Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




tenho sempre que explicar tudo II

por Rodrigo Moita de Deus, em 06.10.08

308907. É o número de alunos inscritos no ensino particular. O que faz que tantos e tantos pais procurem o ensino particular quando têm uma alternativa gratuita? As condições, as infra-estruturas e, inevitávelmente, a qualidade do ensino. Na área da saúde os utentes ao menos reconhecem qualidade técnica a quem trabalha no sector público. Mas isso não acontece na educação. 

 

Este facto tem um efeito ainda mais perverso. Com a crescente crise o ensino público será cada vez mais o ensino dos pobres. O ensino dos maus alunos. Só não vai para o ensino particular quem não pode, acentuando ainda mais o estigma e o preconceito da sociedade. 308907 alunos e a respectiva classe discute o estatuto da carreira docente.

 


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Imagem de perfil

De Francisco Mendes da Silva a 06.10.2008 às 15:56

Rodrigo,

O ensino particular não existe na evidente maioria do território nacional. E o que ainda vai havendo fora de Lisboa e Porto está longe - muito longe - da qualidade do que existe nos grandes centros.
Imagem de perfil

De pnf a 06.10.2008 às 16:51

Que disparate tão grande. Certamente conhece todo o ensino privado que existe fora de Lisboa e Porto. Todo, mas todo, todo mesmo.
Olhe eu conheço algum e, garanto-lhe, não está longe, muito menos "muito longe" do que em Lisboa e Porto, já para não falar que haverá péssimos exemplos nessas duas localidades.
Enfim.
Sem imagem de perfil

De Daniel A. a 07.10.2008 às 00:08

Como?

Colégios privados de qualidade no Porto????

Indique-me 1/2 dúzia de colégios desses colégios. E se puder acrescente-lhes o diferencial que apresentam entre as notas internas e as notas de exames.

Eu que moro no Porto tenho dificuldade em encontrar por aqui colégios de qualidade.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.10.2008 às 08:54

Fui bicliente do Colégio Luso Francês. Valeu todos os euros que lá deixei. E mais que tivesse custado.
Sem imagem de perfil

De Daniel A. a 07.10.2008 às 23:04

E sabe qual é diferença entre as Notas internas e nas Notas de Exame no Luso-Francês?

Em 2007 foi de 3 valores, notas internas na casa dos 16 e notas de exame abaixo dos 13. Mais de 3 valores de diferença!!! Anda a competir com o Ribadouro e afins...

Bem perto na Escola Filipa de Vilhena para uma média interna de 14.1 no exame a média foi de 13. Diferença de 1.1.

Quem é mais exigente?
Sem imagem de perfil

De am a 08.10.2008 às 10:05

não sei. a exigência não é igual à diferença entre a nota da frequência e a do exame, que foi a única coisa que referiu.

se ler o que escrevi verá que dei uma opinião individual da minha satisfação e que não fiz qualquer extrapolação dela.
para que não haja dúvidas maliciosas relativas à minha satisfação, acrescento que as minhas filhas tiveram classificações de exames tão altas como as da frequência. sempre apreciei e defendi nas reuniões de pais a elevada exigência dos professores que tiveram.

agora, quanto às clasificações dadas por alguns colegas professores em algumas escolas secundárias, parece que tanta exigência nas classificações da frequência não emparelha com semelhente nível na preparação dos alunos, conforme o indicador classificação dos exames.

Comentar post