Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Simão e as Verdades [quase] Absolutas

por Sofia Bragança Buchholz, em 02.05.08

Personagens:
• Eu
• Simão, 7 anos
• O cão Spike, 3 meses

Cenário:
Procuro o Simão pela casa toda. Chamo, espreito, vasculho cada divisão, debalde grito o seu nome.
A intuição guia-me até ao jardim. De dentro da casota do cachorro, ouço sons de consolo, palavras meigas, ditos elogiosos. Espreito e vejo o pequeno labrador deitado e o Simão ao seu lado, entre ossos roídos e brinquedos lambuzados de baba canina, acariciando-lhe ternamente o pêlo azeviche aveludado, gabando-lhe as qualidades de carácter, de comportamento e de beleza.
Indignada, repreendo:

Acção:
– Sai já daí! Que porcaria, vais ficar todo sujo e a cheirar a cão! O que estás aí a fazer?!
Ele responde-me enobrecido, com a grandeza de quem fala as verdades absolutas:
– Estou em casa do meu melhor amigo!

Tags:


comentários

Sem imagem de perfil

De Dinis a 02.05.2008 às 18:02

Que sorte. que bom, o Simão ter percebido isso tão cedo. Vai ser um rapaz feliz e poucas decepções.
Sem imagem de perfil

De Minerva McGonagall a 02.05.2008 às 19:07

A verdade anda sempre na boca das crianças.

Gostava de ter visto a cena ;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.05.2008 às 19:20

ruído
do Lat. rugitu
s. m.,
rumor produzido pela queda de um corpo;
estrépito;
qualquer estrondo;
bulício

Roído (particípio de roer)
do Lat. rodere
v. tr.,
cortar e triturar com os dentes;
devorar aos bocadinhos, de modo contínuo;
corroer;
desgastar;
consumir;
Imagem de perfil

De Sofia Bragança Buchholz a 03.05.2008 às 02:25

Obrigada, por ter reparado, Ser. O que seria de mim, se não o tivesse como corrector ortográfico online, já viu?!
Imagem de perfil

De blogdaping a 07.05.2008 às 16:33

Nada disso, já está a escrever é pelo novo acordo ortográfico ! Ou não ?

Comentar post