Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Empregos para a vida continuam no Estado, Diário Económico de 08-03-2007
 

São quase nulos os casos de despedimentos na Função Pública por má avaliação ou processo disciplinar. São raros os despedimentos na função pública e os poucos exemplos que ficaram para a história são infracções extremas. A realidade dos últimos 30 anos mostra o quão difícil é despedir no Estado, uma práctica que não mudará com as novas regras anunciadas.

Das duas, uma. Ou o Diário Económico está obcecado, ou as coisas são como se imagina que são e não como o Governo diz que vão ser. Nem parecidas. DE resto, o facto de se terem dado ao incómodo de investigar um pouco dá-me a sensação de que O Diário Económico sabe do que fala. Tal como o ministro. Com a diferença de que o DE parece dizer a verdade. Um detalhe.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)