Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Borregada

por Vítor Cunha, em 24.02.07
Correia de Campos, ministro da Saúde, relacionou hoje a diminuição do número de mortes nas estradas com o aumento do preço dos combustíveis. Era suposto, pela expressão do ministro, que a afirmação revelasse o seu fino sentido de humor. Apenas fez lembrar o ministro do Ambiente de Cavaco, Borrego. Um governante não deve cair pelo seu mau gosto. Mas pode cair apesar do seu mau gosto. Correia de Campos, a esta hora, deve estar a caminho das urgências. Pode ser que chegue a tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De António Pais a 24.02.2007 às 22:57

Correia de Campos a caminho da sua Odemira.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.02.2007 às 23:11

eSTE SENHOR ACABOU DE INVENTAR UMA NOVA MANEIRA DE GOVERNAR: NUM SÁBADO À TARDE REUMIU UNS AUTARCAS E LEVOU-OS A ASSINAR ACORDOS EM QUE SE RENDE EM TODA A LINHA NA QUESTÃO DAS URGÊNCIAS. NUNCA IMAGINEI VIVER PARA VER ISTO.
Sem imagem de perfil

De Cidadão a 25.02.2007 às 00:54

António,caro "Renato",deixa de ser tão energumeno.O ideal era deixares de o ser na totalidade,mas de quem tem um QI como o teu,não poderei exigir algo que implique um maior esforço mental.Não sou eu que sou mal-educado,tu é que és um serzinho ridiculo que acha que tem "lábia","cultura" ou "postura" seja lá o que for que penses tu que tens,para comentar (manias de analista não?) o que os outros dizem,mesmo quando não tens legitimidade para tal,visto não ser nada relacionado contigo.Por isso,deixa-me andar,é o ultimo comentário que gasto a "responder-te" a algo.Se pretendes entrar numa de "resposta-contra resposta" via blog,arranja parceiro mais indicado,tipo alguém com paciência.Cumprimentos de aquele que também te estima,mas estima que te f****
Sem imagem de perfil

De António Pais a 25.02.2007 às 02:38

Com tanto azedume ainda vão pensar que temos um caso mal resolvido. Entrou de mansinho e já estima à bruta.
Adeus meu caro Cidadão. Foi um prazer irritá-lo tanto.

P.S.: "Renato"?
Sem imagem de perfil

De Cidadão a 25.02.2007 às 03:00

Ainda bem que estamos entendidos,assim evita-se de para a próxima não andares a comparar-me,ou que raio foi aquilo,com pessoas com as quais debates aqui ou acolá.Quanto ao "azedume",não é azedume,eu sou um cidadão,não implica que seja diplomata :) Cuida-te (ou trata-te,either way).

Comentar post