Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Armados em nada

por 31, em 25.11.06
Sempre que nasce um novo projecto de comunicação, no editorial promete-se que aquele vai ser mais um espaço de liberdade no mundo da comunicação social, um lugar livre e descomprometido que mantenha um olhar atento e exigente sobre a realidade que o rodeia. Este blog não é nada disso.
 
A internet, e a blogosfera em particular, já é o mais parecido que há com a ideia de espaço livre. Aqui é provável que faça mais falta a responsabilidade do que a liberdade, mas nós não faremos disso um problema. Não somos libertadores de ninguém, e muito menos polícias. O 31 da Armada não tem a pretensão de ser um espaço de isenção, de contra-poder democrático ou, menos ainda, de alternativa à “comunicação social tradicional”. 
 
No 31 da Armada prometemos ser, e seremos, comprometidos. Assumidamente comprometidos. Defenderemos causas, defenderemos amigos – ou não - e criticaremos adversários. Estaremos de um dos lados em muitos conflitos, estaremos em vários lados noutros. Somos e seremos livres a pensar e absolutamente dependentes das nossas convicções a opinar. Não temos a ambição de ser isentos, mas tentaremos ser rigorosos e sérios. Fanaticamente sérios.
 
E, pelo meio, prometemos ser um lugar agradável aonde ir; como quem vai à esplanada da Graça, à casa de Chá de Matosinhos, jantar a Mora ou passear à Marginal. Queremos ser um sítio onde se vai porque há coisas a ver, conversas a escutar e tempo para pensar.

Como um dia se escreveu numa parede, "this revolution is for display purposes only". Não vamos mudar o mundo, nem a blogosfera. Vamos fazer uma coisa diferente do que se faz. Se houver quem goste, óptimo. 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)