Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Liberdade para o Miguel Abrantes

por Rodrigo Moita de Deus, em 20.11.17

O Ministério Público foi mais bem sucedido que o 31 da Armada. O Miguel fez aquilo que qualquer advogado faz. Jurar as virtudes do seu cliente e apontar os vícios de quem o acusa. Que isso possa ser crime é coisa que não percebo muito bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)