Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ich bin ein berliner

por Afonso Azevedo Neves, em 10.11.12

hoje em dia isto de recusar ver um filme por razões políticas é o equivalente a uma campanha de publicidade gratuíta. 

 

 

" A Alemanha recusou a divulgação no país do vídeo sobre Portugal que o professor Marcelo Rebelo de Sousa anunciou e promoveu. Marcelo Rebelo de Sousa tinha anunciado no seu programa da TVI, que, "já que o Governo não pode", ele próprio ia lançar uma iniciativa para divulgar a situação de Portugal "junto, principalmente, do povo alemão" que tem uma ideia péssima dos portugueses. A ideia, segundo Marcelo, era "fazer um filme do mesmo género" que circulou quando os finlandeses deram a entender não querer participar na ajuda da União Europeia a Portugal. O filme de Marcelo, que contou com a colaboração do blogger dirigente do PSD Rodrigo Moita de Deus, ficou entretanto pronto e a intenção era divulgá-lo este fim de semana publicamente em Berlim, antes da visita da chanceler Angela Merkel a Portugal na próxima segunda-feira. O filme visa a realidade portuguesa atual e contém uma explicação dos sacrifícios a que os portugueses estão a ser sujeitos com a aplicação das medidas do memorando da troika. O filme, intitulado "Ich bin ein berliner", que devia ser visionado na Praça Sony em Berlim foi no entanto recusado pelas autoridades locais. Perante o sucedido, Rodrigo Moita de Deus já enviou uma nota de protesto ao embaixador alemão em Lisboa. "Recebemos a informação de que as entidades responsáveis não autorizaram a transmissão do filme por "razões políticas". Este facto causa-nos a maior incompreensão e merece o nosso protesto. Dizemos no filme, nomeadamente, que o povo português trabalha mais horas que o povo alemão. Que paga mais impostos. Que tem menos dias de férias e feriados", lê-se na nota de protesto a que o Expresso teve acesso. "Choca-nos profundamente esta recusa em transmitir o filme que é indigna dos valores e princípios que estão na base da União Europeia. Mas, apesar desta recusa, é nosso propósito prosseguir com esta iniciativa e tudo faremos para que a mensagem do filme chegue ao seu destinatário", conclui Moita de Deus."

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Dr. Relvas a 10.11.2012 às 15:06

Perante o sucedido, Rodrigo Moita de Deus já enviou uma nota de protesto ao embaixador alemão em Lisboa.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/video-de-marcelo-recusado-pela-alemanha=f766017#ixzz2BpfkC2Am

EHEHEHEHEHEHEHEHE !!!

Cada tiro, cada melro !! AHAHAHAHAHA !
Sem imagem de perfil

De Super a 10.11.2012 às 15:28

Cadê o vídeo?
Sem imagem de perfil

De Dani a 10.11.2012 às 19:47

Já existe sitio para ver o video?
Sem imagem de perfil

De Ora toma... a 10.11.2012 às 15:30

O vídeo de Marcelo que fala de como os portugueses são esforçados, honestos e trabalhadores terá grande êxito em Portugal e talvez na Grécia ou até em Espanha.
Para ter êxito na Alemanha o vídeo de Marcelo teria que mostrar como (por culpa de alguns portugueses) somos um país de corruptos; como (por culpa de muitos portugueses) somo um país onde a justiça não funciona, como (por culpa de bastantes potugueses) somos um pais que considera ter um estado ladrão que merece ser roubado e como (por culpa da maioria dos portugueses) somos um país pouco organizado pouco disciplinado e sem estratégia.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/video-de-marcelo-recusado-pela-alemanha=f766017#ixzz2Bply6f4Y
Imagem de perfil

De relatoriodocidadao a 10.11.2012 às 16:24

Este mundo Político Português é uma palhaçada. Quem de direito não faz da sua voz a voz do povo. Depois tem de ser um Prof. Marcelo a pedir um vídeo.... Salta vídeo, depois é censurado lá. Já agora foi censurado aqui também, é que não vejo o vídeo em lado nenhum (se me escapou algo). Mais uma vez Portugal 0 X Alemanha 1. Quando se diaboliza o mal interno com "problemas" externos é no que dá!!! Parece haver uma enorme dificuldade em perceber o que os políticos cá fizeram/fazem com o que os políticos fizeram/fazem lá, mas que nos influenciam. Desde que ouvi o anuncio do Prof. Indaguei se isso ia dar em algo, ah pois deu, trabalho para nada. Não desculpo em nada os de lá e os de cá, mas isto pareceu-me colocar a merda no ventilador e esperar que fiquem todos sujos........ Afinal há sempre quem limpe as mãos e faça de conta que o problema? Ah os problemas são os outros......................

