Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Efeitos práticos do Simplex 2006

por Rodrigo Moita de Deus, em 28.01.07

Ota e Beja. Tudo ao mesmo tempo. Os aeroportos internacionais vêm em duplicado. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2007 às 23:05

A única exigência aos grupos nacionais, é que tenham músculo financeiro, segundo o Ministro Mário Lino.
Sem imagem de perfil

De JoseM a 28.01.2007 às 23:12

NAER: OTA X RIO FRIO

DN (1Ago 05) - extracto do suplemento Economia (Engº Arménio Matias, ADFER):

“Da comparação das quatro opções consideradas, conclui-se”:

Da análise global de um conjunto de aspectos objectivos, a melhor opção é Montijo B e a PIOR a Ota;
No aspecto operacional a melhor opção é o Rio Frio a e a PIOR a Ota;
Na perspectiva da engenharia a melhor é Montijo B e a PIOR a Ota;
No aspecto ambiental a melhor é Rio Frio e a pior é Montijo A;
Na perspectiva da acessibilidade a melhor é o Montijo A e B e a PIOR Rio Frio *;
No aspecto do esforço financeiro nas infra-estruturas e da própria TAP a melhor é Montijo B e a PIOR a Ota;
Na perspectiva da operação simultânea com a Portela e dos investimentos inerentes a melhor solução é o Montijo B e a PIOR a Ota.

Conclusões da ANA de 1994, esmagadoras para a decisão do governo** em 1988, que, com base no risco de colisão com aves, conduziu à precipitada escolha da Ota.

Obs minhas:
* Contariam já com a ponte Vasco da Gama? Junte-se-lhe uma nova ponte ferroviária para Lisboa (TGV).
**Informação pública da DECISÃO na TV: dois ministros, o da tutela, e a do ambiente, para lhes aumentar a coragem, reduzindo a responsabilidade!

Comentar post