Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Textos de Francisco Sá Carneiro

por Carlos Nunes Lopes, em 04.12.08

Quando passam vinte e oito anos sobre o desaparecimento trágico do fundador do PPD/PSD, o Instituto Francisco Sá Carneiro lança e disponibiliza sete e-books de "Textos de Francisco Sá Carneiro".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


comentários

Sem imagem de perfil

De Ricardo rocha a 05.12.2008 às 10:34

28 anos depois e ainda se anda a partir pedra com Sá Carneiro.
Não falta gente a alimenta-se do mito Sá Carneiro.
Sá Carneiro não teve tempo nem oportunidade de provar o que quer que fosse na área governativa.
O seu mérito foi manter as hostes laranja em ordem. Tirando o interregno com Cavaco. Só por isso é que fazia falta.
Peçam ao Papa para o canonizar e criem um feriado Nacional, já que temos poucos.
Ricardo Rocha
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 05.12.2008 às 11:46

Caro Ricardo Rocha,

Sá Carneiro foi um político único em Portugal. Talvez o seu percurso político tenha sido até perfeito. Foi eleito deputado á Assembleia Nacional e lá lutou, ás claras, pela liberdade e pela igualdade. Não se escondeu ou fugiu, deu a cara pelos seus valores e ideais.

Depois da revolução de Abril em 1974 fundou o PPD e contra todas as expectativas obteve um sucesso incrível. A adesão ao partido foi massiva e rápida. O seu trabalho foi reconhecido pelo povo em 1979 quando lhe confiaram a liderança dos destinos do país.

Sá Carneiro livrou Portugal de uma hipotética ditadura militaro-comunista e pugnou sempre pelos valores da liberdade, igualdade e solidariedade. Foi amado e odiado, mas nunca ignorado ou desprezado. Sempre respeitado.

Não fosse a tragédia de há 28 anos e de certo Portugal seria hoje um país diferente. Não tenho dúvidas de que Sá Carneiro teria feito o mandato de 79-83 e também outro de 83-87.
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rocha a 05.12.2008 às 12:43

Caro Luis de Melo

Outros portugueses, uns anónimos outros conhecidos lutaram pela democracia e pelo bem estar de Portugal, e até estiveram presos ou foram desterrados por defenderem um Portugal livre e justo
Há os que foram convidados a sentarem-se na Assembeia Nacional e não aceitaram sentar-se num orgão que era um símbolo da ditadura.
Há muitos anónimos que fizeram muito por Portugal e não ao endeusasdos. Sá Carneiro foi mais um lutador.
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 05.12.2008 às 12:48

Também é apologista daquela ideia "fui preso pela PIDE por isso tenho mais direitos que os outros" ??
Sem imagem de perfil

De Ricardo Rocha a 05.12.2008 às 12:59

Felizmente não fui! Mas tive familiares que o foram.
Mais, não eram comunistas como eu também não o sou.
Sem imagem de perfil

De Luis Melo a 05.12.2008 às 13:02

Também me parecia que havia aí qualquer coisa... :)

E quanto a ser ou não comuna... não perguntei, nem insinuei nada. Mas se se sente na obrigação de dar esse esclarecimento... á vontade.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






subscrever feeds