Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




mau olhado. só pode ser.

por Rodrigo Moita de Deus, em 13.12.10

 

Fernando Pinto chegou à TAP em Outubro de 2000. Vinha preparar a empresa para ser vendida. Dez anos depois ainda está por vender. Pelo caminho tentou comprar a Varig. Não conseguiu. Tentou que portugal fosse uma plataforma giratória. Não conseguiu. Tentou que a companhia tivesse resultados equilibrados. Não conseguiu. E todos os anos há uma boa razão para isso: o 11 de Setembro, a gripe, a guerra, uma crise de petróleo, outra crise do petróleo, mais uma gripe, as low-cost e uma nuvem islandesa. É azar. Mas todos os anos nós, portugueses, generosamente aceitamos o seu azar.

Dez anos de TAP, quatro governos depois, Fernando Pinto é o gestor mais azarado do país. Deixa como seu grande legado a groundforce.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Luís do Fundão a 14.12.2010 às 00:24

Visto, revisto e respigado chegamos à conclusão que o administrador é excelente.

Não alcançou nenhum dos objectivos mas tem sido pago a peso de oiro.

Um sucesso pessoal para mais um Pinto.
Se estivessemos na China não tenho dúvida que, não o ano, mas a década era a década do pinto.

Tal e qual o governo. Agora um teixeirnha qualquer vai à China vender a "dívida"
O outro foi à Venezuela vender "migalhães"

Pobres mascates
Sem imagem de perfil

De Be@n a 14.12.2010 às 01:18

Caro Rodrigo,


A Swissair faliu, a Alitália faliu, a Sabena faliu, a SkyEurope, faliu, a Olympic Airways faliu,...a Air France e a KLM tiveram de se juntar, a Iberia e a British Airways também.


Devias antes dizer que com o Fernando Pinto a TAP:
- sobreviveu ao 11 de Setembro, 
- sobrevivei à subida dos preços do petróleo,
- sobreviveu às cinzas do vulcão islandês
- sobreviveu à entrada e gigantesco crescimento das Low Cost 
- sobreviveu à desregulação do mercado europeu.


e......
Deu lucro. Sim a TAP (aviação) dá lucro. Muito do prejuízo do grupo TAP advém da Groundforce. a TAP se quer sobreviver tem de se focar apenas e só na aviação e na manutenção.
Sem imagem de perfil

De António a 14.12.2010 às 08:13

eu punha os sacanas dos passageiros a carregarem as malas... assim, para que a groundforce
Sem imagem de perfil

De chefe de turma a 14.12.2010 às 10:26

Rodrigo,espero que tenha ficado com esclarecido com a lição sobre seriedade politica,dada de borla pelo seu amigo BE@n (mailto:BE@n)... Certa direita,vê tudo ao contrário,quando quer arrasar,ou destruir ,ou alguma ideia..O 11 de setembro, preço do petroleo. a concorrencia, enfim, foram pequenos contratempos... Não sei quando,nem tenho vontade de o ver no 31...quando a sua direita for para o poder.O seu fundamentalismo,vai  chegar ao ponto de nos querer convencer  que um pau é ferro... Perante esta crise, provocada pela direita, financeira, (em Portugal também existe,e está no PSD)  vir cantar de galo,demonstra uma grande falta de pudor,depois de saber muito bem, que esta crise além dos nossos problemas estruturais, que estavam a ser combatidos na função publica, justiça, no ensino e na aposta forte na ivestigação, que este agravamento do déficit teve a ver com a roubalheira, e que  continua levada a cabo por  direita sem escrúpulos Por ultimo lembra-se quem foi o anterior ADM da Tap? puxe pela cabecinha e veja a obra que ele deixou... Para conquistar o poder não valem todos os argumentos.Há muito lixo tóxico no seu argumentário que vai ser muito bem recompensado...  
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 12:29

Ó chefe de turma, mas o Rodrigo alguma vez é exemplo de direita?


