Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um homem que não faz falta

por Henrique Burnay, em 10.12.06


A história do Chile de Pinochet revela três coisas. Que não há ditaduras boas; que no tempo da Guerra Fria, como agora, há alianças que têm um contexto, uma explicação e uma utilidade, mas não implicam – não têm de nem podem implicar – um acordo moral; e, finalmente, que há modelos económicos melhores que outros.
De resto, como prova a morte de Pinochet, nem sempre que um homem morre o mundo fica mais pobre.

Sem “mas”.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Tello a 11.12.2006 às 01:19

Foi um grande estadista. RIP.
Sem imagem de perfil

De libertas a 13.12.2006 às 02:06

«que há modelos económicos melhores que outros»
...e o modelo chileno foi bem melhor que o saído da «nossa»constituição de 76!

Luís Casalta

Comentar post