Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sarkolène vs. Ségozy? Talvez não

por Francisco Mendes da Silva, em 01.12.06

Sarkozy, já ungido da candidatura oficial, veio reforçar a sua oposição à entrada da Turquia na União Europeia, por ser um país da Ásia Menor, que não cumpre muitos dos critérios civilizacionais para a adesão e que, inclusivamente não reconhece nem deixa voar sobre o seu território os aviões de um dos países da comunidade, Chipre.

Alguns comentários:

Primeiro, Sarkozy tem razão nos factos e nos seus preconceitos de princípio 

Segundo, a questão turca, como tudo em política internacional, envolve mais considerações realistas do que posições civilizadas de princípio. Assim como as preocupações europeias têm a ver com a relevância e credibilidade da sua voz no Médio Oriente, com a luta contra o terrorismo islâmico e com a moderação desse gigante adormecido que é a Turquia (a integração do "inimigo"), também a posição de Sarkozy terá mais de proteccionismo económico e social do que purismo intelectual.  

Seja como for, o comprometimento de Sarkozy com uma opinião à partida controversa e claramente divisória da opinião pública, permite-nos aspirar a um debate eleitoral sem a sensaboria dos lugares-comuns a que já nos habituámos na Europa. Não é disso que La Frooonce precisa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)