Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Euskadi

por Vítor Cunha, em 05.12.06


Andei por fora, para arejar do bafio cinzento de Lisboa, do Porto e de, provavelmente, Viana do Castelo. Fui até Bilbao ver uma atracção turística que em Portugal seria classificada como PIN. O Guggenheim impressiona, assim como a relativa pobreza do seu conteúdo artístico. Pode até dizer-se que a marca tem ali um problema se compararmos com NY ou Veneza, por exemplo. Ainda assim, Richard Serra conforta (foto) e provoca tonturas sem originar vómitos; a permanente «África» é abaixo de sofrível; e depois sente-se o espaço, mas percebe-se que não está verdadeiramente ocupado.
A uns passos do cão gigante, numa tenda, familiares e mães de terroristas têm também a sua exposição. Os trabalhos artesanais dos «presos políticos» espalhados por toda a Espanha querem alertar para a falta de humanidade de quem decidiu afastá-los da família e prendê-los em cadeias a largas centenas de quilómetros de casa. No fim-de-semana o tema do terrorismo inundou os jornais, pelas apreensões e pelo combate politico entre PSOE e PP. Enquanto isso, no vale de Portugalete avistam-se navios de grande porte, as indústrias pesadas poluentes e umas inocentes vacas que pastam no prado verde. A pujança económica do País Basco não garante descanso em Madrid.

Autoria e outros dados (tags, etc)