Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




.

por Paulo Pinto Mascarenhas, em 09.02.07
Já coloquei um ponto final mais abaixo na minha mini-questão com RAP, mas acontece que há umas pessoas que parecem não ter percebido a razão. Por isso explico de novo: a minha opinião mantém-se a mesma em relação ao fundo da questão. Ou seja, objectivamente o vídeo tornou-se parte da campanha a favor de um dos lados em referendo. Por outro lado, não aceito pressões ou tentativas de censura, sejam elas quais forem. A minha era uma simples opinião, discutível certamente. Terceiro, nunca disse que era eu o retratado por RAP, como é evidente e já expliquei à saciedade. Finalmente, as ameaças ao humorista ou à sua família são totalmente inaceitáveis e devem ser tratadas como um caso de polícia. Não discuto casos de polícia na praça pública. Por isso, não falo mais sobre o assunto. Muito obrigado.

[Hoje converso sobre este e outros assuntos com Pedro Mexia, Nuno Amaral Jerónimo e Antonieta Lopes da Costa no programa Descubra as Diferenças na Rádio Europa (90.4 FM), que está a decorrer agora. O programa não será transmitido na totalidade no domingo, porque se fala do referendo e do aborto]

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.02.2007 às 19:35

Já enjoa! Parece um puto parvo!

Comentar post