Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A medalha que vai sair cara ao desporto português

por Rodrigo Moita de Deus, em 21.08.08

E pronto. Já não são precisos centros de excelência. Já não é preciso mais apoio financeiro. Já não é preciso mais atenção da imprensa. Nem mais brio. Nem mais profissionalismo. Nem mudar o sistema. Nem mudar o comité. Nem exigir responsabilidades. Nem sequer investir no desporto. Desta safámo-nos por pouco. Graças a Deus tudo pode ficar na mesma. Na mesma de sempre. O Nelson Évora ganhou uma medalha.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Imagem de perfil

De António de Almeida a 21.08.2008 às 22:37

-Tudo ficará na mesma. As vacas sagradas são intocáveis.
Sem imagem de perfil

De Daniel Geraldes a 22.08.2008 às 00:22

Esta malta, sanguessuga que está em todo o lado, faz-me lembrar o João Cesar Monteiro. Este foi subsidiado e realizou um filme que nos sugou milhares de contos, e este filme era passado todo sem imagens, a malta não gostou e como é obvio protestou, e a resposta do ilustre foi: "eu quero que as mas linguas se f****" . Estes senhores são mais cordiais, mas a postura é a mesma.
Sem imagem de perfil

De blogdaping a 22.08.2008 às 05:54

Por falar em vacas msagradas.
Já se sabia, em Portugal, no seu estilo muito próprio de inquisição, se fazemos é uma "porra", foi feito e deveriamos ter falhado !
Se não se faz... é o calvário do costume... cambada que só sugam as finanças públicas...etc...etc...
Olhem..., passem o tempo a pegar vacas !!
Sem imagem de perfil

De Neves dos Santos a 22.08.2008 às 11:41

Já agora, para comentar o post anterior de Jacinto Bettencourt, que oportunamente não deixou hipótese de réplica, em que é então diferente Nélson Évora de Naide Gomes ou de Gustavo Lima, que são aqui apresentados como vítimas imoladas pela "merda" do povo português?

Nélson foi talvez o último participante destes Jogos de Pequim a poder ambicionar a um lugar no podium, depois dos desaires de Naide, de Gustavo Lima e do atleta que gostava mais de se lançar como um martelo para a caminha. Pelas suas contas, o peso da responsabilidade nele era maior... Ou não?

Comentar post