Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




charutos, asneiras e nobel da paz

por Raquel Vaz Pinto, em 30.11.09

Segundo o Jornal Público um grupo de argentinos propõe a candidatura de Fidel Castro ao Nobel da Paz de 2010. Razão principal: «baseada nos progressos cubanos nos campos da saúde e da educação». Ainda bem que não se lembraram dos presos políticos, dos fuzilamentos e da censura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Gramo à brava este gatinho!

por Sofia Bragança Buchholz, em 30.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Simão e a ternura da infância*

por Sofia Bragança Buchholz, em 30.11.09

Personagens:

• Simão, 9 anos
• Eu
 
Cenário:
O Simão ia ter um teste de Estudo do Meio. Fui dar com ele deitado no sofá do quarto dos brinquedos, com o seu livro na mão, a estudar. Falava em voz alta, explicava o que era a Península Ibérica, contava que povos a haviam invadido, como havia sido formado o Condado Portucalense. Lia pausadamente, dava ênfase aos acontecimentos mais importantes, e, no fim de cada tema, resumia a matéria por palavras suas. Ao seu lado estava sentado o Riscas, o seu tigre de peluche, para quem, frequentemente, se voltava e perguntava didacticamente, como um professor empenhado:
 
Acção:
– Percebeste?
 

 

* ou “E quem é que pensava que só o Calvin tinha um amigo tigre?”
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A minha vida deu um filme

por Francisco Mendes da Silva, em 30.11.09

Estreia a 19 de Janeiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

graçolas de oportunidade

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.11.09

- Nunca pensei que o robalo estivesse assim tão caro

Autoria e outros dados (tags, etc)

Economia de mercado

por Manuel Castelo-Branco, em 30.11.09

Há um ano atrás vários profetas da desgraça olhavam para a crise financeira mundial com uma ponta de satisfação. Era o fim da economia do mercado, do liberalismo económico e da globalização. A redução do peso do estado na economia, o fim ou a limitação da participação do estado em grandes empresas publicas era urgente e necessário. O abandono da intervenção do estado na economia teria tido consequências brutais na vida dos cidadãos.

 

Nada disso foi verdade. A economia de mercado conjugado com a crescente democratização nas economias emergentes, tinha trazido uma prosperidade enorme ao mundo como um todo, nos últimos 15 anos, de uma forma nunca vista. A economia tornava-se global com crescentes oportunidades. Os países desenvolviam as suas áreas de competência que podiam comercializar a uma escala global. O proteccionismo era cada vez menor. Nas grandes economias emergentes, o Gini index aproximava-se do zero demonstrando uma cada vez maior igualdade na distribuição da riqueza. Todos os anos milhões de pessoas saíram da pobreza extrema engrossando as fileiras da classe média, em países como Índia, China, Brasil e Rússia e num numero crescente de outras economias asiáticas.

 

Em 2008 chegou a crise, de uma forma brutal e inesperada. Era um misto de financeira, imobiliária e principalmente de confiança. A economia tinha crescido demasiado e muito depressa. Havia algumas bolhas que convinha reduzir. Matérias primas e fontes energéticas demasiado inflacionadas. Expectativas demasiado altas e não sustentadas no crescimento real da economia. Existiam agora demasiadas instituições com um peso na economia global, o risco sistémico do sector financeiro tornou-se uma realidade e " o simples bater de asas de uma borboleta no Brasil tinha efeitos em Londres".

 

No entanto a crise teve também resoluções rápidas e eficientes quer a nível europeu quer conjugando com as outras economias globais. Os G20 reagiram de forma consistente evitando a facilidade do proteccionismo. O estado interveio sempre que possível indirectamente e só entrando no capital em ultimo recurso e de forma temporária. Ao final de alguns meses, a economia começou a dar sinais de recuperação: lenta mas sustentada.  Hoje a discussão é sobre a forma como o Estado deverá reduzir os apoios e sair das empresas entretanto intervencionadas. A economia de mercado voltou a funcionar e a globalização mantêm-se como factor de crescimento.

 

Ao contrario do que diziam alguns profetas da desgraça (ainda me lembro de algumas intervenções muito infelizes do Dr. Mário Soares ou do Dr. Alegre e seus discípulos), tudo se recompôs, lentamente, com sobressaltos, mas na direcção correcta. Nada ficou com antes. A principal alteração aconteceu na regulação, penalizando os ganhos especulativos e de curto prazo. Criando mecanismos de regulação de corporações com presença multi-região. controlando os efeitos do risco sistémico entre o sector financeiro limitando os empréstimos inter-bancários  (os bancos também emprestam dinheiro uns aos outros).  A protecção do consumidor foi reforçada. A nova regulação optou por tornar o sector financeiro mais seguro em vez de tentar controla-lo ou limita-lo. As bolhas imobiliárias e das matérias primas foram ajustadas, não por decreto, mas por efeito da oferta e da procura. O comercio global parece estar a recuperar e as democracias emergente não foram afectadas..

