Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




20.000? não, não foi bem isso que eu disse

por Rui Castro, em 29.11.07

Depois do dn de ontem ter dado destaque a uma notícia que dava conta do baixo número de abortos realizados após a alteração legislativa que se seguiu ao referendo, o PPM referiu e bem que uma das bandeiras e principal argumento para a liberalização até às 10 semanas foi o número 20.000 que a APF lançou em vésperas do referendo. À data, muitos se insurgiram contra tal número, pondo em causa os métodos utilizados para o obter. Abstenho-me de reproduzir o que então foi dito por alguns defensores da liberalização, entre eles a jornalista que voltou agora a escrever sobre o assunto (na altura, proibida pela direcção do jornal de fazer jornalismo a propósito do assunto). Porque o PPM disse tudo o que havia a dizer, sugiro que vão lá ler o post todo, sem perder os (muitos) comentários que se fizeram (o corporativismo é bonito, não é?).


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds