Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Once we were young

por Sofia Bragança Buchholz, em 23.01.08


Década de 90. Bons velhos tempos! Contudo, I can see [much more] clearly now.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Julio a 24.01.2008 às 01:47

Prezada Sofia

No dia 20 último, enviei ao blog da Atlântico (post Nos Blogues do Brasil) o seguinte comentário:

· "Só é possível entender a realidade de um país quando se vive nele.
Dou um exemplo simples. No dia 12 de dezembro um post do Arcebispo de Cantuária remetia ao seguinte post de outro blog:
“E, agora, um post à Arcebispo de Cantuária
Título: Uma prisão sub til
Manuel, debaixo do til, foi condenado a quatro anos de prisão.
Nota: Intendência, não mudar o link do rodapé sem toda a gente perceber a minha piada
publicado por Sofia Bragança Buchholz às 00:46″
Li e reli o texto e não entendi (não “percebi”, como se diz em Portugal) a piada. Fiz várias suposições:
Será que “til” - no Brasil apenas um sinal ortográfico - tem duplo sentido em Portugal? Será que é referência a algum Manuel Til, ou Subtil?
Por fim, desisti de entender a piada.
Tenho certeza de que se morasse em Portugal eu a teria entendido."
Tinha esperança de que algum leitor português me explicasse a piada, mas nenhum se compadeceu de minha aflição.

Resolvi então, em desespero de causa, apelar à própria autora da piada, sabendo embora que não há nada mais revoltante do que ter de esclarecer uma piada a um néscio.

Mas fica claro que a senhora (no Brasil, onde impera a informalidade nos blogs, eu diria "você", mas tenho medo de não ser o tratamento adequado em Portugal) na verdade não estará explicando uma piada, e sim contribuindo para melhor entendimento entre os povos.

Esperançosamente,

Julio
Imagem de perfil

De Sofia Bragança Buchholz a 24.01.2008 às 17:03

Caro Júlio,

O post " referia-se de facto a alguém chamado Manuel Subtil (um empresário que se barricou nas instalações da RTP em 2001) e pretendia ser um trocadilho da seguinte frase, que estava escrita em rodapé:

"Manuel Subtil foi condenado a quatro anos de prisão."

Sub " é um prefixo de origem latina que exprime a noção de inferioridade, de dependência, de aproximação e substituição.
Dou-lhe exemplos: subterrâneo (aquilo que fica ou se realiza debaixo da terra); subentendido (aquilo que se entende ou percebe apesar de não estar expresso)

Ao estilo do Arcebispo de Cantuária, eu fiz uma brincadeira com as palavras e com o sentido da frase:

"Manuel, debaixo do til, foi condenado a quatro anos de prisão."

Poderia ainda ser:

"Manuel foi condenado a quatro anos de prisão, debaixo do til."

Esperançosa de ter dado “uma contribuição para melhor entendimento entre os povos…” ;-)

Sofia




Sem imagem de perfil

De Julio a 24.01.2008 às 18:42

Muito obrigado pela resposta, cara Sofia.

Interessante eu haver imaginado que poderia ser referência a algum Manuel Subtil. Devo ter lido o noticiário na época e ficado com o nome gravado no subconsciente.

E uma circunstância ameniza um pouco a ferida em meu amor-próprio: por alguma razão não consegui encontrar a nota do rodapé a que você se referia. Se a tivesse encontrado até eu teria entendido a piada.

De tudo isso resultou-me um grande lucro: agora sou leitor assíduo do 31 da Armada.
Imagem de perfil

De Sofia Bragança Buchholz a 28.01.2008 às 15:20

Julio ,

Ainda bem que ficou nosso leitor assíduo :-)

Não encontrou a frase do rodapé, porque ela muda quase diariamente ;-)

Sem imagem de perfil

De zedeportugal a 24.01.2008 às 14:53

E isto é filmado exactamente numa arriba da costa oeste alentejana. Conheci aquilo tudo como a palma da minha mão. Bem, tudo não: esta garota nunca a conheci :(

Comentar post