 

Ao final de pouco mais de um ano, temos uma economia de mercado mais sólida, mais robusta. O estado que limitou a sua actuação à conjuntura procurando retirar-se da estrutura. Os tempos serão novamente de crescimento para o globo e os profetas da desgraça que defendiam modelos económicos caducos dos anos 60 e 70 provaram novamente o seu falhanço. Felizmente.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A proibição da excisão feminina não é um sinal de intolerância religiosa?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Europa (6): O valor da Lei

por Tiago Moreira de Sá, em 30.11.09
A maioria dos europeus vive hoje num Estado de Direito. Nem sempre foi assim e tal não sucede em grande parte do mundo mesmo no momento actual: pelo menos dois terços da humanidade vivem à margem do “governo pela lei”. Todavia, presentemente ninguém discute que no espaço da comunidade europeia homens e mulheres, ricos e pobres são à partida iguais perante a lei, razão pela qual se tem chamado à UE uma «comunidade da lei».
Para além dos progressos ocorridos ao nível nacional na última meia década, ocorreram igualmente evoluções assinaláveis ao nível da União Europeia, desde logo no aperfeiçoamento do funcionamento do seu Tribunal de Justiça, mas também - e sobretudo – no papel desempenhado pela imposição judicial das leis europeias no plano das chamadas «quatro liberdades» que permitem aos cidadãos dos Estados membros poderem viajar, viver, trabalhar e adquirir bens onde quer que queiram na maioria do espaço geográfico Europeu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Too big to fail - O risco sistémico

por Manuel Castelo-Branco, em 30.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

ficar a ganhar na troca

por Carlos Nunes Lopes, em 30.11.09
A Cimeira de Cascais não trouxe Chávez, mas tem a Shakira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

o lado certo da força

por 31, em 30.11.09

Para além das tshirts agora tem a possibilidade de personalizar o seu laptop com telas do 31 da Armada. É simples é barato e ainda está a contribuir para o nosso financiamento oculto. É aqui mesmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

municipalismo

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.11.09

A Camara Municipal de Elvas instalou 800 m2 de ringue de gelo no Coliseu Rondão de Almeida. Feliz natal.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na discussão dos minaretes o menos importante são os minaretes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Rodrigo Moita de Deus, em 30.11.09

A PSP avisou que, por causa da Cimeira, o trânsito vai estar condicionado na Avenida Marginal e na A5. A alternativa para chegar a Cascais é, certamente, um sistema de catapultas humanas a instalar no Cais do Sodré.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Num tempo em que os governantes eram esclarecidos

por Rui Crull Tabosa, em 30.11.09

Frederico II da Prússia: Rei e "primeiro servidor do Estado", general, escritor e compositor.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os ditadores cortaram-se

por Rui Crull Tabosa, em 29.11.09

Há duas semanas, Sócrates pediu a Hugo Chavéz que se portasse bem na cimeira Ibero-Americana, que agora começa em Lisboa.

Em resposta Chavéz mandou Sócrates dar una vuelta...

O ditador cubano, o mano Raul Castro, também não aceitou o convite de Sócrates para estar presente.

O ar de Lisboa ficará certamente mais respirável por estes dias.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

bater no fundo

por Rui Crull Tabosa, em 29.11.09

José António Saraiva, director do “Sol”, «assumiu ter “recebido dois telefonemas, por parte de pessoas próximas do primeiro-ministro, dizendo que, se não publicássemos notícias sobre o Freeport, os nossos problemas se resolveriam”. Em declarações, no domingo passado, ao “Correio da Manhã”, o director explicava que o jornal estava com um problema grave de tesouraria e que, depois da publicação das primeiras notícias sobre o outlet de Alcochete, “uma linha de crédito que tínhamos no BCP foi interrompida”. O responsável pelo processo no jornal no banco privado “era o Armando Vara, e nós tínhamos a noção de que ele estava em contacto com o primeiro-ministro. Portanto, eram ordens directas”, acrescentou José António Saraiva» (citação retirada do Expresso de 28.11.09).                                            Em qualquer país civilizado, estas afirmações desencadeariam um escândalo político. Aqui nada acontece. A podridão impôs-se à vergonha. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

From Rio...

por Francisco Proença de Carvalho, em 29.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Separados à nascença

por Manuel Castelo-Branco, em 28.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas que me chateiam

por Vasco Campilho, em 28.11.09

Ver a justiça a ser avacalhada é uma coisa que me chateia, pá. Chateia-me, pá, ver o Ministro da Economia a chamar espiões aos juízes. Chateia-me, pá, ver o Pacheco Pereira a querer discutir escutas na praça pública. Chateia-me, pá, saber que há quem ponha escutas na rua porque não acredita na Justiça. Chateia-me, pá, saber que há quem avise suspeitos de que estão a ser escutados.

 

Continue a ler aqui, pá.

Autoria e outros dados (tags, etc)

I Love Capitalism

por Henrique Burnay, em 28.11.09

Economia de mercado é isto. Uma mulher que compra uma fábrica falida e lhe triplica a facturação, aumenta em mais de 20% o número de trabalhadores e explica que é uma questão de produzir com qualidade o que o mercado quer.

