Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Amor

por Henrique Burnay, em 18.01.10

Os meus primeiros 15 minutos de qualquer ida ao IKEA são uma conversão ao romantismo. Assim que vejo casais a escolher sofás e a experimentar colchões, sou tomado por um sentimento absurdo de paixão pela humanidade e pelo amor (pode-se amar o amor). Há mais bonito numa vida a dois do que quando a cama ainda é importante, quando se escolhe um sofá de dois lugares? O amor é ao Sábado, no IKEA.

Certo, ao 16º minuto era capaz de fazer explodir a multidão que me aparece pela frente, em particular as criancinhas que se metem entre mim e a cadeira de que preciso, mas antes, antes acreditei na felicidade.  

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Ega a 19.01.2010 às 17:17

Esqueça a Ritinha.
Aqui tem quem durante semanas defendeu 4 pessoas permanentemente insultadas por si: o Afonso Neves, o V. Campilho, o Moita de Deus e o H. Burnay.

Usando, a contragosto, os seus métodos. Gostou?
Pessoalmente, nunca quis falar consigo. Para não ser vítima do achincalho a que sujeitou as referidas pessoas.

A Ritinha, desconheço-a em absoluto. Mas é alguém que pensa como eu.

E há mais. Apenas com medo de se sujeitarem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 17:49


Caro Ega,


 


Você entra em contradição permanente. Acredito que seja ( usando o seu expressionismo) o mais falhado dos advogados e não goste de contraditório, pois, convenhamos, não tem queda para a coisa.


Então o Ilustre defende pessoas com mandatos provocativos, ordinários e tudo porquê?


Porque, meu caro amigo, não tem estaleca para nada! Está, por isso, com uma grande dor de cotovelo.


Eu não achincalho, eu critico o que acho que está errado, sendo certo, porém, que não sou a dona da verdade. Nem você. Reagi a um tal Moita de Deus, um tal Vasco Campilho ….aquela da lição do Presépio, é inadmissível, nos meus precisos termos, que reitero.


 


Educadinha

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 17:50

Quanto ao Sr. Afonso Neves, o assunto foi ultrapassado, e penso que ele percebeu a minha posição.


Henrique Burnay…no seu caso, seria mais cauteloso, porque comentei há dias um dos posts acusando conhecer alguma da família Burnay, que conheço, respeito e frequenta a minha casa.


Estará, por isso, a fazer confusão com outro comentador.


PERCEBA!


Você não gozou comigo, ou será que é tão pateta que não percebeu? Eu é que me diverti com a importância que me deu. Tenho-me rido e rido e rido! Tenho é pena que tenha levado tudo tão a peito. Sabe, se acha que um presépio é um curral, e que as pessoas que comentam são todas bestas, é um privilégio seu…eu penso diferentemente.


Tenho pena, que a importância que me dá, o leve a confessar-se.


E continua a dar-me importância!


 

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 17:51

Finalmentes,

Já agora diga-me como é que desconhecendo em absoluto uma Ritinha, sabe que ela pensa como o meu Caro?! Caro pseudo cavalheiro…acalme-se, olhe a gota…depois não pode ir à caça…nem com os perdigueiros.


 


Porquê tanta dor de cotovelo? Olhe façamos, assim: processe-me…para eu me rir mais um bocadinho.


 


 


Passe bem…com as suas fantasias…e volte ao Corta – Fitas…estamos todos desejosos de saber mais sobre os seus saudosos tempos de liceu…ui se me visse…Com mais raiva ficava ainda…


 


Educadinha



 
Sem imagem de perfil

De Ega a 19.01.2010 às 18:14

Dita Educadinha:

Vamos a ver se nos entendemos.

1. Ao contrário do que V. diz, não é uma senhora bem-educada e irónica.
É supinamente malcriada e não sabe fazer uso senão de um sarcasmo absolutamente corrosivo.
Em suma, é ignorante - confunde ironia com sarcasmo - e não dispõe de meios para se auto-avaliar no que toca a (vamos lá) polimento.

2. Está convencida que tem piada e não tem; que se ri dos outros e não ri; que assusta e não assusta.
Simplesmente incomoda. Como um ruido qualquer.