Desculpe parafraseá-lo, mas tem que ser: "Certa ESQUERDA,vê tudo ao contrário,quando quer arrasar,ou destruir ,ou alguma ideia.."
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 15:58

A esquerda a que se refere não é a minha.Essa é a que levou com o muro em cima... A minha, evitou o social fascismo em Portugal, Abriu as portas para a Europa,que hoje a direita está a destruir. Criou-se um servico nacional de Saúde,que nos conforta e orgulha .Recuperou sempre o pais depois da direita o ter individado,e sem crises a nivel mundial. Temos um ensino do estado que está entre os melhores do Mundo. Fez reformas na função publica (é aqui a destruição? ) sem paralelo na democracia. Sabe a esquerda moderada tem uma caracteristica primeiro cria as condições depois distribui. A nivel Social nunca houve  tanta solidariedade como como no primeiro governo Sócrates depois já com crise e minoritário as coisa agravaram-se mas sem voltar á estaca zero nesses apoios. O Ps  não usa estratégias para se manter no poder a qualquer preço... Quando Mario Soares esteve no Governo com o Psd, no tempo do Ernani Lopes, quem pagou as favas, foram os Socialistas (22% nas eleições seguintes) mesmo pondo as contas em dia. o Psd por iniciativa do" homem do leme" pos-se a milhas,derrubando o governo numa altura muito dificil, o que lhe permitiu, estar no poder com maioria durante 10 Anos.Como vê, na direita em Portugal e em todo lado, a ética não está no seu ADN. Como em tudo há  sempre excepções.  
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 16:51

Homem, essa sua obsessão pela direita parece uma doença!
O PS não usa estratégias para se manter no poder a todo o custo? Mentiras, omissões e inversões da verdade a céu aberto nas eleições do passado ano não existiram ? 

Não existem sistemas perfeitos, todos têm pontos positivos e negativos que devem ser reconhecidos, portanto o conselho que lhe dou é que abra um pouco os seus horizontes e tente ver a política de forma imparcial, menos cor de rosa, vai ver que lhe vai fazer bem.
Sem imagem de perfil

De Carlos Silva a 14.12.2010 às 17:35

Ó homem, esqueceu-se do Guterres! Então, para si só o PS é que não utiliza estratégias para se manter no poder a qualquer preço? Você não vê que está cegueta? Sabe quanto gasta este governo em assessores, de toda a espécie, para se manter à tona de água? Ou será que também é um deles?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 17:16

E agora Rodrigo? O que tem a dizer?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 04:33

Se o João Vacas casou, bom para ele, agora é que vão ser vitelos e bezerros, enfim uma grande vacaria.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 04:38


A TAP já devia ter sido vendida há muito tempo atrás, mau serviço, atrasos, pouca oferta, prejuízos acumulados incalculáveis, para que se quer uma companhia de bandeira nacional? Venda-se e acabou-se a mama a administradores e etc.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 10:40


Estou de acordo,os portugueses,querem é viajar barato,e sem estar a pagar uma pipa de massa por uma bandeira... Há anos que anseio por essa venda.O dinheiro que se poupa aqui, serve para subsidiar os transportes publicos,que forçosamente têm que ter preços sociais.O metro e a carris nas mão do privado,dá dinheiro,mas quadriplicando o preço, e efectuando as  viagens ás horas mais convenientes em termos economicos. A função social deixou de existir nessa altura.
Sem imagem de perfil

De Francisco Tavares a 14.12.2010 às 12:57

Se quisessem viajar barato a TAP já tinha ido ao ar há muito tempo.
Reveja lá a matéria, pois a TAP é das companhias mais caras do mercado.
Sem imagem de perfil

De anonimo a 14.12.2010 às 16:08

 Eu para andar de avião,não preciso da TAP. Nós precisamos é de uma rede de tranportes publicosa preços subsidiados,como até agora.
Sem imagem de perfil

De L M D a 14.12.2010 às 07:59

Caro Rodrigo
Não concordo com o seu ponto de vista, aliás parece-me que Fernando Pinto tem feito um bom trabalho tendo em vista as circunstâncias.
Sem imagem de perfil

De António a 14.12.2010 às 08:13

o socrates também...
Sem imagem de perfil

De Claro que Sim a 14.12.2010 às 14:58

Não!!!!
Acho o socrates bem melhor que o Nandinho.