As deslocalizações não se proíbem, evitam-se; não se impedem, contrariam-se.

Alguém que dê uma medalha a Conceição Pinhão, no meio dos monos do costume galardoados no 10 de Junho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A grande banda portuguesa

por Nuno Gouveia, em 28.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

ditos populares

por Carlos Nunes Lopes, em 28.11.09

Peixe graúdo a 10 mil euros?

Era roubá-lo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Poesia de oportunidade.

por Carlos Nunes Lopes, em 28.11.09

Sigamos, agora, o robalo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Centralismo

por Carlos Nunes Lopes, em 28.11.09

27/Nov/09, 16h32:

Carro de Jaime Gama choca com o de Mário Mendes na Av. da Liberdade

A "corte" sediada em Lisboa é de uma tal dimensão que os seus membros já se atropelam, mesmo nas mais largas ruas da capital.

Portugal corre o risco de cair para o Atlântico, ironizava Fernando Ruas algumas horas antes do infeliz incidente.

Votos de rápidas melhoras para os feridos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Afinal eram robalos...

por Rui Crull Tabosa, em 28.11.09

O da fotografia ainda não consegue conter o espanto de estar metido em tal pescaria!

Definitivamente, é mais uma campanha negra...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Politicamente incorrectos ou simplesmente animados?

por Rui Crull Tabosa, em 28.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Acho normal que Cavaco Silva não tenha participado

por Manuel Castelo-Branco, em 27.11.09

na homenagem a Melo Antunes.

 

Como marxista convicto e anti capitalista militante foi sempre demasiado ambíguo. Sem ser da esquerda totalitária esteve sempre muito próximo dos comunistas . cujos ideais democráticos eram  (e são) praticamente nulos.

 

Por várias vezes, no pós 25 de Abril,  Melo Antunes preferiu institucionalizar o PCP, proteger a extrema esquerda e assumir posições anti ocidentai, em vez de verdadeiramente contribuir, como outros,  para a  criação das bases de um estado democrático e livre.  Teve por isso, um contributo para a história mais do que hesitante  e duvidoso.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

momento fama show - 31 da Armada

por 31, em 27.11.09

 

Os melhores momentos do 25 de Novembro do 31 da Armada. Tipo fama show mas sem a Orsi.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Uma pequena provocação aos outros 31

por Paulo Pinto Mascarenhas, em 27.11.09

A direita portuguesa mantém um estranho fétiche pelo 25 de Novembro de 1975. Uma atracção fatal que, deitada no divã, explica muito sobre a sua impotência política e o domínio ideológico da esquerda estatista em Portugal.

 

Mais no ABC

Autoria e outros dados (tags, etc)

Checks and balances

por Nuno Gouveia, em 27.11.09

Este Governo tem uma relação tensa com poderes que não consegue dominar. Tem sido assim com a comunicação social - recordo aqui os ataques à TVI e aos jornais Público e Sol - e agora com o poder judicial, acusado pelo ministro Vieira da Silva de “pura espionagem política”. É conhecido o desconforto socialista, que vem já desde o processo Casa-Pia, perante a independência dos procuradores do Ministério Público.

Lendo o comunicado dos juízes portugueses, que transcrevo abaixo, vendo a nossa democracia vacilar numa crise política e ética sem precedentes (pelo menos desde os tempos revolucionários), recordo que os mecanismos de vigilância do poder político são essenciais numa sociedade democrática. A existência de tribunais independentes e prestigiados, e de uma imprensa livre e atenta são fundamentais para conseguirmos ultrapassar esta crise, aumentando a qualidade e a transparência na nossa vida pública. Como dizia Montesquieu "só o poder limita o poder".
 
Paulo Marcelo, no Cachimbo de Magritte

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ler os nossos

por Vasco Campilho, em 27.11.09

Se há coisa que continuo sem compreender no PSD é o medo que parece existir entre alguns dos seus militantes com uma vitória de Passos Coelho. É esse aparente medo que vem alimentando a já cómica “novela Marcelo”, que no essencial consiste numa data de pessoas a empurrarem o pobre professor para o patíbulo, enquanto o professor lhes vai dando a entender da melhor e mais simpática forma possível que avancem eles. Tal como estão a fazer o filme, até parece que acham que Passos Coelho, uma vez conquistado o PSD, vai dominá-lo para sempre e, por essa via, dominar o país pelo futuro afora. Se não querem ir para lá e se o professor também não quer, deixem ir quem quer realmente ir. Às tantas, ainda vão verificar com alívio que daqui a uns meses (ou um ou dois anos, vá lá), o homem regressa ordeiramente a Vila Real (é uma metáfora) à sua vida pacata. E mesmo que não regresse e ganhe umas eleições, ainda terá de governar, o que não é para todos. Assim, limitam-se a fazer a melhor propaganda para o adversário.

Entretanto, talvez fosse mais interessante deixarem-se de fazer política por interpostas escutas e fugas de informação e passarem a coisas mais interessantes.

