Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Manifesto pela limpeza

por Vítor Cunha, em 25.11.06
Lisboa é hoje uma cidade sem rumo, sem, liderança e sem ideias. Altos dirigentes do PSD ocupam-se a escolher dirigentes de empresas e a gerir a intriga e talvez por isso não lhes sobre tempo para o que importa (alguém explica com racionalidade a aprovação de loteamentos em áreas que vão ser ocupadas pelo TGV? ).
No PS também não há paz, mas já começam a discutir-se nomes para uma eventual antecipação da eleição: Jorge Coelho, João Soares e António Mega Ferreira são os mais falados, não sei se os mais desejados. Qualquer deles poderia dar um bom candidato e um bom presidente. Mas a minha preferência não mudou: há um ano votei em Maria José Nogueira Pinto e hoje voltaria a votar. Mas gostava muito que a minha vereadora não continuasse a pactuar com a desgraça e pudesse ser o eixo da mudança.

A cidade está suja, poluída de carros e de cócó; o caos no trânsito remete-nos para África; a Festa da Música acaba e não se ouve uma palavra do presidente da Câmara. E no meio deste cenário de terror conhecem-se os números do passivo acumulado.

Preparem-se para o pior: este pesadelo pode durar mais três anos. É urgente parar com isto. É urgente promover a limpeza. Se os partidos não são capazes, organizem-se os cidadãos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro a 27.11.2006 às 01:03

Já ficavamos contentes com uma passagem coberta que ligasse os barcos do cais do Sodré à estação..É completamente deprimente ver o espectáculo de milhares de pessoas diariamente fazerem aquele trajecto...Nesses simples pormenores é que melhorariamos a felicidade de milhares de pessoas.

Comentar post