É mais charmoso, veste melhor, vende muito mais que o Nandinho e ainda por cima tem a mania de ir à caça dos ursos ou se calhar não.

Academicamente´tem canudo mais elevado que o da TAP que apenas tem diplomazito de voo.

Tem frequência de várias universidades e por vias disso tem bom conhecimento do sistema de ensino.
Veja-se como exemplo a politica instrutiva das "Novas Oportunidades"
Imagem de perfil

De Antonio Cunha a 14.12.2010 às 10:29

ó Rodrigo vá para trás da Moita mas coma a rapariga....


Quem lhe dera a si que todos os gestores públicos Portugueses fossem como Fernando Pinto.


Se ainda lá estivesse o sr comissário aquilo não era vendido, mas porque ninguém lhe pegava.
Sem imagem de perfil

De Delegado de Disciplina a 14.12.2010 às 12:55

A direita de que alguns aqui falam é aquela que quer acabar com os "bois" da TAP, da PT, da Galp, dos Bancos, da Refer, das fundações, dos empresas público-privadas, etc, etc. etc. onde se acolhem milhares de maus (péssimos) administradores (tachistas).
Os que comem à custa deste governo é que querem manter esta gente parasitária porque sabem que depois para ganharem a vida têm de trabalhar e isso eles não sabem fazer nem têm cabedal para o efeito.
Sem imagem de perfil

De Chefe de turma a 14.12.2010 às 16:21

Os boys foram criados pelo bloco central. Só que os ex boys do Psd,Na falta de tachos,criam bancos para os assaltar.. Trabalhar Trabalhar, já dizia o António Variações...Nota: quando forem para o poder, informem os portugueses qual a percentagem de boys da oposição.Quem ganha eleições de escolher as pessoas competentes, e de confiança politica. Quando perderem serão substituidos pelo  do partido vencedor. Isto é assim, na antiga URRS,é que nunca mudavam, por isso a NUMENKLATURA mandava mais do que os Governantes.O exagero de boys sem necessidade é que temo que combater. Neste capitulo o Vosso lider na Madeira, dá o exemplo,não mete boys,mas a familia.
...
Sem imagem de perfil

De Tuga Sorna y Choné a 14.12.2010 às 17:41

Os imperadores dos parasitas não querem acabar com os parasitas de luxo! Querem é substituir os parasitas por outros parasitas da sua própria família!

Por sua vez os parasitas substituídos, terão umas boas centenas ou milhões de euros de indemnização, para viver uma vida parasitária de luxo à grande e à francesa, durante os próximos 8 anos! Após esse prazo, os parasitas originais retornarão, substituindo os parasitas substitutos!

Entretanto, o endividamento do estado terá duplicado, o IVA estará a 30-35% e Portugal muito parecido com a Moldávia, com perto de metade dos seus cidadãos emigrados no exterior! O interior de Portugal estará deserto, excepto com a realização ocasional de safaris e produção de filmes em contextos e cenários pós-apocalípticos!
Sem imagem de perfil

De de acordo com.... a 14.12.2010 às 13:18

Be@n

...porque foi dita tanta treta que não interessa nada, aqui só me interessam os factos e
Be@n foi o único que os apresentou, o resto é demagogia!

Desconheço contudo os números. Não sei se a TAP dá lucro ou não. Se não desse já teria sido vendida? Muito provavelmente..

É cara? É!
Viajei pouco pela TAP mas se pudesse pagar preferia dar até o dobro ou triplo à TAP do que pago a qualquer low-cost.
A confiança, a segurança, o serviço,.. e é portuguesa.

Alguém me sabe dizer quando foi o último acidente com vítimas de um avião da TAP???




