Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Faz lá um comentário a ver se eu deixo

por Henrique Burnay, em 27.03.07

Anda para aí uma espécie de polémica porque o Eduardo teria escrito um post sobre a mãe e porque teria apagado os comentários. O Eduardo não só não precisa como certamente dispensa a minha ajuda, acontece que o tema me interessa.
Em primeiro lugar, porque o Eduardo não escreveu sobre a mãe mas podia ter escrito. Aqui cada um escreve sobre o que lhe apetece e se eu quiser um destes dias escrevo sobre a minha mãe que, por acaso, é a melhor mãe do Mundo, mas pronto.
E interessa-me ainda porque há uma malta que escreve nos comentários, regra geral sem se tornar identificável, que acha que isto tem de ser uma espécie de democracia. Se alguém escreve um post eles têm o direito de comentar, e ai de quem o escreveu que proíba os comentários ou – sacrilégio – que apague alguns. Convinha tentar explicar a estas criaturas que um blog é um blog. Quem for suficientemente alfabetizado para conseguir ligar e desligar um computador, pode ter um e escrever lá o que quiser. E deixar que lá escreva quem lhe apetecer. Quem não gostar das regras, pode sempre fazer um blog e queixar-se. Ou mandar um mail. Prometemos publicar os que acharmos, na nossa subjectivíssima opinião, publicáveis. Ou não.
Isto é um blog e um blog, em matéria de regras, é Calvinball. Até por isso os blogs não substituem a comunicação social.

Pequeno detalhe, este blog tem mais comentários que posts. Mais precisamente, são o dobro. Deve ser de tanto os censurar.


Entretanto, lembrei-me, também gosto muito do pai do Diogo.

Autoria e outros dados (tags, etc)