Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




está tudo louco

por Rodrigo Moita de Deus, em 24.08.08

Estou completamente solidário com as críticas que são feitas ao Presidente da República a propósito do veto à lei do divórcio. Era só mais o que faltava o Supremo Magistrado da Nação tratar de defender os seus valores e a sua ideia de sociedade. Até parece que foi eleito para isso.


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De blogdaping a 24.08.2008 às 14:12

Temos de perguntar ao Louçã.... ele é que é o homem que sabe destas coisas.... lá em Boliqueime, não se passa nada....!!
Sem imagem de perfil

De al kantara a 24.08.2008 às 16:30

É claro que o Supremo Magistrado da Nação pode e deve defender à vontadinha os seus valores farisaico-cristãos da melhor maneira que entender, mesmo com vetos políticos pobremente fundamentados, (mesmo com alguns argumentos risíveis, o que não fica bem ao Supremo Magistrado da Nação...). Cabe ao parlamento representar a vontade popular e fazer aprovar uma lei à revelia da vontade do Supremo Magistrado da Nação. É a vida. Ninguém disse que era fácil...
Sem imagem de perfil

De jorge vaz nande a 24.08.2008 às 20:04

Por acaso, parece que a Constituição diz que o Presidente da República é eleito para representar a República Portuguesa, garantir a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas e ser, por inerência, Comandante Supremo das Forças Armadas. Valores e ideias de sociedade, portanto, pianinho, que só na medida em que com isto não colidam.

Acha que foi para decidir o veto com sossego que Cavaco desviou o curso dos aviões sobre a sua casa algarvia? Ou a ideia de sociedade do PR inclui também um céu limpo?
Sem imagem de perfil

De A a 24.08.2008 às 22:41

Rodrigo,
Então que assuma, não arranje argumentos ao lado.
Sem imagem de perfil

De Ana Matos Pires a 24.08.2008 às 22:42

Distraí-me e não me identiquei, o comentário de cima é meu.

Comentar post