Sem imagem de perfil

De Cusco a 14.12.2010 às 15:21

A maior comichão para os boys rosas e laranjas (ou candidatos a boys laranjas como é o caso do autor do post) é que a TAP não é um buraco como todas as outras empresas de transportes públicos nacionais, nem é um buraco, nem actua num mercado monopolista, actua num mercado extremamente competitivo, e sim, mercado esse bastante afectado por uma serie de eventos na última década.

Mas claro, isso incomoda muita alma rosinha e laranjinha. No meio de tanta porcaria nacional, é inevitável que a manada de boys laranjas já comece a afiar as garras escolhendo os locais onde querem arranjar um tachito.
Sem imagem de perfil

De Lusitano a 14.12.2010 às 15:52

17/11/1977
BOING 727  com 164 pessoas a bordo, despenha-se no Funchal, morreram 131 pessoas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 16:27

Viajar só na TAP. É como o Benfica é uma Nação. demagogia é isto. Há companhias co 20 vezes mais voos que a Tap,a lei das probabilidades é maior. O resto não interessa...Pagar o triplo? já pagamos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.12.2010 às 23:49

Não paga nada; caso saiba ler...

 




A TAP E O ESTADO PORTUGUÊS

Nesta altura em que se especula sobre tudo, onde aqui e ali vêm ao de cimo algumas verdades, e onde a comunicação social teima em muitos casos (se
calhar por interesses ou compadrios) na mentira, para bem da verdade e porque se trata de uma das empresas portuguesas com mais prestigio nacional
e internacional, e uma se não a maior exportadora, venho dar a conhecer esta comunicação dada pelo Concelho de Administração da TAP através do
responsável pelas Relações Publicas da mesma:

"O Jornal das Comunidades nº C93/12 publicava em 30.3.94 a Comunicação
da Comissão "relativa à recapitalização programada para a TAP". Desde então, o seu
único accionista ficou impedido de conceder qualquer outra ajuda à transportadora nacional,
que vive em exclusivo dos fluxos financeiros que tem sido capaz de gerar para fazer face
aos compromissos com os seus clientes, com os fornecedores, com os seus trabalhadores e,
naturalmente, com o Estado português.
Mesmo as chamadas "indemnizações compensatórias" aplicadas no âmbito do serviço público
às Regiões Autónomas são ajudas aos residentes naquelas zonas do País e não às companhias
que operam para os Açores (a Madeira deixou de estar abrangida após a liberalização ocorrida).
E, no entanto, quase todos os dias vemos, ouvimos e lemos opiniões na comunicação social
que se referem à TAP como se ela fosse um fardo para o "erário público".
Não é, pelo contrário. A TAP, pelo facto de o seu capital ser 100% público, até está em condições
de desvantagem face às suas concorrentes, cujos accionistas não têm qualquer inibição de
tomar as medidas de ordem financeira que se mostrarem necessárias.
A realidade dos números não oferece dúvidas: a TAP não só não recebe nada do Estado há 13
anos, como gera todos os anos uma apreciável receita líquida para os cofres públicos. Só em
2009 foram 198.734.297,5 euros, relativos a impostos e contribuições para a Segurança Social.
É verdade que uma mentira muitas vezes repetida acaba por se transformar em verdade. Mas,
neste caso, trata-se de uma verdade que, mesmo que tenha sido já muito repetida, continua a
ser ignorada.
Só nos resta um caminho, repetir quantas vezes for necessário: a TAP não recebe nada dos
"contribuintes", pelo contrário, contribui muito positivamente para as finanças públicas.

António Monteiro (Responsável pelas relações publicas da TAP Portugal)"

Reenviem entre os vossos contactos, mais que não seja para bem da verdade e como forma de pressão sobre a má informação dada pela comunicação social.

Sem imagem de perfil

De Be@n a 15.12.2010 às 00:46

Não entra um cêntimo dos contribuintes na TAP há muitos e muitos anos. 


Antes de falarem estudem...

Comentar post


Pág. 1/2