3. A sua noção da realidade é de tal modo tonta que não consegue destrinçar entre uma troca de comentários entre dois personagens virtuais e as ofensas dirigidas a pessoas reais e com a sua vida bem real. Na família, na profissão, na rua, entre os mais que os conhecem.
O seu alheamento é tal que não soube pensar um segundo que essas pessoas tem - como parece que V. também tem - filhos, Mulher, pais, etc, etc.

4. (Para exemplificar apenas, a sua mente, padecendo não sei de quê levou-a a imaginar como dirigido a si um comentário do Afonso Neves que visava os anónimos que injuriam os outros.
E vai daí, tomada de uma raiva infrene, durante semanas não o deixou em paz. Nem no dia de Natal!).

5. Por tudo, é manifestamente obsessiva. Ainda hoje, o V. Campilho pôs um post e V. caiu-lhe logo em cima, com dichotes, com troça barata, com um mero propósito humilhante.
O Presépio já foi há um mês!

6. E é essencialmente destrutiva. Ninguém a vê com uma ideia, um discurso dialogante. V. não fala - atira pedras. Pode crer - as pessoas evitam-na. À cautela...

7. A sua exuberância também repele. Veja as letras garrafais que sente frequente necessidade de utilizar. Para quê? Que necessidade essa de dar nas vistas?

(cont.)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 18:47

A Educadinha anda cheia de força e isso deve-se à palha que tem comido ultimamente, e a quantidade de carrapatos que ela tem atrás das orelhas! Já ninguém trata da Educadinha, nem o ferreiro de serviço.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 20:12


Meu caro,

De carrapatos não percebo...mas por certo acabo de encontrar um, não é?

Eu não como nem comi palha, mas vejo que dei muita a comer a uns quantos...vomitam que se fartam.

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 06:58

Esse teu papel de penico escarrador chinês fica-te e assenta-te que nem uma luva, que comes no dia a dia Educadinha na cavalariça? Umas bostas húmidas e quentinhas, são essas as tuas empadinhas? Seguiste bem a escolinha da maezinha.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 13:41

Amigo Ega,
Controle-se homem.S quer ser escarrador chinês é lá consigo...posso continuar a verter as azulinhas...
Quanto às empadinhas que fala...eu nunca as comi...sei lá se são quentinhas ou não...mas o amigo sabe, não é?

Ò mais uma quadrinha para si, de quem realmente percebe de gado....


Sei que umas quadras são conselhos  
que lhe dou de boa fé;   


outras são finos espelhos


onde o Ega( ou outro dos acólitos) vê quem é.


Ciao, pilita


 


Educadinha

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 19:12

Xiu porca, cála-me essa matraca que tás de boca cheia e continua o teu serviço.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 20:56


Coitada da Marquesa. Faz empadas e fica com a boca cheia.

Ega, pá, desiste, tás cá com uma dor de corno.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.01.2010 às 21:54

Educadinha então ouvi dizer que andas a perder o apetite pelo teu touro enraivecido, tu que gostavas tanto daqueles abarroamentos sem aviso
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.01.2010 às 16:41

Não é a educadinha. É a marquesa de caralhás, que se fartou do pEga. O gajo escafedeu-se pra Serra, agora anda atras de javalis.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 23:03

O Presépio já foi há um mês e a vaca ainda dá leite e o burro ainda cobre
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 01:14

Não, o burro tenta cobrir ...não consegue, por isso fal dos saudosos tempos do liceu...
A vaca, essa empaturrou-se de empadinhas...e não comeu mais por causa do jorginho.

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 23:30

O Ega, tenha calma rapaz, deixe lá as bestas esvairem-se em sangue, não vê que tão na muda do corno.

Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 01:15


Não me falem de corno...que a minha dor é muita.

Ega
Sem imagem de perfil

De Ega a 19.01.2010 às 18:26


8. Dito isto, pouco mais restará. As suas frequentes alusões às «dores de cotovelo»,a sua preocupação em defenir quem goza quem, a necessidade que sente de realçar os seus dotes de jurista - atiram-na forçosamente para um foro muito específico consabidamente não da competência dos advogados ou dos magistrados.

