Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




uma confissão inútil e um mistério genuíno

por Alexandre Borges, em 01.04.08
Há muito tempo que isto é assim comigo. Não consigo deitar fora qualquer literatura sem que antes, pelo menos, a folheie. Dicas da semana, folhetos do professor Bambo, catálogos telepizza. Se o DN trouxer um especial sobre caixilhos, eu passo uma vista de olhos. Se a Ponto-Cruz oferecer uma separata com as melhores capas desde '82, eu leio na diagonal. Não se recusa informação, é dos poucos princípios que me sobrevive. Sobretudo se, por qualquer tropelia do destino, ela vem, de boa vontade, ter às minhas mãos.
Quer isto dizer, amigo leitor, que, em ordem a ter uma vida privada, deixei de comprar o Expresso. Ou bem que lia o pack primeiro caderno + economia + actual + única + guia + especial vinhos + catálogo vodafone + suplemento imobiliário cozinhas e anuário Ovibeja, ou bem que tinha uma vida sentimental, ao menos ao fim-de-semana.
Tudo isto para lhe contar que, na semana passada, esta obsessão ganhou, por fim, um princípio de sentido. Depois de anos a acumular informação totalmente inútil, esbarro num ponto pertinente (fim de ironia).
Vinha na página 2 do 'Auto Monitor', suplemento mensal de informação automóvel do Público. É uma pergunta e reza assim: "Se em 2002 um barril de petróleo custava 70 dólares, que correspondiam grosso modo a 77 euros e hoje o barril custa 105 dólares que correspondem a 66 euros, como é que se pode dizer que o petróleo subiu de preço?"
Aceitam-se respostas para a caixa de comentários abaixo. Em todo o caso, vou procurá-las também na edição de coleccionador da revista Iniciativa dedicada aos enchidos da região Oeste.

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Nuno Nasoni a 01.04.2008 às 09:55

O barril de petróleo, em 2002, custava menos de 30 dolares. Basta googlizar.
Sem imagem de perfil

De Maria João a 01.04.2008 às 11:27

Quanto ao petróleo, lamento, não posso ajudar.
Mas fico aliviada por saber que não sou só eu que não recusa informação. Só não tive ainda coragem de deixar de comprar o expresso...
Sem imagem de perfil

De PR a 01.04.2008 às 12:16

Especulação? Cartel? Acho que são duas palavras esclarecedoras...
Sem imagem de perfil

De jpt a 01.04.2008 às 12:23

"em ordem a ter..."? isto é ingês!
Sem imagem de perfil

De JPG a 01.04.2008 às 12:29

Li com toda a atenção o seu post . Há aqui, de facto, matéria a merecer reflexão.

Parece-me que, nestes casos relacionados com o sentimento e quejandos ("... ou bem que tinha uma vida sentimental, ao menos ao fim-de-semana"), será talvez prudente recorrer aos clássicos. A Revista Maria é um verdadeiro paradigma no ramo, como é sabido, e nomeadamente quanto ao seu bem conhecido Consultório Sentimental. Talvez, quem sabe, recorrendo a pessoal especializado, consiga finalmente resolver o seu problema (digamos) petrolífero.

Sem mais delongas, aqui fica o link :
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Li com toda a atenção o seu post . Há aqui, de facto, matéria a merecer reflexão. <BR><BR>Parece-me que, nestes casos relacionados com o sentimento e quejandos ("... ou bem que tinha uma vida sentimental, ao menos ao fim-de-semana"), será talvez prudente recorrer aos clássicos. A Revista Maria é um verdadeiro paradigma no ramo, como é sabido, e nomeadamente quanto ao seu bem conhecido Consultório Sentimental. Talvez, quem sabe, recorrendo a pessoal especializado, consiga finalmente resolver o seu problema (digamos) petrolífero. <BR><BR>Sem mais delongas, aqui fica o link : <BR class=incorrect name="incorrect" <a>http</A> :/ anexos.blog.com /627091/

Nota: por exemplo, tem lá um caso muito parecido com o seu (sob o título "Será que devo ir à bruxa?") que poderá ser uma boa ajuda.
Imagem de perfil

De caodeguarda a 01.04.2008 às 13:53

Pois... assim e com a dupla tributação no preço dos combustíveis... o governo vai disfarçando os buracos orçamentais às nossas custas... por isso é que sou contra portagens e afins, já pagamos o asfaltamento integral de Portugal várias vezes...

Podiamos era fazer uma vaquinha e meter a classe política dos últimos 23 anos num banho de alcatrão e penas... pelo menos os principais responsáveis por este disparate... Cavaco, Manuela Ferreira Leite e Sócrates + entourage...
Imagem de perfil

De Alexandre Borges a 01.04.2008 às 20:58

Obrigado a todos pelos esclarecimentos, sobretudo pelos links para locais onde o mesmo enigma já havia sido colocado (perdoem-me não ter conhecimento deles antes.).
Só não aceitarei a sugestão da revista Maria. Tem poucas separatas.

Comentar post