Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Até parece que é mesmo

por lucianoamaral, em 16.02.07
Normalmente não gosto daquela filosofia que por aí abunda cujo entretém é passar a vida a zurzir "este país" ou o "país de ignorantes e idiotas" que é Portugal. Mas até parece que é mesmo. Um país que anda há (quantos?) meses a discutir os resultados de um concurso televisivo; um país onde um programa humorístico (humorístico, repita-se) se sente obrigado a quebrar regras do jogo para não ferir a susceptibilidade de uma das suas vacas sagradas e da boa consciência nacional (a propósito, este, coitadinho, continua a desculpar-se pelas palermices que faz: diz mal do Chávez, continua a discutir concursos...); um país que acha que para se "modernizar" só precisava de legalizar o aborto até às dez semanas; só pode mesmo ser um país de idiotas. Que tal, para desenjoar um bocadinho, se passássemos a coisas interessantes?

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Daniel Oliveira a 16.02.2007 às 18:46

E achas que consegues?

PS: E eu que falei mal do Chavez só para te agradar. Mas não és fácil, tu não és fácil
Imagem de perfil

De lucianoamaral a 16.02.2007 às 19:10

Estás a ver? Isso é que é ser um menino bonito: só para me agradar...
Sem imagem de perfil

De António Pais a 16.02.2007 às 23:55

Que lindos que eles estão, o Dia dos Namorados já lá vai.
Sem imagem de perfil

De marini a 17.02.2007 às 18:29

lol...o luciano amaral a chamar alguém de idiota? lololol
oh pah...

outra: nunca percebi exactamente porque acusam o daniel oliveira de ser pro-chavista ou pro-norte-coreano. onde está uma linha que seja que sugira isso? é tão fácil ser preconceituoso...a direita foi sempre assim ou é só porque agora voces são os "maus"?
Sem imagem de perfil

De CSN a 19.02.2007 às 14:23

Louvo o seu optimismo, mas de facto coisas interessantes neste país de idiotas é difícil.
Exemplos que atestam o superavit de estupidez em Portugal :
Ponto 1 -A respeito do referendo.... Era vê-los na TV a falar da liberalização do aborto.
Houve outro referendo? Porque aquele em que eu exerci a minha cidadania era a respeito da descriminalização da IVG , não da sua liberalização.
Ponto 2 - Ainda sobre o referendo.... Cartaz que dizia : Contribuir com os meus impostos para financiar clínicas de aborto? Não, Obrigada!"
Claro que impostos para financiar clínicas de aborto não! Depois como se colmatavam as despesas das passagens de ano no Rio de Janeiro? Os impostos só servem para esses extras... que serviço público em Portugal desconheço.
Ponto 3 - Em tema não relacionado.... Estamos a regredir. Já não existe liberdade de expressão.
Alguém faz um sketch humorístico, e sim estou a falar de Ricardo Araújo Pereira, e passa a ser autuado constantemente pela sua (digamos) indisciplina.
Quem disse que Ricardo Araújo Pereira tinha de ser disciplinado?
Para os senhores a quem a carapuça serviu...
A capacidade de reconhecermos e rirmos dos nossos disparates, parvoíces e asneiradas são traços demonstrativos de carácter... a reacção dos senhores revela mais uma coisa ... são uns verdadeiros invertebrados.
Agora sim, venham lá correr atrás de mim com ameaças da treta a ver se me calam.
Desde o 25 de Abril que tenho o direito a expressar-me livremente, mesmo que para dizer que são todos uns idiotas.
Sem mais para não cansar.

Comentar post