Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Breve momento em prosa de métrica variável

por Rodrigo Moita de Deus, em 22.01.07
António Figueira no 5 dias
Tranquem-se as meninas
e as vizinhas!
As feias, as ovelhas
 e até as galinhas!
o Figueira é desgovernado,
quando fica pinguinhas.
Bebe muito, porque causa da sedinha.
E quando o copo lhe dá calores,
anda na rua sem camisinha.
Veja-se que a loucura,
até significa doutrinária soltura.  
O Figueira, entornado,
é católico, crente
e muitíssimo dedicado:
Coito é sem cuidado,
p´ra deixar o mundo mais povoado.
O Figueira bebe luxúria a copo!
O Figueira é fecundo cobridor!
O Figueira é tinto viril!                                 
O Figueira é aguardente desejo!
O Figueira é latino machão!
Mas tendo ele tão curta prole,
só existe uma explicação:
que a mulher ao ouvi-lo subir ao quarto
lhe faça o teste do balão.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.01.2007 às 21:21

clap, clap, clap
Sem imagem de perfil

De RAF a 23.01.2007 às 16:42

Excelente:)
Sem imagem de perfil

De isa a 23.01.2007 às 22:51

Ó Rodrigo, a fonte n seca ou antes plo contrário, é sempre a melhorar? Tá demais, este. DEMAIS! Bjs

CDS: já tinha lido, voltei a ler e pronto, usei dos direitos por vós tão generosamente concedidos pra comentar mais este.
Sem imagem de perfil

De zeruipeixoto a 30.01.2007 às 20:03

Eu até gosto do Figueira, mas está fantástica a intervenção!É que para além de incrivelmente cómica, aquela frase merece mais que um simples abano de cabeça...
Muitos Parabéns!

Comentar post