Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Nuclear Sim obrigado

por Manuel Castelo-Branco, em 08.03.07
Diz-nos o Dr. Sócrates que o Nuclear não é opção:
A produção de 1MW por ano produz os seguintes resíduos:
·     Central Termo eléctrica a carvão necessita de 2500 tons de carvão e liberta directamente para a atmosfera 5000 tons de CO2, SO2, cinzas e outros metais pesados.
·    Central Temo Eléctrica a fuelóleo necessita de 1500 tons de combustível e liberta directamente na atmosfera 4800 tons de CO2 e SO"
·    Central de ciclo combinado necessita de 700 tons de gás natural e liberta 2400 tons de CO2 directamente na atmosfera
·    Central Nuclear precisa apenas de 25 kg de urânio enriquecido que produzem apenas 23kgs de resíduos, dos quais apenas 1 kg de material de alta actividade acondicionado nas mais rígidas regras de segurança
Ser pelo Nuclear, é ser pelo ambiente e não o contrário defendido pelas consciências ambientalistas formadas nos idos anos 80, manipulados pela extinta URSS

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Francisco BT a 08.03.2007 às 20:15

É a primeira vez que, em circuitos de conhecimentos básicos, se percebe bem as diferenças.

Andamos anos a fio a ser empurrados para o horror do nuclear e agora temos o horror dos efeitos secundários no ambiente...

Talvez um referendo?
Sem imagem de perfil

De Rouxinol a 08.03.2007 às 21:10

"Ser pelo Nuclear, é ser pelo ambiente e não o contrário defendido pelas consciências ambientalistas formadas nos idos anos 80, manipulados pela extinta URSS"
Isto se esses ambientalistas estiveram no ramo petrolífero. O que não está muito longe da verdade.
O constrangimento de alguém que (como eu) se diz a favor da energia nuclear, tem razões bem diferentes do que essa raiva ideológica que o autor faz questão de cuspir.
Imagem de perfil

De Manuel Castelo-Branco a 08.03.2007 às 22:11

Meu caro Rouxinol (bonito nome) este é o unico País da Europa onde a esquerda ainda vive o debate do nuclear como uma posição idiologica marcada.
O que digo e reafirmo é que isso é uma posição que teve origem nas manifestações anti nuclear na Alemanha no principio dos anos 80, qd os EUA para se defenderem dos SS20 apontados a Europa, se viram obrigados a instalar uma bateria de misseis.
Esta instalação, como se lembra tinha como simbolo o nuclear , não obrigado que depois degenerou em posições emocionais como esta do Dr Socrates ainda hoje defende.
Qt á raiva ideologica, eu chama-lhe mais intolerancia para com um passado não muito distante!!
Sem imagem de perfil

De João Duarte a 09.03.2007 às 14:14

Caro Manuel,
As coisas não são assim tão simples! Aliás este post parecia uma coisa à la Daniel Oliveira....
Apesar de ser a favor do nuclear, devo-lhe dizer que essa opção tb liberta CO2 - na extracção, tratamento, enriquecimento e "queima". E não é nada pouco.....
Se a isso juntar os custos de desmantelamento de uma central, mais o CO2 q essa operação acarreta, facilmente percebe que não há soluções milagrosas à espera de serem encontradas por si. O nuclear sim, mas como uma alternativa no portfolio de produção. Não é melhor solução num sentido absoluto.
Sem imagem de perfil

De fliscorno@gmail.com a 10.03.2007 às 02:12

Convenhamos, se o lixo nuclear é assim tão pouco preocupante, proponho desde já a criação duma nova área de negócio em Portugal: depósitos de lixo nuclear "acondicionado nas mais rígidas regras de segurança". Aposto que haverá mercado com fartura!

Se os alemães estão massivamente a desistir do nuclear deve ser porque a abertura a leste trouxe os comunistas em força, que agora estão a influenciar os pobres ignorantes dos alemães, certo?! Certo....
Imagem de perfil

De Manuel Castelo-Branco a 10.03.2007 às 07:50

Carrissimos


Não sou tão fundamentalista para achar que o nuclear deve ser uma solução única e concordo que tb liberta valores de CO2 , mas talvez seja mais eficiente que os milhares de eólicas que nascem por esse pais fora, sem capacidade de armazenamento nem eficiciência económica , pois só existem pela subsidiação existente. O problema do Nuclear nunca foi discutido seriamente em Portugal devido a barreiras ideológicas que o PM e o PS ainda carregam.
Relativamente a centrais nucleares novas, vale a pena ver o que países como a França, Finlândia , Polónia , Índia etc planeiam na sua produção energética.
Sem imagem de perfil

De Gonçalinho a 10.03.2007 às 14:10

O Manuel Castel-Branco esqueceu-se das emissoes de vapor de agua, presentes em qualquer um destes metodos de producao de energia. Tem menor impacto, mas altera as condicoes dos ecossistemas circundantes.
O maior impacto ambiental eh o das centrais hidroelectricas, que simplesmente acabam com os ecossistemas pre-existentes. Nao os alteram. Acabam mesmo com eles.

Comentar post