 

Post deste calibre são para por aqui também, Luciano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

e eles sabem do que falam

por Rodrigo Moita de Deus, em 27.11.09

Leio que há um arguido do caso Face Oculta acusado de violação do segredo de justiça. Repito: acusado por violação do segredo de justiça. Repito de outra maneira: acusado de violação do segredo de justiça pelo ministério público.

Autoria e outros dados (tags, etc)

o próximo orçamento II

por Rodrigo Moita de Deus, em 27.11.09

Votamos ou chamamos já o FMI?

Autoria e outros dados (tags, etc)

o próximo orçamento

por Rodrigo Moita de Deus, em 27.11.09

O governo pode aumentar os impostos. 3 ou 10 por cento. É igual. Não há onde ir buscar mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Salazarinhos

por Afonso Azevedo Neves, em 27.11.09

O Francisco acertou na mouche. O jornal Público (e muito bem) reconhece o facto este domingo com uma entrevista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A lei dos ciclos

por Afonso Azevedo Neves, em 27.11.09

Vivemos tempos difíceis. A nossa democracia é jovem, diz-se há algum tempo e padece de muitos males e ainda que com evidentes vantagens sobre outros regimes, em tempos como os que vivemos sobem à superfície os costumeiros estratagemas. Os bons espíritos que advogavam o mérito ainda o fazem mas só por distracção é que ignoram a sua aplicação prática. O mérito não se reconhece mas atribui-se e quem o atribui normalmente depende de um certo número de pessoas de mérito para manter essa posição, sendo o resultado evidente e lógico. Não há verdadeiro mérito mas interdependência. 

Casos de polícia que enchem as televisões são também um reflexo desta conclusão. Até porque as dependências não são necessariamente hierárquicas mas quando o são, como é por demais evidente num partido que está no poder, levam a reacções absurdas. Quando os subordinados cresceram com o busto de Napoleão na memória, a ideia de que tudo é possível, quando a dependência económica é tal que do Ministro ao mais humilde funcionário público é preciso estar preparado para defender o indefensável, é então altura de perceber que o fim está próximo. Isto não só não espanta como nem sequer é uma grande novidade ou é preciso recuar muito para encontrar exemplos nos anteriores governos mas é certamente espantoso o nível de subordinação a que os membros deste governo e a maioria dos militantes do PS chegaram.
Alguém me dizia que, sobre este dilema, se estava a borrifar para os socialistas, o que compreendo mas a minha questão é para os socialistas e é esta; os senhores estão também a borrifar-se para o vosso partido? É que parece.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Estado de Direito

por Nuno Gouveia, em 27.11.09

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festa do 31 da Armada: a fotoreportagem

por Vasco Campilho, em 26.11.09

Depois do jantar, o 31 da Armada tomou de assalto uma fábrica lisboeta, numa acção de duvidosa ilegalidade. E festejou o seu terceiro aniversário. Aqui estão algumas fotos da noite.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jantar no 31 da Armada: a fotoreportagem

por Vasco Campilho, em 26.11.09

 Aos 24 dias de Novembro do Ano da Graça de 2009, os bloggers do 31 da Armada reuniram-se no restaurante sito ao nº 31 da Praça da Armada, também conhecido como 31 da Armada. E jantaram. Aqui estão algumas fotos do evento.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já só falta ver porcos a voar

por Rui Crull Tabosa, em 26.11.09

O PS convive definitivamente mal com os princípios da separação de Poderes e da independência do Poder Judicial.

Esta evidência tem sido sistematicamente confirmada, seja no processo Casa Pia, seja no caso Freeport e, agora, no processo Face Oculta.

A respeito deste último, assistimos já ao ministro Vieira da Silva acusar directamente o Ministério Público e a judicatura de fazerem “espionagem política” (?), como se as magistraturas andassem a escutar os amigos do Primeiro-Ministro suspeitos de crimes, à espera que Sócrates pusesse a pata na poça para, enfim, ser decapitado, na patética alegoria de Francisco Assis.

Agora, das duas três, como um meu amigo costuma dizer: ou Viera da Silva concretiza essa sua acusação quando daqui a uns dias for dar explicações ao Parlamento, ou se retrata por ter ofendido gratuitamente um Órgão de Soberania (os Tribunais), ou, então, podemos concluir que a sua declaração foi puro terrorismo político. O que é inadmissível num membro do Governo, diga-se.

Como se estes factos não bastassem, sabe-se hoje que um advogado, eleito pelo Parlamento na lista do PS para o Conselho Superior da Magistratura, considera ético manter essa função num órgão com poderes disciplinares e sobre o desempenho dos juízes e, ao mesmo tempo, integrar a equipa de defesa de um arguido no processo Face Oculta que acusou um juiz, em concreto, de ter proferido, em relação ao seu constituinte, uma decisão "ofensiva dos mais elementares princípios do direito".

A possibilidade de esse advogado poder mais tarde avaliar esse juiz que foi publicamente desconsiderado pelo seu colega de equipa, não o parece incomodar.

