Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Salazar ou Cunhal e já agora também o Anacleto

por Manuel Castelo-Branco, em 28.01.07
Ao Pedro preocupa-o que Salazar seja considerado o melhor Portugues de sempre, mas a mim preocupa-me muito mais que o Cunhal esteja na segunda posição.

De facto, se o Cunhal tivesse vencido em 1975, hoje estariamos com certeza a lutar, com a Roménia e a Albania, pela cauda da Europa a recuperar de decadas de colectivização e centralismo marxista. Muito provavelmente alguns dos nossos parentes ou amigos teriam sido presos ou assasinados,  e a propriedade privada era um conceito que teria sido banido e teriamos recentemente  retomado as quinas na nossa bandeira face a foice a martelo que Cunhal teria adoptado ainda em 1975.

O post do Pedro, é será fruto da necessidade que a direita tem em justificar permanentemente a sua legitimidade e razão de existir. 

A direita não precisa se se distanciar de Salazar, pq O Salazarismo é hoje incorporado pela extrema esquerda.

É o partido do Francisco Anacleto (Louçã) que entende haver apenas uma unica moral - a sua. Que entende haver apenas uma unica verdade - e quem não a defende sofre de um enorme problema moral ou de caracter.  É o Francisco Anacleto (Louçã), o profecta da verdade e da razão, aquele que entende que o estado é um entidade superior que deve regular a vida e o pensamento dos cidadãos, incapazes por inercia, preguiça ou manifesta atitude subversiva contra o sistema.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Henrique Burnay a 29.01.2007 às 01:33

O que vale para Salazr vale para Cunhal. A ideia de que se pode considerar qualquer dos dois cavalheiros os Portugueses mais não-sei-quê de sempre é repugnante.
Sem imagem de perfil

De Tânia Mealha a 29.01.2007 às 04:31

Interessante é perceber a futurologia que ainda se faz neste país. Salazar foi um ditador. Cunhal foi um resistente e lutador face ao regime fascista e, mais tarde, mero ministro sem pasta. Mas percebo, o fantasma de que Cunhal seria um ditador tem que permanecer como forma de propagar e reforçar um anti-comunismo há muito instalado.
Também é engraçado constatar que com Cunhal estaríamos na cauda da Europa, quando hoje é exactamente onde estamos, e não foram precisos comunistas no Governo para que isso acontecesse!
Imagem de perfil

De talveztescreva a 30.01.2007 às 00:11

E Vasco Gonçalves, era do CDS ????????
Sem imagem de perfil

De Tânia Mealha a 30.01.2007 às 22:06

Vasco Gonçalves era um companheiro, mas não filiado no PCP. É o que dá a propagação da ideologia dominante, desinformação!
Sem imagem de perfil

De Infidel a 29.01.2007 às 13:07

Por favor, acabem com a má-fé de pintarem o Cunhal como um lutador pela "liberdade, democracia & companhia lda. " !
Ele pretendia somente ocupar o lugar do outro, usando táticas e métodos testados na Ásia e leste europeu, com os resultados que se conhecem: valas comuns com lotação esgotada !
As teorias negacionistas dos genocídios marxistas-leninistas é tão grave quanto as teorias negacionistas dos genocídios nacional-socialistas alemães.
Sem imagem de perfil

De SOU COMUNISTA! a 29.01.2007 às 20:16

"De facto, se o Cunhal tivesse vencido em 1975, hoje estaríamos com certeza a lutar, com a Roménia e a Albânia , pela cauda da Europa a recuperar de décadas de colectivização e centralismo marxista."
Como o Cunhal não venceu em 1975 estamos, sem dúvida, no pelotão da frente.A direita, neste caso em particular, só pode supor o que teria sido, nunca o que foi, porque nunca foi. Com base em "ses" e em "mas" julgam-se pessoas com os ditos no sitio.
Os EUA (vossos inspiradores), arautos da liberdade, do desenvolvimento e da livre iniciativa, comem tudo e não deixam nada, ou por outra, deixam o Mundo num caos graças ao iluminado George W. Bush e seus capangas. Falam da Sibéria mas não falam de Guantanamo . "Muito provavelmente alguns dos nossos parentes ou amigos teriam sido presos ou assassinados ", que o digam os parentes e amigos dos que estão em Cuba. Não, não é da que tem a capital em Havana, é da outra, do outro lado da vedação.
Sem imagem de perfil

De SOU COMUNISTA! a 29.01.2007 às 20:42

... a propósito, o problema do Francisco Anacleto (Louçã) resume-se a um ego maior do que o de uma lata de caviar e de não ser, de facto, nem da extrema nem da esquerda. É um fast-food politico, não tem substância.

Comentar post