Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




hardcore

por Rui Castro, em 30.11.07

Na rádio oiço diversos dirigentes sindicais regozijarem-se com o sucesso da greve geral. Ou porque há escolas encerradas ou porque em alguns hospitais, tirando os serviços mínimos, a greve atingiu os 100%. A incontida alegria, manifestada publicamente, não pode deixar de chocar. São milhares as pessoas afectadas pela não prestação dos referidos serviços públicos, com o adiamento de consultas marcadas há meses ou a necessidade de faltar ao trabalho para ficar em casa com os filhos. Aconselha o bom senso que os sindicatos tenham pudor na forma como apreciam os resultados do protesto, até porque, em bom rigor, os transtornos causados são um meio e não um fim. A satisfação, a serem verdadeiros os motivos invocados para a realização da paralização, ocorre (ou devia ocorrer) com a aceitação por parte do Governo das pretensões dos grevistas e não com o "mero" incómodo causado nas vidas de quem nada tem a ver com o assunto.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De António a 30.11.2007 às 14:18

"Porque é que não me é familiar ver empregados de uma qualquer empresa privada, suponhamos, uma fábrica têxtil, em greve? Greve de trabalhadores protegidos pela lei, ok, mas esses trabalhadores não prejudicam outros senão os seus patrões."

Claro. As greves nas empresas privadas de transporte, por exemplo, só prejudicam o patrão. E por aí fora. Há quem ainda não tenha percebido bem o verdadeiro objectivo da greve. Mas pronto, apesar de não perceberem o que é uma greve, e ficarem muito admirados com o facto de os grevistas se regozijarem com os seus efeitos, vá lá, vá lá, que ainda concedem que os trabalhadores mantenham o direito à greve. Mas com muito respeitinho, cum pudor, decência e sem libertinagens... isto daria vontade de rir, se não fosse sério.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds