin Rouge.
Sem imagem de perfil

De Luna a 20.01.2007 às 00:08

Portanto, o grande problema não é o feto mas que uma mulher - que só pode ser uma grande vaca! - tenha gozado aquando da gravidez indesejada?
Sem imagem de perfil

De zazie a 20.01.2007 às 01:16

Bom, essas que queimavam soutiens ainda andavam na causa da libertação sexual. Daí para a frente, os contraceptivos resolveram a causa.

Por isso , é que fico sempre sem perceber como é que agora se faz a ponte entre o sexo livre e a emanciapação do prazer feminino pelo aborto.

O que se invoca é o direito de deitar fora uma coisa que, pelos vistos, como diz o Jacinto, nem se sentiu, nem teve motivo para ter entrado.

Será fenómeno fisiológico auto-segregado?
":O?
Sem imagem de perfil

De cristina a 20.01.2007 às 11:59

sem, pelo menos, um aconchego voluntário, um mimo, uma leitura a dois de Hayek, sei lá.

Certo?


certo. e ??
Sem imagem de perfil

De rita barata silverio a 21.01.2007 às 16:08

Gastão, não se apoquente: lamentavelmente tenho cabelo comprido e a roupa interior custa-me muita massa como para andar por aí a queima-la feita doida. Quanto ao strip, olhe, até me dá certo gozo uma gaja boa.
Agora, quando o Gastão estiver preparado para debater seriamente e, portanto, apto para deixar de lado pseudo-insultos da treta, cá estarei, à sua espera.
Abracinhos e bom domindo desta sempre sua,
Rita

Comentar post