Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Repent, repent, repent

por Pedro Marques Lopes, em 15.02.07

Parece que anda gente assustada com o chamado pacote Zapatero ou coisa que o valha. Por mim, não era preciso Zapatero nenhum, para me dizer que os homossexuais têm tanto direito a casar como os que não são. Também não precisava do dito senhor para me informar que o casamento é uma instituição civil que discrimina, objectivamente, os homossexuais.  

Acho curioso que se fale destes assuntos nesta altura. É para que? Para demonstrar que o diabo vem aí e que a legalização da IVR foi apenas o principio da dissolução dos costumes? É para dar ideias aos “inexistentes” liberais? É para arranjar guerras de alecrim e manjerona com a esquerda radical?

Para quem dizia que o aborto era um tema não importante para Portugal, é interessante ver que é uma certa direita a “puxar” o tema.

Para um homem de direita, como eu, é triste ver que, os únicos temas que excitam as pessoas da minha cor são temas que dizem apenas respeito à dignidade das pessoas e que nada têm a ver com posições ideológicas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Rui Castro a 15.02.2007 às 17:28

Pedro, quem puxou o assunto foi a JS e não a direita. De qualquer das formas, está ainda por explicar que discriminação é essa. A verdade é que tanto os hetero como os homo podem casar ao abrigo da actual lei, sem discriminações.
Sem imagem de perfil

De marini a 17.02.2007 às 18:43

"A verdade é que tanto os hetero como os homo podem casar ao abrigo da actual lei, sem discriminações."

come again?!

aonde?
Imagem de perfil

De Rita Barata Silvério a 15.02.2007 às 17:29

Ole y Ole!
Besos, campeón
Rititi
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.02.2007 às 18:09

IVR? Interrupção Voluntária dos Rabos? Isso ninguém quer, Fatinho.
Sem imagem de perfil

De Afonso Cabral a 15.02.2007 às 18:51

Que se juntem. Que constituam uma sociedade; uma firma; uma união; uma cooperativa. O que quizerem porque me é absolutamente indiferente. Agora, quereram imitar os heteros é que já me parece ridiculo, absurdo e um abuso. Casamento é um instituto para géneros diferentes.
Embora alguem tenha dito que as palavras são uma fonte de equivocos é com elas que temos de nos entender. Assim temos algumas palavras com a mesma origem: casal: conjunto de macho e fêmea; casa: edificio onde habita uma família; casamento:união legitima entre homem e mulher.
Chamem-lhe, por exemplo: HOMOMENTO; ou HOMENTO; ou PARMÓNIO; ou HOMÓNIO; ou o que quizerem.
Então não há o direito á diferença?
Se a opção sexual é diferente porque é que o instituto juridico da sua união tem de ser igual?


Sem imagem de perfil

De hã? a 15.02.2007 às 20:09

nem acredito que li um texto decente (até mais do que isso) neste blogue escrito por alguém que não a rititi.
Sem imagem de perfil

De f. a 15.02.2007 às 20:46

incrível de facto, ó hã?. ganda pedro. ai lôbe iu. quanto ao facto de as palavras serem fonte de equívocos, andei-me a informar e 'quiserem' não se escreve com zê para aí há trinta anos. sr afonso cabral, longe de mim querer adivinhar-lhe a idade ou insinuar dessa forma seja o que for quanto ao carácter vetusto do seu comentário, até porque exemplos não muito longínquos demonstram que a vetustez não é questão de idade física mas mental, e essa... bom.
enfim. rititi, tás boa?
Sem imagem de perfil

De Afonso Cabral a 16.02.2007 às 09:50

Caro f.
Não precisei de me informar para saber que os nomes próprios e apelidos não se escrevem com letra pequena desde sempre, longe de mim querer adivinhar-lhe a idade ou insinuar dessa forma seja o que for quanto ao carácter ridículo do seu comentário, até porque exemplos não muito longínquos demonstram que a ridicularia não é questão de idade física mas mental, e essa...bom.
Sem imagem de perfil

De Tiago Mendes a 16.02.2007 às 02:14

Se nao fosse o "gender issue", dizia exactamente o que disse a f. - "ganda pedro. ai lôbe iu."

Bom, "granda Pedro" ainda posso dizer. So' acho que es demasiado qualquer-coisa-que-nao-sei-bem-o-que quando dizes que certa malta e' da "tua cor". Ok, se so' houverem duas equipas em campo, e' possivel que estejam do teu lado. Mas da "tua" cor tem muito pouco.

Abraco,
Imagem de perfil

De Pedro Marques Lopes a 16.02.2007 às 03:10

Caro Tiago,
Isso levava-nos muito longe, não é ? Prefiro pagar-te um jantarinho no Nobu e tiramos isso a limpo.
Sem imagem de perfil

De Afonso Cabral a 16.02.2007 às 10:21

E eu a pensar que f. era alguém que merecia uma resposta!
Só posteriormente é que percebi que por detrás deste pequeno f. se escondia a inefável e ainda mais pequena Fernanda Câncio!
Isto para dizer que se tivesse percebido de quem se tratava nem me tinha dado ao trabalho de a ter lido quanto mais de comentar o seu ridículo comentário.
Bom dia e bom fim- de- semana.
Sem imagem de perfil

De rosa a 17.02.2007 às 00:05

"Se só houverem"??
Virgem Maria!!!

O correcto é:

Se só houvesse.

Comentar post