Se são os outros... ACORDEM!!!! Páh (mesmo a portuguesa),
Sem imagem de perfil

De Engenheiro Sócrates a 10.11.2012 às 16:59

Prometo interceder junto da minha amiga Merkel para que ela autorize a divulgação do vídeo. E desculpem por vos ter deixado na bancarrota, mas o culpado foi aquele sacana do Teixeira dos Santos que se enganou nas contas.
Sem imagem de perfil

De David R. Oliveira a 10.11.2012 às 17:40

A ideia do Marcelo foi boa; a disponibilidade do Moita de Deus, igualmente.
Pronto, fiquem lá com as bicicletas. Se fazem caso que vos fique imensamente grato, fico pois mas só grato (sem ser imensamente).
E já agora, depois de terem armado ao importante com publicidade gratuita do Expresso, embaixadores da Alemanha pelo meio e tudo, expliquem-me só uma coisinha para eu perceber:
onde está a dificuldade de transformar o tal persuasivo filme em "vírus" no YouTube, Vímeo, Twitter, Facebook, etc e tal...?
ou não têm gato?!
Sem imagem de perfil

De ignatz a 10.11.2012 às 18:49

quanto é que o moita empochou à conta do vídeo? quem foram os otários que pagaram?
Sem imagem de perfil

De João Fardilha a 12.11.2012 às 11:39

^Exactamente isto
Sem imagem de perfil

De antonio a 10.11.2012 às 18:58

Ah,Ah,Ah,Ah,..., ou melhor (net obriga)... LOLLOLOLOLOLOLOLOLOLOLOOL... obrigado ao edil de Berlim que nos poupou a mais uma ridicularia... Ainda dizem que os alemães não gostam de nós...
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 10.11.2012 às 19:41

"hoje em dia isto de recusar ver um filme por razões políticas é o equivalente a uma campanha de publicidade gratuíta"
Então Rodrigo Moita de Deus devia agradecer, não protestar.

Quanto a "divulgar a situação de Portugal 'junto, principalmente, do povo alemão' que tem uma ideia péssima dos portugueses", recomendo vivamente que os autores se abstenham de mais iniciativas deste género.
Os alemães conhecem bem a realidade portuguesa presente e passada (pelos vistos, melhor que muitos portugueses) e tentativas de desculpabilizar os portugueses pelo que apenas a estes pode ser apontado só fará piorar a "ideia" que os alemães têm de nós.

E, só por curiosidade, foi proíbida a passagem do filme ou foi proíbida a passagem do filme na Praça Sony?
Sem imagem de perfil

De Keynes H. Friedman a 10.11.2012 às 22:08

«E, só por curiosidade, foi proíbida a passagem do filme ou foi proíbida a passagem do filme na Praça Sony?»

Boa questão, foi precisamente o que me ficou na cabeça quando acabei o artigo.
Sem imagem de perfil

De Joaquim Amado Lopes a 11.11.2012 às 20:54

Parece que, afinal, a "proibição" se limita à Praça Sony.

Quanto ao filme em si (acabei de o ver), o Rodrigo Moita de Deus devia ter vergonha de associar o seu nome a uma coisa tão pindérica e imbecil (no conceito e no conteúdo).
Se a intenção é melhorar a ideia que os alemães têm dos portugueses, o melhor é queimar todas as cópias e tentar convencer os alemães que o filme foi feito pelos gregos ou pelos espanhóis.
Sem imagem de perfil

De Keynes H. Friedman a 11.11.2012 às 21:35

True, o filme é meio bacoco mesmo.
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 10.11.2012 às 19:49

Quando é que o filme estreia em Portugal? E tem legendas? Ou é dobrado? Vá, mostrem lá esse filme.
Auf deutsch, bitte!
Sem imagem de perfil

De Joel Valente a 10.11.2012 às 20:45

Este Video nao precisa de passar na Alemanha!!! Vamos divulga-lo na internet...

Comentar post


Pág. 1/2