Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




os gays podem casar

por Rui Castro, em 06.10.08

"(...) O Estado não regula o amor entre pessoas. Se o fizesse teria de criar muitos contratos além do casamento. A lógica da instituição matrimonial vem das implicações estruturais na sociedade da união fecunda entre mulher e homem, incomparáveis com as de qualquer outra. Escamotear isto e tratar o contrato como um direito do amor mútuo é uma tolice (...) - João César das Neves 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De Pedro Sá a 06.10.2008 às 10:37

Assustador. O amor para JCN vale o que vale...nada.

E muito gostava eu de saber quais são as implicações estruturais da união fecunda...sem esquecer que a não fecunda também é gente, por assim dizer.
Sem imagem de perfil

De Carlos Duarte a 06.10.2008 às 10:40

O JCN tem toda a razão. O Estado não tem (ou não devia ter) nada a ver com as relações afectivas entre adultos. O casamento "civil" deve ter por base, apenas, razões sociais.
Sem imagem de perfil

De jpt a 06.10.2008 às 12:25

A ideia que se pode considerar o comportamento de alguém "uma depravação, um acto intrinsecamente desordenado e contrário à natureza" e mesmo assim respeitar essa pessoa, é muito boa.
"Olha, eu acho que tu és uma aberração, um asco, um ser inumano, mas respeito-te imennnnnnsoo..."
Esta discriminação violenta e agressiva por parte da igreja e de alguns católicos mascarada de amor pelo próximo é da maior hipocrisia.
Sem imagem de perfil

De JPG a 06.10.2008 às 12:40

Sempre tive dúvidas sobre a credibilidade intelectual (por assim dizer) de JCN .
Uma simples frase, no mesmo artigo aqui citado, dissipou qualquer hesitação:

«É isso a democracia e é assim que somos chamados a lidar com fumadores, racistas, poluidores.»
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Sempre tive dúvidas sobre a credibilidade intelectual (por assim dizer) de JCN . <BR>Uma simples frase, no mesmo artigo aqui citado, dissipou qualquer hesitação: <BR><BR>«É isso a democracia e é assim que somos chamados a lidar com <B>fumadores</B>, racistas, poluidores.» <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bardamerda</A> , sem dúvida.
Sem imagem de perfil

De al kantara a 06.10.2008 às 16:54

"A grande maioria da população considera a homossexualidade uma depravação, um acto intrinsecamente desordenado e contrário à natureza. Não se trata de um preconceito, mas de uma opinião válida e legítima a ponderar. E não deve ser confundida com homofobia..."

PS - Eu sei que o das Neves é professor na Católica. Mas os alunos dele têm direito a um desconto nas propinas, não têm ?...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.10.2008 às 22:19

Eu cá também acho que os pretos são todos uns depravados, ladrões, bandidos, selvagens, macacos. Mas note-se, é legitimo, nada de confundir com racismo.

Comentar post