De facto, por este andar, Rui Teixeira não ficará a marcar passo sozinho por muito mais tempo…

Autoria e outros dados (tags, etc)

Faz o que eu digo...

por Nuno Gouveia, em 26.11.09

No último programa "Eurodeputados", Miguel Portas insurgiu-se contra o facto de alguns dos membros do Parlamento Europeu viajarem em classe executiva. Claro que, como já estamos habituados em políticos do Bloco de Esquerda, a prática muitas vezes é contraditória com a retórica. No mesmo programa, o deputado do PSD José Manuel Fernandes confirmou aquilo que muitos sabem: os eurodeputados do BE também viajam em executiva. Nada tenho contra os eurodeputados viajarem em 1ª classe, mas incomoda-me a hipocrisia destes "santos" da vida pública, que pregam a moral, mas não a praticam. Alguém se lembra da deputada accionista ou dos PPRs de Francisco Louçã? Pois...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vilões já temos

por Nuno Miguel Guedes, em 26.11.09

Precisamos de si, Mr.Bond.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Onde está Lopes da Mota?

por Rui Crull Tabosa, em 26.11.09

O caso das alegadas pressões de Lopes da Mota, presidente do Eurojust, aos magistrados que investigam o caso Freeport, data de Abril passado, ou seja, tem já sete meses e ultrapassou três eleições.

Parece que deve estar à espera do arquivamento mais do que previsível do caso Freeport, a fim de - que pena! - perder o objecto por inutilidade superveniente da investigação...

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Para além da guerra das estrelas, das alterações aos nomes das ruas, das estátuas, dos debates monarquia/república, dos filmes e, claro, dos milhares de posts sobre política, actualidade, cultura e outros disparates, o 31 da armada lança agora a sua linha de roupa.

Esteja do lado direito da força e contribua para o nosso financiamento (pouco) oculto!

 

(link permanente aqui ao lado)

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Europa (5): O valor da paz

por Tiago Moreira de Sá, em 26.11.09
Durante vários séculos a Europa esteve permanentemente em guerra. Actualmente é a região do mundo mais pacífica, ainda que com alguns casos de conflito localizado, como por exemplo nos Balcãs. Como referiu Timothy Garton Ash, numa imagem muito simples mas sedutora, em vez de tentarem projectar o seu poderio nos campos de batalha os europeus fazem-no hoje nos campos de futebol. Para isso foi decisiva a existência da União Europeia como um sistema de resolução institucionalizada e permanente de conflitos, permitindo assim a eliminação do uso da força militar como forma de resolução das disputas entre os Estados.
Como exemplo prático do papel desempenhado pela UE na garantia de uma ordem pacífica no seu seio refira-se que é actualmente impensável uma guerra entre a França e a Alemanha, mas, em contra-ponto, ainda ontem sérvios e albaneses matavam-se num conflito de natureza étnico - nacionalista.
A história demonstra-nos que não é possível confiar exclusivamente na boa vontade para manter a paz na Europa, dependendo esta essencialmente da União Europeia, sendo que a sua capacidade para promover a resolução pacífica dos conflitos implica quer o seu aprofundamento, quer a aceleração do seu alargamento a regiões problemáticas como os Balcãs.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Ainda há quem nos pergunte: para quê tanto trabalho a comemorar o 25 de Novembro? Para que serve isto tudo? Aqui fica a resposta. Em vídeo. Os alunos da  Escola António Arroio falam sobre a data e sobre a história contemporânea do seu país. São da Escola António Arroio mas podiam ser de outra escola qualquer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

à atenção do comité nobel

por Rodrigo Moita de Deus, em 26.11.09

Obama salvou um peru.

Autoria e outros dados (tags, etc)

até parece que o dinheiro é nosso

por Rodrigo Moita de Deus, em 26.11.09

Parecem-me cruéis as apreciações que fazem sobre o ministro das finanças. Teixeira dos Santos só falhou as previsões de receitas por 13%. Mais mil milhões menos milhões.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estas interrogações, tão facilmente transponíveis para a actualidade política portuguesa, são atribuídas a Cola di Rienzi, um tribuno da Roma do século XIV que luta contra os poderosos, cuja cupidez e corrupção promovem a intranquilidade pública e reduzem o povo à miséria.

Faz a Revolução mas acabará morto no Capitólio, abandonado por todos, excepto pela sua irmã Irene, que o ampara e lhe é fiel até ao fim.

Morto pela inveja, pela mediocridade, pelos interesses instalados.

O crime de Rienzi?

Lutar pela libertação do Povo, que pretende conduzir a um melhor futuro.

Onde está Rienzi, aqui tão magnificamente celebrado por Wagner?

