Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




mas calma, está tudo bem

por Alexandre Borges, em 24.01.17

As manchetes do dia:

"Gastos com remédios disparam 351 milhões - Entre 2014 e 2016 compras a grandes farmacêuticas registaram subida de 200%", CM

"22 dias, 20 tribunais, apenas um julgamento - Mapa que reativou tribunais fechados em 2014 arrancou em janeiro e só houve uma audiência em Murça", DN

"Quatro autoestradas fazem disparar custos com as PPP - Concessões da Douro Interior, Transmontana, Litoral Oeste e Baixo Alentejo acrescentaram 203 milhões à fatura com parcerias público-privadas. Governo socialista ainda não conseguiu terminar nenhuma das renegociações em curso com as empresas", JN

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De José Menezes a 24.01.2017 às 18:12

E meter na cadeia os ministros que as negociaram?
Sem imagem de perfil

De Manuel Vicente Galvão a 24.01.2017 às 20:47

Ahahahah! os ministros que as negociaram são empregados dos beneficiários.

A estes últimos não convém tocar oh Alexandre...
Sem imagem de perfil

De José Menezes a 25.01.2017 às 08:39

Claro. Bem sei que não vivemos num estado de direito.
Mas a actuação correcta é investigar e depois, não tenho dúvidas, constituir arguidos os ministros.
O privado fez o melhor que pôde e eu, se pudesse, faria melhor ainda. Os ministros é que nos lesaram (com dinheiro que não é deles mas sim nosso).

Para combater a corrupção é necessário unir os cidadãos, tal como fez a Islândia. A minha ideia não era fazer propaganda mas aproveito. Há a Frente cívica do Paulo Teixeira de Morais, vou agarrar-me a ela. Gostaria que se juntassem todos os humildes cidadãos desde a "extrema-direita" à "extrema-esquerda". Só depois é que vale a pena o debate ideológico.

Abraço.
Sem imagem de perfil

De Manolo Heredia a 26.01.2017 às 11:54

Neste caso das PPPs lesivas do interesse público temos que distinguir a importância do corruptor relativamente ao corrompido.
Sendo os cargos públicos com poder de decisão em PPPs exercidos por políticos que de alguma forma obtiveram o cargo por influência de banqueiros ou grandes empresários, estamos perante uma parte forte (os banqueiros ...) e uma parte menos forte (os candidatos aos cargos). Num sistema eleitoral como o nosso, um político nunca chega à posição de influente se não tiver "padrinhos" poderosos, pelo que não faz sentido culpá-lo de corrupção. É como culpar os árbitros que favorecem um clube grande quando se sabe que esse árbitro só chegou à 1ª liga por ter feito bons favores a esse clube grande.
O que faz sentido culpar o sistema que permite os representantes do Capital poderem influenciar a ascensão de políticos a cargos com poder de decisão para assinarem PPPs.
Sem imagem de perfil

De A.lopes a 26.01.2017 às 17:58

Tanta lenga-lenga para não dizer nada! Sejam de que partido forem, esses senhorees qu assinaram tais contratos, que deles tiraram proveito, quer seja financeiro - sócrates, por exemplo, seja outro qualquer - Coelhone, e o Amaral da Ponte Salazar e Vasco da Gama, devem ser penalizados, retirando-lhes os proventos que obtiverem roubando-nos a todos e, simultâneamente, prendê-los para que sirvam de exemplo a toda a ladroagem que por se anda a encher, declarando-se democratas e pessoas sérias!E atenção:não esquecer os herdeiros de outros ladrões já mortos ou enterrados. Quem por exemplo? Estou-me a lembrar do soares das Seychelles! E já agora:o baboucha porque não é investigado? E o cata-vento e os seus negócios com o Salgado?
Sem imagem de perfil

De Manolo Heredia a 26.01.2017 às 19:47

Já percebi: prendem-se os executantes e deixam-se livres os mandantes. Não, obrigado!
Quando fez apelo à união de toda a gente da extrema direita à extrema esquerda percebi logo!
Sem imagem de perfil

De José Menezes a 27.01.2017 às 11:40

Nesta frase:

"Num sistema eleitoral como o nosso, um político nunca chega à posição de influente se não tiver "padrinhos" poderosos, pelo que não faz sentido culpá-lo de corrupção."

Considero completamente errada. Seja empurrado ou não, seja a pedido de outros ou não (aliás a corrupção é sempre a pedido do corruptor), é corrupto.

Como tal reafirmo que é URGENTE combater a corrupção e o melhor exemplo é o da Islândia. Manifestações populares, mostrar o desagrado e pressionar, pressionar…

Por cá só se fazem manifestações para aumentos de ordenado. Mas se houver uma convocação para uma manifestação desta natureza eu vou, seja onde for.
Sem imagem de perfil

De Tó Zé da Nora a 25.01.2017 às 08:45

O saque continua em calma, paz e tranquilidade.
A quadrilha também é sempre a mesma.
Nada de novo
As moscas é que mudam de vez em quando
Sem imagem de perfil

De Meio Vazio a 25.01.2017 às 11:05

Quando é que acabam os "disparos" nas manchetes da imprensa portuguesa? Há anos eram os "à beira dum ataque de nervos". Que praga!
Sem imagem de perfil

De tric a 25.01.2017 às 12:52

os Fundos do PSD não vão ser muleta do PS na concertação social?? os Fundos do PSD vão ser muleta do PS para a aprovação dos Fundos da UBER!!!???

Comentar post