Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Entre o amuo e a chantagem

por Rodrigo Moita de Deus, em 04.02.07

Os movimentos do NÃO concordaram hoje em apresentar uma proposta legislativa que despenalizasse o aborto. O PSD veio na mesma linha e ofereceu-se para viabilizar um solução legislativa que permitisse evitar os julgamentos sem, no entanto, liberalizar o aborto.

Umas horas depois o Primeiro-Ministro garantiu que, caso o NÃO ganhe, a lei não será alterada. E pronto. Entre a chantagem e o amuo do primeiro-ministro ficamos a saber que o que, afinal, a despenalização do aborto não era assim tão importante.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Tiago Geraldo a 04.02.2007 às 23:25

É engraçado que o PSD - que, apesar de tudo, ainda foi governo 3 anos - não se tenha lembrado de resolver o problema antes.
Sem imagem de perfil

De MS a 04.02.2007 às 23:29

Se ganhar o "Não" não há despenalização (porque é só isto que vamos referendar) ou seja mantém-se a figura de crime.
Ora não pode haver crime sem sanção pois de contrário entramos no reino do faz de conta.
O que PM diz é uma evidência.
Sem imagem de perfil

De Pita a 04.02.2007 às 23:43

ABORTO - A DÚVIDA DAS DÚVIDAS

Será que se houver listas de espera para abortar nos hospitais públicos o prazo alarga de 10 semanas para 5 anos?

Sempre dá para conhecer melhor o puto antes de abortar.

Imagem de perfil

De Luis Euripo a 04.02.2007 às 23:52

O NÃO tem grupo parlamentar?
Imagem de perfil

De Luis Euripo a 04.02.2007 às 23:54

O NÃO tem grupo parlamentar?
Sem imagem de perfil

De Núncio a 05.02.2007 às 00:31

Porque voto NÃO: 11 razões para dia 11.

http://odivademaquiavel.blogspot.com/2007/02/425-porque-voto-no.html
Sem imagem de perfil

De hurt a 05.02.2007 às 00:40

É incrível como se (a NUNCIA tamanha publicidade.
Publicitário ou pedinte?

Comentar post