Quando teremos em Portugal um tribuno que enfrente os poderes do sistema e tenha Portugal como Α e Ω da sua acção política?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os dias do 31: A "esquerda revolucionária" e Jaime Neves

por Luís Filipe Coimbra, em 25.11.09

Drapeau noir.svg

 

Em 1975, já depois das eleições para a Assembleia Constituinte, tornava-se evidente que o PCP e a sua ala no MFA (Movimento das Forças Armadas) estavam triunfantes: para eles e os seus "compagnons de route" o que interessava nesses tempos era a  "Aliança Povo-MFA" e não os resultados eleitorais e a vitória esmagadora do PS e dos partidos políticos democráticos nas eleições de Abril para a Assembleia Constituinte.

Tratava-se, para quem tivesse um mínimo de cultura política, de um processo revolucionário traçado a papel químico da revolução bolchevique de Outubro e dos acontecimentos pós 1917 na União Soviética.

O que é que aconteceu ao longo da história dos PC's no poder durante o século XX?

Na URSS o Partido Comunista procedeu ao fuzilamento de todos os "desvios esquerditas" que tinham participado na revolução.

Durante a guerra civil de Espanha, nos anos 30, o mesmo aconteceu em muitas zonas controladas pelo PCE, designadamente na Catalunha.

Em 1940 Trostsky - o fundador do Exército Vermelho -foi asssassinado no México a mando de Staline.

Durante a "guerra fria" esta "prática política" repetiu-se nos Países do Leste Europeu e continua ainda hoje bem evidente na Coreia do Norte e em Cuba.

Em 1975, Portugal esteve à beira de uma guerra civil. E só quem não viveu nesses tempos é que poderá duvidar que para a direita do PC éramos então todos apodados de "fascistas".

Sem a democracia que Ramalho Eanes, Jaime Neves e até mesmo Vasco Lourenço ou Melo Antunes ajudaram pela força a instaurar, obrigando o PCP a deixar-se de veleidades golpistas e a respeitar os resultados eleitorais,  os Deputados do Bloco não estariam hoje na Assembleia da República, mas a adubar um qualquer cemitério.

É por isto que continuo sem perceber que razões levam ainda hoje a "esquerda à esquerda do PC" (do PSR aos Anarquistas) a não prestar homenagem aos militares do 25 de Novembro e a Jaime Neves.

Será só ingratidão?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tribunal desrespeita timing de Sócrates

por Rui Crull Tabosa, em 25.11.09

O caso "Face Oculta" é uma chatice para o Primeiro Ministro.

Primeiro, os magistrados de Aveiro não percebem que um Primeiro Ministro não comete crimes, pelo menos contra o Estado de Direito.

Depois, esses mesmos magistrados não percebem que a lei obriga a que uma escuta a um qualquer cidadão tenha de ser previamente autorizada pelo presidente do STJ se nessa mesma escuta, por puro acaso, o Primeiro Ministro resolver falar com o escutado. Ou seja, a lei foi também feita para que essas escutas sejam sempre ilegais. O facto de essa lei violar o princípio da igualdade (na escuta fortuita do PM e não na condição prévia de suspeito) e, por isso, enfermar de provável inconstitucionalidade, é só uma questão de pormenor.

Como se tudo isto não bastasse, os ditos magistrados vieram agora decretar a suspensão de funções de José Penedos da presidência da REN, sem esperar pelas certamente bombásticas conclusões da auditoria que José Sócrates, no princípio deste mês, já colocara como condição para uma hipotética suspensão de Penedos.

Caramba!

Como fazer os juizes entender que têm de ter mais respeitinho pelo Governo e pelos seus próceres?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para o Afeganistão, rapidamente e em força

por Nuno Gouveia, em 25.11.09

O Pentágono está a ultimar os preparativos para enviar para o Afeganistão mais 34 mil soldados, inseridos numa nova estratégia que o Presidente Obama vai anunciar na próxima semana. Esta decisão fica aquém dos 40 mil soldados pedidos pelo General McChrystal, mas abre uma janela de esperança para esta guerra que dura desde 2001 e parece sem fim à vista. Este é o segundo reforço do contingente militar por parte da Administração Obama, depois dos 20 mil enviados em Março. Suspeito é que os Estados Unidos estarão cada vez mais sozinhos no Afeganistão, com o alheamento crescente da Europa. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

... no Diário Económico do passado Sábado, sobre as escutas.

 

Os argumentos de autoridade são sempre impressivos, mais ainda os que nos levam a admitir a possibilidade de não termos, sequer, "mediana literacia". Mesmo correndo o risco da humilhação, confesso não ter conseguido acompanhar aquela discorrência argumentativa. Porque, porventura, onde me falha a literacia não escasseia a lógica.

É verdade que a lei prevê a necessidade de autorização do Presidente do STJ para a intercepção, gravação e transcrição de conversações em que intervenham, entre outras altas individualidades do Estado, o PM. Portanto, entende o Dr. Proença de Carvalho que não poderia haver transcrição das escutas sem autorização do Presidente do Supremo. E não diz, como se calhar se imporia, que nunca o dito magistrado a poderia dar por não ter sequer autorizado, primeiramente, a intercepção e a gravação daquelas conversas.  Salvo melhor opinião, esta conclusão é, no mínimo, estranha, já que esta linha argumentativa recomendaria que se concluísse, simplesmente, pela invalidade da intercepção dos telefonemas, dispensando-se mais considerações sobre o que estivesse a jusante da intercepção, por desnecessárias. 

