Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dias de amor e raiva

por Vítor Cunha, em 07.12.06
A partir de amanhã beneficiaremos de mais um fim-de-semana prolongado por razão não justificada. Eu gosto de feriados e ainda gosto mais de feriados à segunda ou à sexta. Mas preferiria que alguns deles fossem repensados.

Natal
1º de Janeiro
Sexta-feira Santa
Páscoa
25 de Abril
1 de Maio
10 de Junho
15 de Agosto
5 de Outubro
1 de Novembro
1 de Dezembro
8 de Dezembro

Desta lista apenas o Natal, o 1º de Janeiro, a Sexta-feira Santa, a Páscoa, o 1º de Maio, o 10 de Junho e o 1 de Novembro têm verdadeiro impacte cultural, político ou religioso. As revoluções não têm que ser comemoradas, nem que seja por respeito à memória dos que morreram por elas ou vítimas delas. Gostava que houvesse um dia da Fundação (digamos que é uma revolução boa) e não da Restauração: que se celebre o essencial e se deixe o acidente.
Num país de porcos e de cócó de cão, também não ficaria mal um Dia da Civilidade (que até poderia ser no dia 21 de Março, Dia da Floresta).

Autoria e outros dados (tags, etc)