Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




«Até que eles se espetem»

por Tiago Geraldo, em 29.09.07

Com o regresso de Portas e a vitória de Menezes, a direita volta a ter sensivelmente a mesma configuração que lhe valeu o pior resultado de sempre em 2005. Nessa noite pensei que se começara a cumprir uma das muitas profecias de Sá Carneiro (oportunamente lembrada por Rui Ramos): a profecia universalmente conhecida como «até que eles se espetem».
Depois de Santana tomar conta do poder, o Governo «espetara-se» com a eloquência mediunicamente anunciada pelo fundador do PSD. Segundo a profecia, restaria então esperar que um novo partido se formasse, juntando os militantes do PSD e do CDS, altura em que voltaríamos vigorosamente ao ataque e, inevitavelmente, ao poder. Não voltámos, ninguém concebe seriamente que possamos voltar nos próximos tempos, e hoje espetámo-nos mais uma vez.
Depois deste repetido espetar de esquina em esquina, à direita parecem sobrar duas alternativas terminais: ou aguarda pacientemente pelo cumprimento da profecia ou continua na sombra a ouvir e a falar de fantasmas.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Pedro Bizarro a 29.09.2007 às 05:23

Ou pode começar a pensar-se na tal alternativa, nem que seja para depois de 2009.
Sem imagem de perfil

De Rui a 29.09.2007 às 12:47

Assino por baixo. E o que pode valer à direita portuguesa é um grande espetanço em 2009, para ver se a malta abre os olhos e as coisas voltam aos eixos

Comentar post