Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Lisboa

por Vítor Cunha, em 12.12.06
O que se viu ontem na RTP1 deixou-me atormentado. Preocupado. Nesta cidade são poucos os que a conhecem. Maria José Nogueira Pinto, apesar de alguma inconsistência e de demasiada justificação, fez a questão da noite a Carmona Rodrigues. A pergunta das bibliotecas expôs como nunca  as fragilidades do autarca. Mas não é apenas Carmona que é fraco. O jornalista Ruben, o filósofo Carrilho, boa parte da assistência. O problema de Lisboa é o problema do País, como não podia deixar de ser. Aventureiros não faltam, as elites movem-se entre muros altos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Isabel a 12.12.2006 às 13:55

caro V. Cunha
permita-me que discorde d a sua opinião:
"A pergunta das bibliotecas expôs como nunca as fragilidades do autarca".
A questão aqui não era a resposta., mas sim a pergunta mal formulada. Uma política de bibliotecas municipais não se define pelo número, valha-me Deus.
Imagem de perfil

De Vítor Cunha a 12.12.2006 às 16:19

Pois claro que não, mas QUEM TEM UMA POLÍTICA deverá ter uma ideia sobre a matéria - tanto é assim que nos documentos orientadores para a cidade existe essa previsão. E é suposto que o PC conheça os documentos e as políticas que esses supostamente visam desenvolver.

Comentar post