Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Guerra civil socialista

por Nuno Gouveia, em 29.03.12

No Domingo iniciou-se a batalha pela conquista do Partido Socialista. Já nessa altura pareceu-me claro que o general em Paris tinha dado ordens para atirar a matar sobre o actual líder. Hoje a artilharia surgiu em força, a propósito do novo código laboral e ainda da revisão estatutária proposta por Seguro. José Lello, Jorge LacãoIsabel Moreira foram os atiradores de serviço, mas haverá outros disponíveis para disparar umas balas. Por enquanto atacam directamente o líder parlamentar Carlos Zorrinho, mas o alvo principal é outro. E uma coisa é certa: se Seguro não conseguir controlar a rebelião do pelotão socrático, mais tarde ou mais cedo perde a guerra.

Autoria e outros dados (tags, etc)