Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Nem 5 minutos de Eanismo

por Manuel Castelo-Branco, em 25.11.06
Regressado da festa de ontem nos Stones, de onde fugi a pressa para visitar mais uma vez o serviço de urgência devido a uma otite e uma série de outras maleitas do meu filho Zé Maria.
 
A propósito dos 15 minutos de Eanismo do Rodrigo, dediquei 5 minutos ( nã acho que o homem mereça mais) a pensar neste movimento sem substância, sem ideologia e sem qualquer objectivo visível, que não fosse a vontade de permanecer no poder.
O seu sucesso inicial demonstra bem o quão desesperado deveria estar o País para o eleger por duas vezes consecutivas. As suas alianças com a extrema-esquerda comunista, fazem me suspeitar se a sua presença no 25 de Novembro não terá sido um equívoco histórico, ou resultado de divergências de caserna. Que diferente teria sido para o País se 0 25 de Novembro tivesse sido feito por alguém mais frontal e acertivo!
Mas no fundo o Eanismo pós presidencial apesar de magnitude pior que o Soarismo, teve um mérito: acabou rapidamente e sem saudades, e sem deixar rasto.
A única coisa que consigo encontrar bom no Eanismo foi o rápido silêncio em que se remeteu, que quase nos fez esquecer o passado de má memória.

Autoria e outros dados (tags, etc)