Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




e porque é Natal, e porque alguns não entendem

por Jacinto Bettencourt, em 21.12.07

O liberalismo foi feito para o Homem, e não o Homem para o liberalismo.

Bom Natal.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Raider a 22.12.2007 às 21:12

E de que se fala quano se fala de liberalismo? De política? De economia?

Mas neste momento não se vive na UE em liberalismo, e muito menos em Portugal. A politica europeia é comandada por uma elite autista que acada dia mais se afasta dos sentimentos dos povos.

Em Portugal, e naquilo em que não somos comandados pela UE, o Governo aplica cada vez mais medidas Socialistas, fazendo passar a mensagem de que está a "governar à direita", como se fosse possível alguém de bom senso acreditar que o controlo e a tributação de tudo o que existe é uma política "de direita". Nada se faz que não seja taxado ou controlado pelo Governo. Toda a iniciativa privada é travada, excepto se controlada pela familia política dos membros do Governo.

O Banco de Portugal, cuja Presidencia se demitiu de toda a actividade oficial de "regulador do mercado bancário" e que arquivou as investigação sobre o BCP em 2004 vem agora intrometer-se na escolha dos accionistas para a Administração deste Banco (ainda) privado sugerindo a não recandidatura (ainda ganhavam outra vez) e deixando claro o apoio a outro Socialista, que transitará da CGD... CGD essa que é a maior contribuinte para o OE.

E não será estranho, mesmo num ano em que houve um forte abalo dos mercados bancários mundiais devido à crise do sub-prime que a referida CGD não só não tenha perdido um mísero cêntimo nesse negócio, como ainda aumentou exponêncialmente os seus lucros situando-os acima da soma dos dois maiores rivais? Ou será que estas contas não interessam investigar ao Xuxa que está no BP, por ordem dos Xuxas do Governo?

E passa-se o PCA da CGD para o BCP, ficando com o controlo dos maiores privados, e nomeia-se o Sr. Vara - balconista em Trás-os Montes onde nunca conseguiu obter um cargo de chefia intermédia na agência onde estava - para novo PCA da CGD agora que obteve (por fax?) uma lienciatura e um mestrado no mesmo dia, uma semana antes de ser nomeado Administrador.

Comentar post