O que para mim é claro, sem querer ostentar galões que não tenho, é que me faz sentido que haja particulares cautelas quando o alvo das escutas são o PR e o PM mas não me faz sentido algum que todas as escutas sejam autorizadas pelo Presidente do STJ não vá nelas tropeçar (e como tropeça!) o nosso Primeiro. No limite, é disto que estamos a cuidar.

Tivesse eu competência para autorizar escutas e podem crer que para elas sempre pediria uma profiláctica autorizaçãozinha do Dr. Noronha do Nascimento, não fosse o diabo tecê-las.    

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

o que foi o 25 de Novembro?

por Rodrigo Moita de Deus, em 25.11.09

TVNET

Autoria e outros dados (tags, etc)

notícias do campo pequeno

por Rodrigo Moita de Deus, em 25.11.09

Fontes geralmente bem informadas dizem-me que alguém tirou o Jaime Neves do pedestal. Literalmente. É uma acção que fica algures entre o vandalismo e a guerrilha ideológica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ele disse que não disse mas afinal parece que disse

por Manuel Castelo-Branco, em 25.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Face Oculta - Maribel Rodrigues ficou sujeita a uma outra medida de coacção: proibição de contactar com os demais arguidos, excepto se isso for estritamente necessário ao exercício da sua função. Maribel não pode falar com os arguidos. A não ser por razões profissionais. Maribel é a secretária pessoal do Arguido. O Tribunal não define "estitamente necessário" no caso de uma secretária pessoal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Resumindo

por Henrique Burnay, em 25.11.09

A ver se a CML se inspira. Bom resumo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jaime Neves está aqui

por Manuel Castelo-Branco, em 25.11.09

 

 

 

Hoje as 12h30 na Praça do Campo Pequeno.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O papel do PCP no 25 de Novembro visto pela CIA

por Tiago Moreira de Sá, em 25.11.09
Num relatório elaborado após o 25 de Novembro a CIA procurou entender o papel desempenhado pelo Partido Comunista Português no choque militar que colocou um ponto final no processo revolucionário em curso.
Segundo a avaliação da Agência, o PCP podia «não ter desempenhado um papel directo nas operações», não estando inclusive «provado» que ele tivesse «alguma vez encorajado os golpistas a acreditar que podiam contar com o seu apoio», mas foi «o seu autor moral».
E, justificando esta avaliação, a CIA escreveu: «Antes do 25 de Novembro, as manifestações comandadas pelos comunistas paralisaram efectivamente o governo e puseram fim à campanha “passo a passo” do primeiro-ministro [Pinheiro de] Azevedo para limitar a influência da esquerda»

Autoria e outros dados (tags, etc)

hoje é 25 de Novembro

por 31, em 25.11.09

aqui fica a homenagem do 31 ao Soldado Conhecido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

31 no i

por Paulo Pinto Mascarenhas, em 25.11.09

31 de Armada: Darth Vader "oferece" a Lisboa uma estátua de Jaime Neves

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bom dia Lisboa

por Henrique Burnay, em 25.11.09

 

 

 

O Coronel jaime Neves ainda lá estava, às 10:30.

As forças anti-democráticas ainda não o tentaram remover.

Demover seria impossível

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Do lado certo da força" no Metro

por Lucius, em 25.11.09

 

http://www.readmetro.com/show/en/Lisbon/20091125/2/2/

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobre a Gripe A

por tpr, em 25.11.09

Ontem fui à vacina. No meu estado de "esperanças" foi-me recomendado a vacina contra a gripe A. Eu estava com muuuuuuuuuuitas dúvidas. Então depois de todos os casos que fomos ouvindo...

Como estou actualmente em França, e tive conhecimento que aqui as grávidas recebiam vacina sem adjuvantes (que me foi expressamente recomendado pelo meu médico, que não tem acesso a elas), lá fui tentar a minha sorte no hospital civil da terra. E consegui!

Superei as minhas resistências!

A leitura de um artigo do "le figaro" também ajudou!http://www.lefigaro.fr/sante/2009/11/24/01004-20091124ARTFIG00010-le-vaccin-destine-aux-femmes-enceintes-est-arrive-.php

 

Já valeu a pena estar cá!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Parabéns ao 31!

por tpr, em 25.11.09

Neste dia histórico, não queria deixar de recordar um cantor patriótico e muito querido da minha família. Manuel Sobral Torres

http://rapidshare.com/files/112948675/Can__es_Movimento_Nacionalista.rar.html

Este foi o único registo que encontrei.

 

Festejemos!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

The good old USA

por Lucius, em 25.11.09

Neste 25 de Novembro, recordar também o apoio inestimável que os EUA prestaram no restabelecimento da liberdade e democracia em Portugal. God bless Mr. Gerald Ford, Mr. Henry Kissinger, Mr. William E. Colby e Mr. Frank Carlucci.   

