Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um nojo de mundo

por Sofia Bragança Buchholz, em 29.04.08
Chego a casa ao fim do dia e, num movimento automático, ligo a televisão.
Desde o pai que manteve a filha em cativeiro numa cave durante 24 anos, passando pelo atentado em Gaza que vitimou uma mulher e quatro crianças, da rede de trabalho escravo para Espanha, da falta de segurança nas esquadras (e não só), até ao novo e violentíssimo jogo de computador que retrata o submundo do crime… as notícias seguem-se, umas atrás das outras, num desfilar assustador e enojante de desgraças.


comentários

Imagem de perfil

De Pedro Sales a 29.04.2008 às 19:26

O jogo é o GTA IV e está longe da imagem que aqui é apresentada. É violento? Sim. Mas não mais que um filme como o Taxi Driver ou os Sopranos. Deixo aqui um excerto do que diz o NY Times sobre o jogo em questão:

Published by Rockstar Games, Grand Theft Auto IV is a violent, intelligent, profane, endearing, obnoxious, sly, richly textured and thoroughly compelling work of cultural satire disguised as fun.

A crítica completa pode ser lida aqui: http://www.nytimes.com/2008/04/28/arts/28auto.html?_r=1&oref=slogin

De resto, já comprei o jogo e joguei duas das anteriores versões. Posso garantir que nem um estalo dei em alguém depois disso (e até tenho ajudado uma velhinhas a atravessar a rua)

Comentar post