Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




não teria sido mais barato não privatizar os bancos?

por Rodrigo Moita de Deus, em 19.09.08

A reserva americana vai "segurar" o sistema. Um pouco por todo o mundo os bancos centrais vão injectando dinheiro nos mercados para evitar o colapso. Ísto significa, na prática, que é o dinheiro dos contribuintes que vai pagar o prejuízo de anos de abusos do sistema. Dinheiro dos contribuintes que faz falta na Segurança Social ou na Saúde.

 

No fim do dia tudo se resume ao dinheiro dos nossos impostos. Ideia que, assustadoramente, põe em causa o próprio liberalismo.  


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Tonibler a 19.09.2008 às 20:14

Na zona bem comportada da curva sim, seria mais barato, desde que ao fim do dia continuasse a haver segurança social, impostos, cidadãos,... Assim acabam por ser os cidadãos a pagar as casas que vão continuar a ter, os depósitos que vão continuar a ter, as reformas que vão continuar a ter, etc. Isto é, não, não sai mais "barato". Até porque o liberalismo só funciona em ambiente controlado, fora dele colapsa...
Sem imagem de perfil

De CN a 20.09.2008 às 01:11

". Até porque o liberalismo só funciona em ambiente controlado, fora dele colapsa..."

Se colapsar é por causa do socialismo monetário que permite que o sistema bancário conceda crédito por criação monetária o que provoca bolhas que têm de arrebentar mais tarde, provocando as corridas aos depósitos, ou neste caso, aso financiadores de curto prazo dos Bancos de Investimento recusarem renovar as operações.
Sem imagem de perfil

De al kantara a 19.09.2008 às 20:27

O que é interessante é que estes gigantes financeiros como a AIG sempre reivindicaram para si uma superioridade técnica e uma competência extraordinária para criar segurança social na reforma (vulgo PPR's) que, segundo eles, os Estados não podiam ter por não serem privados. Afinal, vai-se a ver e é isto...
Sem imagem de perfil

De z a 19.09.2008 às 20:30

Anda a descobrir a pólvora, ou quê?
Sem imagem de perfil

De Sérgio Gonçalves a 19.09.2008 às 23:02

Parabens pelo excelente blogue que aqui têm.

http://wwwbragablog.blogspot.com
Sem imagem de perfil

De Pedro Pereia a 20.09.2008 às 02:13

Acho piada aos que vêm aos blogs do topo fazer publicidade. E depois dizem coisas como: "excelente blog que aqui têm". É o mesmo que marcar uma peladinha com o Ronaldinho e no fim dizer-lhe: "até jogaste bem."
Sem imagem de perfil

De Miguel Lopes a 20.09.2008 às 04:34

"Se colapsar é por causa do socialismo monetário que permite que o sistema bancário conceda crédito por criação monetária o que provoca bolhas que têm de arrebentar mais tarde"

Caro CN ,
Confesso que ainda estou muito "verde" para debater política monetária com alguma segurança. Pergunto-lhe apenas se num sistema de padrão-ouro , a formação de bolhas especulativas não segue o mesmo princípio. Pergunto-lhe também que instrumentos é que teríamos para amortecer os consequentes impactos nesse sistema de padrão-ouro .

Para além dessa questão técnica, há aqui uma questão política que é saber se devemos dar aos Bancos Centrais o direito de senhoriagem e permitir que ele possa, sob a tutela do Estado (claro), confiscar as poupanças através do imposto inflacionário. Parece-me um elemento democrático, se o mesmo for devidamente fiscalizado.

Cumprimentos.
Sem imagem de perfil

De Daniel Marques a 20.09.2008 às 08:59

O liberalismo trouxe 20/30 anos de crescimento ininterrupto. Por mais porcaria que aconteca, esse crescimento ninguem nos vai tirar. As crises sao um preco a pagar por uma alternativa que é sem duvida melhor. Nao ha sistemas perfeitos.

So quem nao viveu (ou experimentou as consequencias) de uma economia dirigista é que pode a opcao por esse erro.

É interessante ver cair as mascaras de alguma da nossa direita.

Daniel Marques
Hungria
Sem imagem de perfil

De Miguel Lopes a 20.09.2008 às 16:20

"O liberalismo trouxe 20/30 anos de crescimento ininterrupto."

Deve estar a confundir com os 30 anos de ouro. Anos em que se prosperou com um controlo significativo sobre os mercados e políticas keynesianas.
O liberalismo económico que ganhou a sua hegemonia com a globalização financeira, já foi responsável por um sem número de crises (Argentina, Malásia, etc..)

Só havia uma maneira de experimentar as consequências do modelo neoliberal com alguma justiça. Era deixar falir todas estas empresas.
Como tal, nós não experimentámos a receita completa. Apenas soubemos o que é estar à beira do precipício, não demos o passo em frente.

Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 20.09.2008 às 19:58

"é o dinheiro dos contribuintes que vai pagar o prejuízo de anos de abusos do sistema".

O dinheiro injectado não é dos contribuintes.
Sem imagem de perfil

De Miguel Lopes a 20.09.2008 às 20:13

"O dinheiro injectado não é dos contribuintes."

É imposto inflaccionário pago de forma assimétrica. É uma injustiça social.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.09.2008 às 02:12

Não é a mesma coisa caro Miguel, causar inflacção e ser dinheiro dos contribuintes são coisas bem diferentes.

Comentar post