Autoria e outros dados (tags, etc)

Monumento a Jaime Neves

por Rui Crull Tabosa, em 25.11.09

O 31 homenageou esta noite o herói do 25 de Novembro, que pôs termo à revolução comunista que ameaçava transformar Portugal numa 'Cuba' europeia.

Passei agora pelo Campo Pequeno, o melhor local onde aquela homenagem à Liberdade poderia ter lugar.

O 31 cumpriu o seu dever. De reconhecimento e de gratidão.

Este é pois o momento, o melhor momento para que se inicie uma subscrição pública com vista à construção de uma estátua perene, que perpetue a memória do Homem que enfrentou o comunismo e devolveu a Liberdade aos Portugueses.

Fica feito o repto.

Para que exactamente daqui a um ano, quando se cumprirem 35 anos sobre o 25 de Novembro de 1975, Lisboa possa finalmente honrar um dos mais ditosos filhos que esta nossa amada Pátria teve.

Finalmente, das autoridades, em particular das municipais, espera-se, não só colaboração activa na concretização daquele intento, como também que não tenham o atrevimento de retirar pela calada a sentida e digna homenagem que um grupo de patriotas entendeu dever prestar a Jaime Neves.

Autoria e outros dados (tags, etc)

COMUNICADO

por 31, em 25.11.09

Daqui posto de comando do Movimento do 31 da Armada:

 

Durante a noite de hoje elementos do 31 da Armada (Darth Vaders) descerraram uma estátua do Major-General “Comando” Jaime Neves junto à Praça de Touros do Campo Pequeno.

 

Há 34 anos, no dia 25 de Novembro, Jaime Neves e os homens sob a sua liderança contribuíram decisivamente para a defesa e consolidação do regime democrático em Portugal derrotando as forças totalitárias que procuraram desvirtuar o espírito do 25 de Abril. O país e, em particular, a sua capital ainda lhes devem uma homenagem à altura do seu desempenho.

 

Injustamente acusado de ter querido apropriar-se de um bem público pertencente à cidade de Lisboa neste verão, o 31 da Armada oferece hoje à Câmara Municipal um monumento que pretende celebrar a democracia e a liberdade e chamar a atenção para a necessidade de vigilância e protecção permanentes destes valores que hoje damos por garantidos.

 

É o contributo do 31 para as comemorações deste dia.

 

O 31 faz 3 anos, a democracia já tem 34.

Autoria e outros dados (tags, etc)

23:30

por 31, em 24.11.09

Vem aí o Jaime Neves!

Autoria e outros dados (tags, etc)

23:00

por 31, em 24.11.09

Vem aí o Jaime Neves!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vem ai o Jaime Neves

por Manuel Castelo-Branco, em 24.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (XIII)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (XII)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (XI)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (X)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (IX)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vem ai o Jaime Neves

por Manuel Castelo-Branco, em 24.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (VIII)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vem ai o Jaime Neves

por Manuel Castelo-Branco, em 24.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vem ai o Jaime Neves

por Manuel Castelo-Branco, em 24.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (VII)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

Espero que este vídeo não seja considerado homofobico...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (VI)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (V)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (IV)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

21:34

por 31, em 24.11.09

Vem aí o Jaime Neves!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (III)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC (II)

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hoje é dia de recordar o PREC

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Viva o Jaime Neves!

por Carlos Nunes Lopes, em 24.11.09

O Jaime Neves ainda demora?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Obrigado, 25 de Novembro!

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

O partido do PREC acha que «Jaime Neves é um símbolo de práticas anti-democráticas».

O partido do PREC acha que a Coreia do Norte é uma democracia.

Eu acho que o partido do PREC não sabe o que é democracia.

Pela simples razão de que o partido do PREC é intrinsecamente anti-democrata.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Jaime Neves vem aí!

por Rui Crull Tabosa, em 24.11.09

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mário Soares está preocupado com a degradação do PSD

por Manuel Castelo-Branco, em 24.11.09

Imagino que o PSD também deva estar preocupado com a degradação do Dr. Mário Soares, mas esse talvez já não recupere.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Foi assim"

por João Vacas, em 24.11.09

 

 

 

Congelados de luxo: Pedro Marques Lopes entrevista Zita Seabra

 

http://31daarmada.blogs.sapo.pt/1129687.html
 

http://31daarmada.blogs.sapo.pt/1129954.html

 

http://31daarmada.blogs.sapo.pt/1130062.html

 

"o nosso modelo era fazer uma cuba na Europa"
 

"Os estudantes estavamos à espera das armas para sair em apoio ao sector militar do PCP"

Autoria e outros dados (tags, etc)

17:00

por 31, em 24.11.09

Vem aí o Jaime Neves!

Autoria e outros dados (tags, etc)

16:20

por 31, em 24.11.09

Vem aí o Jaime Neves!

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Jaime Neves o que é de Jaime Neves

por Lucius, em 24.11.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/4






subscrever feeds