9. Interessante seria que acalmasse, enfim. Que se moderasse. Que deixasse o blog viver em paz, participando nele (a alusão parece-me propositada porque a sua mania da perseguição logo a faria dizer que a queria expulsar...)

10. Em suma, e respondendo ainda a uma alusão sua, faço minhas as palavras da tal Mª Rita Salazar, num post atrás, dirigidas a si. Desconheço em absoluto essa senhora, que não tem de levar agora com os seus desvarios em cima, mas - sábios dizeres os dela.

11. Que tudo corra bem na sua vidinha em casa. Será sinal de que o seu estilo vai mudar. Quiçá, amanhã o V. Campilho - por exemplo - não leva com outro insulto em cima, ainda por causa do presépio...

12. E não esqueça: os Burnays gostam de senhoras educadas. Mesmo bem-educadas. Olhe que eu sei do que estou a falar... 
Sem imagem de perfil

De Ega a 19.01.2010 às 18:48

13. Last, but not least: o seu palavreado. Choca! Choca mesmo quem está habituado às estrebarias. Choca mesmo os homens! Por vir de alguém do sexo feminino, é claro.
Apetece perguntar: é assim que se exprime em sociedade?

Sinceramente - as suas melhoras.
Imagem de perfil

De Réspublica a 19.01.2010 às 19:16

Amigo Ega, conta com o meu apoio e solidariedade, por mim já estava a evitar a pessoa em questão...
Sem imagem de perfil

De Ana Rita Salazar a 19.01.2010 às 19:30



Tenho acompanhado os seus comentários neste 31 desde sempre.Tem todo o meu apoio.Tem que se descer ao nível da ordinarona, para acabar com a ordinarona. Agora só falta mesmo brindar-nos com as suas "memória de um átomo"
Sou a favor da pluralidade.Gosto do debate de ideias, senão fica tudo muito morno, mas dentro dos limites do que é normal. E tem toda a razão: esta tresloucadinha não é normal.  Eu só não percebo é o que é que estes senhores estão há espera para convidar o J. da Ega para o 31. O J. da Ega, a Maria da Fonte, o Velho, a Marquesa, o Réspublica. Peço que me desculpem, mas escrevem muito melhor e dão a cara muito mais do que o comentadores fantasma deste blog que nunca aqui aparecem

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 20:05

Cara Rita Salazar,

Respondi-lhe...com quadras de Santo António...não viu? quer que lhas repita? Eu não quero que morra de branco...
Educadinha
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.01.2010 às 23:12

"comentadores fantasma deste blog que nunca aqui aparecem"

Se são comentadores como é que nunca aparecem,
prima botinhas?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.01.2010 às 20:57

Tadinho do Jorge Andrade, queria cerejas...
Imagem de perfil

De Réspublica a 20.01.2010 às 21:04

Deve ser de dar tanta cabeçada na bola...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.01.2010 às 13:09

Oi, sou o humberto. Seu eguinho tá dêscontrolado, agoira sei proquê.
Respublica, o mênino dá cabeçadas na bola? Tadjinho, por isso é qui seu amiguinho tá tão dêscontrolado, viu, mênino. Si prepaire mênino, veja filmi,pra aprendê.

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.02.2010 às 00:59

 E tu só tinhas begles, pá. Que é essa merda? são bichos?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.01.2010 às 16:48


Ega, seu cobrdolas, que andas a assinar com os nomes dos outros,diz-nos lá quais homens é que a comentadora  Educadinha  choca? Tu seu mentecapto beato, que vais à igreja rezar pela alma do rei e só tens porcariazinha nessa cabeça? Já viste bem como falas, seu porcalhão, não consegues reponder sequer ironicamente a uma comentadora que está, pelo que se vê , fartinha de te dar tampas e com cada uma!

Ainda faço uma viagem ao Porto, pá.

Pedro de Bettencourt
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.01.2010 às 22:00

Cála-te paneleirote e continua a chupar no cliente que é o teu serviço e deixa a Educadinha em paz que ela não é para ti um sapo .
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.02.2010 às 01:11


Paneleirote Edgarzinho novinho, vamos ver então.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.01.2010 às 17:12


Seu Edgar, seu novo, você, por aqui?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.02.2010 às 22:59

oi!

Comentar post