Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ouvido no elevador

por Augusto Moita de Deus, em 22.11.17

Diz um jovem para os amigos, provavelmente para impressionar:

- Que país é maior, Portugal ou o Azerbaijão?

Todos respondem:

- O Azerbaijão.

Ao que o jovem responde:

- Portugal!! Não é por muito, mas é Portugal.

E eu decido perguntar:

- Mas isso inclui ou não Nagorno-Karabakh?

Ao que o jovem fica a olhar para mim, sem resposta, como que fitando o infinito, mas esboçando um breve sorriso, por uns instantes, antes de se precipitar para a porta do elevador, que entretanto parou no piso onde ele e os amigos queriam saír.

 

Em resumo:

  • fica demonstrado que ter conhecimentos de geografia do Cáucaso não implica dominar as respectivas questões geopolíticas, nomeadamente no âmbito das disputas territoriais armenio-azeris;
  • quem me manda meter nas conversas de elevador alheias?

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.11.2017 às 16:27

E eu decido perguntar: quando o jovem respondeu que era Portugal, com isso incluiu ou não a ZEE que Portugal possui?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2017 às 17:06

De acordo com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar, os países costeiros têm direito a declarar uma zona económica (português europeu) ou econômica (português brasileiro) exclusiva (ZEE) de espaço marítimo para além das suas águas territoriais, na qual têm prerrogativas na utilização dos recursos, tanto vivos como não-vivos, e responsabilidade na sua gestão ambiental.
Por conseguinte, sendo a ZEE de Portugal de 1.727,408 km², questiono, é superior à área das posições para one me enviou?
Aliás, pergunto ainda, a área de 92 152 Km² inclui apenas a área terrestre das regiões autónomas de Açores e Madeira? E, o Azerbaijão é um país costeiro?

Grato pela atenção que mereci de Vª Excia.
Sem imagem de perfil

De TJ a 22.11.2017 às 17:20

Fazendo um paralelo com a Catalunha... se querem independencia, ná é com manifs a dizer "o pai é mau, não nos deixa brincar sozinhos...". É com medição de tamanho de quantidade de armas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2017 às 12:07

É sempre giro dar cabo de um orador pseudo-culto, não é?
A República de Arcaque faz parte do Azerbaijão segundo as Nações Unidas e não foi reconhecida como nação independente por nenhum Estado até aos dias de hoje.
Imagem de perfil

De Augusto Moita de Deus a 23.11.2017 às 12:28

Eu acho que o jovem em causa é culto. E ninguém deu cabo dele. Foi meramente uma situação engraçada. Ele também tem motivos para achar que a minha intervenção foi de alguma forma engraçada.

É natural que ele não esteja por dentro das questões geopolíticas do Cáucaso. Que são complicadas. Por exemplo, entre a Arménia e o Irão está ali o exclave do Naquichevão, que inclui outro exclave totalmente dentro da Arménia, Karki.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2017 às 21:06

De modo "giro", o dono deste sitio mandou-me "Ver posições 109 e 112:
https://en.wikipedia..." (em inglês)!
Porém, como emanação culta, não respondeu à questão: quando o jovem respondeu que era Portugal, com isso incluiu ou não a ZEE que Portugal possui?

Pois bem, a ZEE de Portugal é de 1.727,408 km². Qual a ZEE do Azerbaijão?
Sem imagem de perfil

De Jorge Marques de Tocqueville a 23.11.2017 às 21:36

Sobre esta questão, julgo que importaria ouvir o que pensa o Arménio, o Carlos.
Ainda assim, com ou sem, Portugal será Maior e a questão não se coloca de modo pertinente, nem como um enclave de geoqualquercoisa. Sobra o Adriano, o Moreira, para desempatar a questão pela via salomónica que o fez abandonar a extinta razão.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2017 às 21:07

Qual a ZEE do Azerbaijão?
Sem imagem de perfil

De Jorge Marques de Tocqueville a 24.11.2017 às 21:16

A sua resposta não faz sentido por dois motivos:
- Eu alego a maior grandeza de Portugal mesmo que se some o enclave ao Azeristão
- Considerar a ZEE deve ser muito relevante, nomeadamente na hora de calcular a densidade demográfica.

Ele há argumentos que devem ficar na gaveta e ele há comentadores que passam a vida a abrir, repetidamente, a mesma gaveta para encontrar, para surpresa geral, o mesmo mau argumento de sempre...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2017 às 21:34

Sr. de Tocqueville, sobre o sentido da minha questão (que não entende), haverá necessidade de lançar mão da Psiquiatria?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2017 às 21:39

Como bem entendeu, de modo "giro", o dono deste sitio mandou-me "Ver posições 109 e 112". Fui verificar tais posições no "Kama Sutra", porém só encontrei 100!!!
Sem imagem de perfil

De Jorge Marques de Tocqueville a 24.11.2017 às 21:47

Conhecesse a obra e saberia que ela contém centenas e não apenas um cento, ficar pela rama tem dessas coisas. Faltam-lhe 429 motivos para viver, e de caminho ser mais informado.
Sem imagem de perfil

De Jorge Marques de Tocqueville a 24.11.2017 às 21:42

Talvez, se puder apelar aos seus dotes de concisão, a coisa seja mais simples, de caminho aproveite para estudar o conceito de território e o de Área Marítima sob Gestão e se encontrar alguma intersecção informe a Sociedade Nacional de Geografia.

Comentar post