Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Bom dia. Lamento estragar o discurso libertário mas a taxa já existe. Não é uma nova taxa. Neste momento aplica-se aos gravadores de cassetes. O que estamos a discutir é atualizar a proposta de lei porque entretanto foram inventadas umas coisas novas. Tipo os gravadores de DVDs.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Imagem de perfil

De Palamedes a 19.01.2012 às 19:15

É pá, com essa não contava - muito inteligente. Faça o favor de soltar libertário que há em si!


Os gravadores de cassetes tornaram-se obsoletos. O mesmo se passou com os gravadores de CDs e o mesmo acontecerá com os gravadores de DVDs . Agora, o que realmente estamos a discutir é a aplicação de uma taxa a um conceito que é intemporal..."tipo".. uhhh ...capacidade de armazenamento. Lembre-se que há uns anos valentes (ainda andava você a gravar cassetes piratas) e os discos rígidos armazenavam dados precisamente em cassetes ; depois evoluíram para unidades magnéticas de armazenamento; depois introduziram a memória flash; e, hoje em dia, começam-se a introduzir discos rígidos virtuais. O que essa lei pretende tributar não são "coisas novas", mas garantir que os belos artistas tenham uma renda independentemente da tecnologia utilizada. Mas aqui a lei de Moore será implacavelmente favorável aos autores, não é? Dentro de uns anos os autores estarão a receber centenas de euros por um dísco rígido que, sem taxa custaria uma dúzia de euros.


Tipo...muito giro...mas percebeu o sonhor agora?
Sem imagem de perfil

De HRamos_3 a 19.01.2012 às 20:31

Tipo... A taxa já existe para CDRs, DVDRs e derivados... Estou a falar do suporte, não do gravador per se... 


Agora há aí uma data de questões por esclarecer...

.1 - Ao formatar o disco uma parte dos GB que anuncia na caixa são "comidos" (por motivos que ultrapassam este comentário) pela formatação que escolhi.

Portanto, ao comprar um disco com 80Gb pago pelos 80Gb ou pelos 76 que efectivamente posso usar?

.2 - Á medida que disco for envelhecendo e perdendo sectores para a corrupção, a taxa ser-me à devolvida?


.3 - O mesmo do .2 , mas em vez de corrupção falemos de espaço ocupado por obras ou outra merda qualquer de origem legítima...

Não está longe de taxar o ar que se respira... Como diria o outro... Só coisas que me apoquentam....
Sem imagem de perfil

De HRamos_3 a 19.01.2012 às 20:50


Ah, e vide


http://hidroxido-de-sodio.blogspot.com/2006_04_01_archive.html (http://hidroxido-de-sodio.blogspot.com/2006_04_01_archive.html)
Sem imagem de perfil

De HRamos_3 a 19.01.2012 às 20:52

Mais concretamente isto (http://hidroxido-de-sodio.blogspot.com/2006/04/hipocrisias.html)...
Sem imagem de perfil

De Não tem blog no SAPO mas tenho 1 aquário a 20.01.2012 às 21:18

Onde é que posso inscrever-me para o jantar com a menina Gabriela?
Sem imagem de perfil

De Carlos Manuel a 24.01.2012 às 22:48

Mas na empresa onde trabalho, há 10 ou 15 anos atrás não gravávamos os dados em cassetes. Nem de 90 nem de 45 minutos. Nem em VHS.

Nem as minha fotos RAW ou os filmes da minha pequerrucha eu guardava nas cassetes.

Compreende? Ou ainda não?

Comentar post