Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A ironia

por Jacinto Bettencourt, em 22.01.07
é o facto de, para cá do Marão, haver quem não sabe que a lei espanhola é idêntica à que temos hoje em Portugal,  e que, mesmo assim, invoca o exemplo do reino vizinho em defesa do «sim»...


lavagem de mãos e outras medidas profiláticas

Sem imagem de perfil

De moi a 22.01.2007 às 16:52

aconselho-lhe a leitura do "parecer" do colégio de psiquiatria da ordem dos médicos portuguesa (publicado há uns tempos no glória fácil) e verá como a palavra duradoura (e irreversível) é chamada à liça de forma sistemática
Sem imagem de perfil

De Jacinto Bettencourt a 22.01.2007 às 17:21

Caro moi,

não duvido do que diz. O que duvido é que em Espanha lesão ou perigo para a saúde pública seja entendido como algo de meramente passageiro, ou seja, como algo que afinal nem é lesão nem é perigo... Como é evidente, tratam-se de conceitos sérios, embora relativamente indeterminados, e suficiente próximos - com ou sem o adjectivo "duradouro" - para inviabilizar tamanha distinção.

Mais: se a questão fosse o termo "duradouro", essa podia muito bem ser a questão em referendo, certo?

Cumprimentos,

JB

Sem imagem de perfil

De Vítor Palmilha a 22.01.2007 às 19:05

Caro Jacinto

Eu já deixei de responder a estas frases feitas e ideias que só tenta escamotear a verdade.

Copiei as duas leis, publiquei no esquerda direita volver e mesmo assim recebi comentários de que não são iguais, com uma ao lado da outra!

Não é de quem não vê, é de quem não quer ver.

Nem perco mais tempo com pessoas deste calibre...
http://esquerdadireitavolver.blogspot.com/


Grande Abraço

Comentar post